Início Blogs 50 mil crianças desaparecem por ano no Brasil. Onde elas estão?

50 mil crianças desaparecem por ano no Brasil. Onde elas estão?

137 desaparecidos por dia: adoções irregulares, trabalhos forçados, redes de pornografia e prostituição, narcotráfico ou mesmo comércio de órgãos

- continua após a publicidade -

Por que a grande imprensa não fala sobre este fato grave?
No mundo são estimados 2 milhões de crianças desaparecidas por ano.

“O descaso com as crianças desaparecidas”

“O problema do desaparecimento de crianças e adolescentes deve ser entendido como prioridade não apenas pelas famílias que vivem este drama, mas por todos. Calcula-se que a cada 15 minutos uma criança/adolescente suma. Trata-se de uma ameaça real que bate à porta da sociedade. Não precisamos esperar que algo aconteça com nossos filhos e netos para começar a militar na área.

Somos todos responsáveis por esta causa.”

“Estima-se que, ao todo, no mundo, o total de casos de desaparecimento de crianças e adolescentes pode chegar aos 25 milhões. No Brasil, seriam 250 mil ocorrências ainda sem solução.

Por ano, são mais de 50 mil novos registros, sem contar que este número pode estar subestimado, pois muitas denúncias não são feitas.

arquivo
- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O estado de São Paulo detém 25% desse número, representando o maior índice, seguido por Minas Gerias, Rio de Janeiro e pelos estados do Nordeste.

Estima‐se ainda que quase 250 mil menores estejam desaparecidos no país.

Algumas jamais serão encontradas. Estamos falando de centenas de milhares de crianças e adolescentes que permanecem separadas de suas famílias. Muitos deles enredados na teia de possibilidades criada pelo tráfico de pessoas (adoções irregulares, trabalhos forçados, redes de pornografia e prostituição, narcotráfico ou mesmo comércio de órgãos).”

Assine a petição Pela efetivação do Cadastro Nacional de Crianças e Adolescentes Desaparecidos

arquivo

CRIANÇAS nos túneis de Nova Iorque e o tráfico internacional de seres humanos

Enquanto o mundo discute sobre , a quarentena vertical e a horizontal, um assunto gravíssimo foi ignorado pelo mainstream midiático, pois esse tipo de informação você só encontra na Deep Web ou em veículos independentes.

Trata-se da descoberta de um túnel subterrâneo na cidade de Nova Iorque, no dia 2 de abril, que vai do porto da cidade até o prédio da Fundação Clinton. Nesse túnel, com diversas galerias gigantescas, havia milhares de crianças, muitas delas mortas, presas em grandes gaiolas. Não, você não leu errado. Milhares de crianças estavam presas como se fossem animais, com sinais de abusos sexuais e canibalismo.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Cogita-se inclusive que muitas delas viravam alimento para as outras quando morriam. Para socorrer essas crianças, o presidente americano Donald Trump enviou dois navios para o porto da cidade, chamados Comfort e Mercy, ambos contendo os melhores equipamentos hospitalares possíveis.

Essa bizarra notícia acende a luz amarela duas questões importantes: O tráfico de pessoas e a rede mundial de pedofilia.

O envolvimento de figuras importantes no caso é impossível de ser descartado, dadas as proporções da estrutura encontrada. Além disso, o facto de o túnel desembocar no prédio da Fundação Clinton torna o caso mais intrigante ainda!

arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Neste Natal, Shopping Iguatemi Ribeirão Preto promove encontros inéditos com Papai Noel

Bom velhinho estará em sua casa no Polo Norte, mas é presença confirmada em ações digitais do empreendimento

Sertãozinho: Câmara Municipal promove últimas sessões ordinárias deste ano

Todas as sessões ordinárias da Câmara de Sertãozinho podem ser acompanhadas, nos seguintes veículos de comunicação

Relação extraconjugal pode ser reconhecida como união estável?

O homem morreu em 2011 e agora suas duas companheiras devem dividir seus bens.

Museu Casa de Portinari lança audiolivro para deficientes visuais

Obra de autoria de Candido Portinari ganhou parceria da ADEVIRP para tradução sonora

Avenida Antônia Mugnatto Marincek recebe novas adequação

Via foi duplicada em mais de quatro quilômetros, recebeu ciclovia, cerca de 50 pontos de acessibilidade e nova sinalização