InícioAtualidadesJovens que hipnotizam milhões de adolescentes

Jovens que hipnotizam milhões de adolescentes

- continua após a publicidade -

Você pode nunca ter ouvido falar em youtuber, mas seu filho adolescente, com certeza, já assiste a um deles. Você pode não saber que esses jovens que falam em vídeos sobre tudo e também sobre nada — de feminismo a pegadinha com torta na cara — chegam a ter mais de 6 milhões de inscritos em um canal no YouTube, mas seu filho, acredite, deve ter ajudado a chegar a esta marca.

Christian Figueiredo:
“E aí, meus loucões e louconas deste Brasil. Tudo bem com vocês?”, pergunta Christian Figueiredo, o garoto animado ao centro do vídeo. Ele apresenta os dois colegas que o acompanham e que também são donos de canais no YouTube, faz uma ou duas piadas e explica a brincadeira que virá a seguir, em que cada um terá que sortear uma palavra e cantar uma música com aquele vocábulo. Quem perder, ao final, receberá um castigo. A edição é até espertinha, mas, na maior parte dos 13 minutos que dura essa história toda, eles estão apenas sentados num apartamento comum em frente a uma câmera num tripé. Pois o que parece só mais um vídeo desses de internet gerou inacreditáveis 3 milhões de visualizações e 5 mil comentários em poucos dias.

Christian Figueiredo é, provavelmente, um desconhecido para a maior parte da população com mais de 30 anos. Mas, aos 21, ele já lançou um 02 livros, “Eu fico loko I e II” — mesmo nome de seu canal principal no YouTube, fez ações de marketing para gigantes como Coca-Cola, Claro e Disney e não consegue mais andar tranquilamente numa tarde de domingo no shopping. Com 5 milhões de inscritos em seu canal, o Eu Fico, e prepara sua investida no cinema.

Canal eu fico loko mais de 5 milhões de seguidores. Acesse.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Canal Cristian Figueiredo quase 3 milhoes de seguidores Acesse

Essa novidade de “youtubers” não é só brasileira, existem meninos, meninas, mulheres e homens assim no mundo inteiro que ganham a vida fazendo vídeos, que contém não só humor, mas dicas de tudo, inclusive, jogos de minecraft, por exemplo.

Julio Cocielo:

Paulista, e conhecido pelo seu “canal canalha”, que tem mais de 2 milhões e 735 mil inscritos, em seus vídeos, faz humor de cara limpa. Ele mescla em seus vídeos, músicas populares com funk, como se uma música respondesse a outra. Seus vídeos chegam a ter mais de 4 milhões de views.

canal chamado Canal Canalha e publicou seu primeiro vídeo em 25 de outubro de 2011.

Ele tem 6,5 milhões de inscritos no canal, milhares de pessoas o seguem nas maiores redes sociais, a cada novo vídeo publicado no Youtube é praticamente certo que o vídeo será visto mais de um milhão de vezes em pouquíssimas horas. Acesse.

O “youtuber” que representa o nordeste é o Windersson Nunes, um nome bastante difícil e complicado, que até ele faz piadas. Seu humor com sotaque do Piauí conquistou mais de 7,6 milhões de inscritos em seu canal, além de alguns vídeos que chegam a ter 5 milhões de views. Também faz humor de cara e corpo limpo, em seus vídeos, na maioria das vezes, ele aparece sem camisa e com boné. Acesse

Invento na hora” é o canal do Lucas Lira, um menino bastante simpático e engraçado, que usa um lenço, boné e óculos em seus vídeos. Com mais de 3,8 milhões de inscritos, e com humor inteligente, seu canal é um sucesso. Muitos vídeos chegaram a ter 3 milhões e 400 mil visualizações. Acesse.

Esses são três dos mais populares “youtubers”. Eles fazem humor sobre o cotidiano, tudo que eles passam na vida deles durante o dia, o mês ou o ano, e resolvem compartilhar de uma maneira mais engraçada.

Do dia para noite

‘Foi um choque’, conta Lorena sobre o canal ‘Careca TV‘ ter sido hackeado.

Depois de tirar tumor no cérebro, Lorena quis ter um canal de sucesso na web. Hackers invadiram e apagaram conta, e ela perdeu todos os vídeos.

A maioria dos programas de TV contaram a historia da Lorena de 12 anos. Depois de tirar um tumor no cérebro, e estar fazendo quimioterapia o que fez com que os cabelos caíssem, ela criou um canal de vídeos na internet (Careca TV).

Em uma semana, conseguiu mais de cinco milhões de visualizações. Mas alguém não gostou de ver o sucesso da Lorena, e o canal foi hackeado; a conta, invadida e os vídeos, deletados. Sem imaginar que poderia sofrer um ataque, a irmã da menina tinha escolhido uma senha simples, que o hacker conseguiu descobrir para invadir a conta e fazer o que fez.

Mas a Lorena contou com a ajuda de muitas pessoas e já tem um canal novo de sucesso e conta com mais de 1,4 milhões de seguidores. Acesse.

Este sucesso nas redes sociais fazem com que esta galerinha fature alto, a presença em um evento pode custar 35 mil reais livres, tem ainda contratos com grandes marcas que querem estar mais próximas a um publico que esta entrando no mercado consumidor, tem os ganhos por visualizações pagos pelo Youtube, além de produtos personalizados como grife de roupas e acessórios.

Se liga.

Se você não viu e não sabe do que se trata, você esta ficando ultrapassado.

 

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Nós já avisamos que aconteceria: 72 casos de hepatite sem motivos no Brasil

Análises reúnem pacientes de dois meses a 16 anos; principais sintomas apresentados são pele e olhos amarelados, febre, vômito e dor abdominal. É só o começo dos efeitos da picada

Maior investidor da bolsa brasileira alerta: “Magazine Luiza vai quebrar”

Quem lacra lucra? : Lulista Magazine Luiza esta sentindo falta das tetas do governo e pode Quebrar. Triste

O nosso adeus a Miguel Liporassi

Ribeirão Preto perde Miguel Liporassi: Não era polêmico nem agressivo, era respeitado pela qualidade, voz e equilíbrio nos comentários. E pela postura com os colegas, leal, ficava longe das intrigas de bastidores.

PREVISÕES DO TAROT EM JULHO DE 2022

As previsões para Julho de 2022, trazem transformação nas finanças, amor, relação familiar

Vice de Lula tem novamente bens bloqueados pelo Ministerio Publico

Justiça Eleitoral determina bloqueio de R$ 11,3 milhões em bens de Geraldo Alckmin no caso Odebrech
- PUBLICIDADE -