Home » Lazer e Cultura » USP-Filarmônica inicia temporada 2018 com concerto “As Quatro Estações” de Vivaldi

USP-Filarmônica inicia temporada 2018 com concerto “As Quatro Estações” de Vivaldi

Programação terá apresentações mensais gratuitas até dezembro

A USP-Filarmônica de Ribeirão Preto – orquestra de alunos do Departamento de Música da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da USP (FFCLRP-USP) – inicia temporada de concertos gratuitos, com “As Quatro Estações” de Vivaldi, no dia 20 de março, às 20h30, Theatro Pedro II de Ribeirão Preto, sob regência do maestro Rubens Russomano Ricciardi.

A apresentação terá em seu repertório os concertos que compõem a obra “As Quatro Estações”, do compositor italiano Antonio Vivaldi, e duas obras inéditas do próprio maestro Rubens Russomano Ricciardi, “Agora que sinto amor” (com poema de Fernando Pessoa) e “Amar e ser amado” (com poema de Castro Alves), em estreia mundial.

O mesmo repertório será levado ao Teatro Municipal de São Carlos, no dia 21 de março, às 20h30; ao Teatro da Faculdade de Medicina da USP na Av. Dr. Arnaldo, em São Paulo, no dia 22 de março, às 12h30, e no mesmo dia, às 19h, no Centro de Convenções Prof. Dr. Fausto Victorelli, no Campus da USP de Pirassununga.

Os concertos contam com a participação dos solistas de violino, Renato Wiedemann, natural da Basileia (Suiça), formado pela Academia de Música da Basileia e pela Escola Superior de Música de Luzern (Suíça), atualmente membro da Sinfônica de Hamburgo (Alemanha) e Laura Ion (spalla convidada e também solista, violinista romena da Sinfônica de Hamburgo); Viktoriya Zadvorna (soprano ucraniana de descendência russa radicada em Ribeirão Preto), Rafael Stein Pereira (tenor, aluno da FFCLRP-USP), Giovana Ceranto (cravo, bolsista da USP-Filarmônica e aluna da FFCLRP-USP), Walisson Cruz (violoncelo, bolsista da USP-Filarmônica e aluno da FFCLRP-USP) e Sérgio Oliveira (contrabaixo, professor convidado, da EMESP, Fundação Magda Taglieaferro e Bachiana Sesi de São Paulo).

As séries anuais de Concertos da USP-Filarmônica são uma realização do Departamento de Música da FFCLRP-USP, em parceria com a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, por meio da Fundação Dom Pedro II, Grupo Gestor do Campus da USP de São Carlos e EESC-USP, e Prefeitura Municipal de São Carlos.

A programação mantém estas duas séries mensais de concertos, quase sempre nas últimas terça e quarta-feira de cada mês, respectivamente no Theatro Pedro II (Ribeirão Preto) e Teatro Municipal (São Carlos). A agenda de apresentações pode ser consultada na página eletrônica da orquestra – http://sites.ffclrp.usp.br/uspfilarmonica/ -. Mais informações pelo telefone (16) 3315-3136.

 

Serviço

 

91º Concerto da USP-Filarmônica
Data: 20 /03

Horário: 20h30

Local:, Theatro Pedro II de Ribeirão Preto

Rua Álvares Cabral, 370 – Centro

Telefone: (16) 3977-8111

Entrada gratuita

92º Concerto da USP-Filarmônica
Data: 21/03

Horário: 20h30

Local: Teatro Municipal de São Carlos

Rua Sete de Setembro, 1735

Telefone: (16) 3371-4339

Entrada gratuita

 

93º Concerto da USP-Filarmônica
Data: 22/03

Horário: 12h30

Local: Teatro da Faculdade de Medicina da USP em São Paulo

Av. Doutor Arnaldo, 455

Telefone: (16) 3061-7185

Entrada gratuita

94º Concerto da USP-Filarmônica
Data: 22/03

Horário: 19h

Local: Centro de Convenções Prof. Dr. Fausto Victorelli

Campus da USP de Pirassununga

Entrada gratuita


As Quatro Estações de Antonio Vivaldi com a USP-Filarmônica

PROGRAMA (sem intervalo)

Rubens Russomanno Ricciardi (*Ribeirão Preto, 1964)
• Agora que sinto amor (poema de Fernando Pessoa)
• Amar e ser amado (poema de Castro Alves) estreia mundial

Antonio Vivaldi (Veneza, 1678 – Viena, 1741)
As Quatro Estações (Le quattro stagioni)

• Concerto Nº 1 em Mi maior, op. 8, RV 269
La primavera (Primavera)
1. Allegro
2. Largo
3. Allegro Pastorale

• Concerto Nº 2 em Sol menor, op. 8, RV 315
L’estate (Verão)
1. Allegro non molto
2. Adagio e piano – Presto e Forte
3. Presto

• Concerto Nº 3 em Fá Maior, op. 8, RV 293
L’autunno (Outono)
1. Allegro
2. Adagio molto
3. Allegro

• Concerto Nº 4 em Fá menor, op. 8, RV 297
L’inverno (Inverno)
1. Allegro non molto
2. Largo
3. Allegro

USP-FILARMÔNICA – ORQUESTRA DE ALUNOS DA USP de Ribeirão Preto
Regência de Rubens Russomanno Ricciardi (maestro titular) 

 

Sobre a USP-Filarmônica

Com suas atividades iniciadas em fevereiro de 2011, foi regulamentada pela Resolução USP-7.472 a 19 de fevereiro de 2018, sendo a orquestra de alunos do Departamento de Música da USP em Ribeirão Preto. Rubens Russomanno Ricciardi (professor responsável e regente titular) e José Gustavo Julião Camargo (funcionário e regente assistente) atuam na direção artística desde a sua fundação.

A USP-Filarmônica vem contando com 30 bolsas da Reitoria da USP (15 concedidas pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária e 15 pela Pró-Reitoria de Graduação).

Concertos sinfônicos e récitas de óperas já foram realizadas em Ribeirão Preto (Theatro Pedro II, Espaço Cultural Capela da USP, Auditório da FDRP-USP, Sala de Concertos da Tulha da FFCLRP-USP, Teatro Municipal e Centro de Eventos do RibeirãoShopping), Santos (Teatro do SESC), Barrinha (Teatro Municipal, em sua inauguração), São Carlos (Auditório Sérgio Mascarenhas do IFSC-USP e Teatro Municipal), Jaboticabal (Teatro Municipal e Ginásio Municipal de Esportes), Franca (Teatro Municipal), Ourinhos (Teatro Municipal), Registro (IFSP), Itajubá (Teatro Municipal), Avaré (Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores) e Birigui (Igreja Matriz).

A USP-Filarmônica já apresentou em estreia mundial obras de Piero Niro, Lucas Galon, José Gustavo Julião de Camargo, Estércio Marques Cunha, Gilberto Mendes, Rubens Russomanno Ricciardi, Marcos Câmara de Castro, Rafael Alexandre da Silva Fortaleza e Fernando Emboaba. Em estreia brasileira obras de Arturo Pantaleón e Dorothea Hofmann, entre outros.

Participações no Festival Música Nova “Gilberto Mendes” em 2012, 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017. Montagens de récitas de ópera: Bastien und Bastienne de Mozart em 2012 (Theatro Pedro II), 2013 (Theatro Pedro II e Ourinhos) e 2015 (Theatro Pedro II e Teatro Municipal de São Carlos).

A USP-Filarmônica já contou com solistas convidados, incluindo-se alunos e ex-alunos, tais como Yuka Almeida Prado, Rosana Lamosa, Karen Stephanie, Tatiana Gomes Castanheira, Tamara Pereira e Tamara Caetano (sopranos), Denise de Freitas, Carla Cecilia Odorizzi e Priscila Cubero (mezzo-sopranos), Gildo Legure e Felipe Rissatti (contratenores), Fernando Portari, Johannes Grau, Jean Willian e David Araujo (tenores), Carlos Gonzaga Bastos Junior, Luís Felipe Sousa e Alexandre Mazzer (baixos/barítonos), Sara Lima e Riane Benedini (flautas), Igor Picchi Toledo (clarineta), Andrezinho Souza e Natanael Tomás (trompetes), Cecília Pacheco (que inaugurou a harpa da USP-Filarmônica), Claudio Micheletti, Renato Wiedemann, Priscila Rato, Maressa Portilho, Anderson Oliveira e Ivan Rodrigues (violinos), Willian Rodrigues da Silva, Daniel Isaias Fernandes Robinho e Felix Schwartz (violas), André Luís Micheletti, Jonathas Silva e Ladson Bruno (violoncelos), Lincoln Reuel Mendes (contrabaixo), Gustavo Silveira Costa e José Gustavo Julião de Camargo (violão/viola caipira), Caio Pagano, Juliana D’Agostini, Erika Ribeiro, Fernando Corvisier, Fátima Corvisier, Rodrigo Antônio Silva (pianos), entre outros. Maestros convidados, entre concertos e/ou masterclasses, a USP-Filarmônica já contou com Günter Neuhold, Roberto Minczuk, Claudio Cruz, Vantoil Souza Jr, Ricardo Bologna e Felix Krieger.

A filosofia de trabalho da USP-Filarmônica contempla a perfeita e integral unidade da poíesis (a composição ou invenção musical, ofício de compositor) com a práxis (a interpretação-performance, ofício de instrumentista e cantor) com a theoria (a pesquisa em música, ofício do musicólogo), articuladas com os fundamentos de ensino, pesquisa e extensão da universidade pública. Ao lado do repertório contemporâneo do século XXI, a USP-Filarmônica também trabalha com clássicos da música universal, num contraponto entre tradição e inovação, apresentando ainda alternadamente compositores de outros países e brasileiros.

Em relação específica à produção musical brasileira de concerto – um dos focos de trabalho da USP-Filarmônica – seus repertórios abrangem desde o período colonial até o contemporâneo, com forte interface com a produção do NAP-CIPEM do Departamento de Música da FFCLRP-USP enquanto resultado de suas pesquisas histórico-musicológicas. Há também uma dedicação especial às obras inéditas dos próprios compositores locais.

A USP-Filarmônica mantém duas séries mensais de concertos, quase sempre nas últimas terça e quarta-feira de cada mês, respectivamente no Theatro Pedro II (Ribeirão Preto) e Teatro Municipal (São Carlos). 

Comente

Deixe uma resposta