Início Turismo Mochilão e pé na estrada: Estadia de graça e trabalho voluntário viajando...

Mochilão e pé na estrada: Estadia de graça e trabalho voluntário viajando ao redor do mundo

- continua após a publicidade -

O desejo de muitos jovens é desbravar o planeta com uma mochila nas costas. Todavia, muitas vezes, sobra idealismo, mas falta dinheiro para realizar o sonho, mesmo em viagens de baixo custo, com estadia em albergues.

Para juntar estes jovens com um modo de vida mais sustentável, foi criado, em 1971, na Inglaterra, o programa de intercâmbio WWOOF, também conhecido como Organic Farms.

A ideia do movimento internacional é conectar viajantes, dispostos a fazer trabalho voluntário, a produtores de alimentos orgânicos do mundo todo.

O intercâmbio funciona da seguinte maneira: primeiramente o interessado em participar do WWOOF escolhe um destino (há fazendas cadastradas em mais de 120 países: Reino Unido, Nigéria, Chile, Brasil, Índia, França, Alemanha…), depois seleciona em uma lista onde deseja fazer o trabalho voluntário e por último, é só fazer as malas.

Os viajantes voluntários trabalham nas fazendas, aprendendo mais sobre o plantio de alimentos orgânicos, criação de animais e a agricultura sustentável. Em troca, ganham a estadia gratuita.

No Brasil, há uma lista enorme de produtores membros do WWOOF. Tem fazendas no Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Bahia, Minas Gerais, Goiás e diversos outros estados.

No site do WWOOF Brasil, os interessados encontram informações detalhadas sobre as fazendas que oferecem a acomodação de graça em troca de trabalho voluntário: tipo e tamanho da propriedade, cultivos, línguas faladas pelos anfitriões, acomodação e alimentação oferecidas e descrição da família.

Para participar do programa, a única despesa é se associar ao WWOOF do local em que você pretende se hospedar. A taxa é uma anuidade, que varia de preço de país para país, mas em geral, é bem baratinha. Como a entidade é uma organização sem fins-lucrativos, o valor é utilizado para manutenção de sites e outras ferramentas de auxílio aos WWOOFers, como são chamados os hóspedes.

É preciso ter no mínimo 18 anos para ser um WWOFFer. Mas crianças acompanhadas dos pais são aceitas em muitas fazendas.

No mundo todo há um crescimento da agricultura orgânica.

Nos países europeus, a área de cultivo de alimentos sem o uso de agrotóxicos passou de 5 milhões de hectares em 2002 para 11,1 milhões em 2015. Isso reflete diretamente o aumento da demanda do consumidor, que busca ingredientes mais saudáveis e saborosos, sem resíduos de substâncias químicas, comumente associadas ao aparecimento de doenças, como o câncer.

E aí, interessado em fazer uma viagem diferente nestas férias?

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Daerp tem atendimento online e por e-mail

Usuários podem fazer todos os pedidos pelo site ou buscar informações por e-mail, sem ter que ir ao atendimento presencial

Enem 2020: 51,5% dos inscritos no Enem não comparecem ao exame

Do total de 5.523.029 inscritos, 2.842.332 faltaram às provas

Coronavirus: vacinação nacional começa às 17h00 de hoje

É o que informou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em entrevista coletiva depois de reunião com governadores

Entrevias apoia o movimento janeiro roxo

Concessionária exibe mensagens de conscientização sobre a hanseníase nas rodovias

HC de Ribeirão Preto receberá primeiras doses da CoronaVac nesta segunda (18)

Hospital escola de Ribeirão Preto será um dos primeiros locais a receberem lotes da vacina liberada pela ANVISA.
- PUBLICIDADE -