Início Turismo Mochilão e pé na estrada: Estadia de graça e trabalho voluntário viajando...

Mochilão e pé na estrada: Estadia de graça e trabalho voluntário viajando ao redor do mundo

- continua após a publicidade -

O desejo de muitos jovens é desbravar o planeta com uma mochila nas costas. Todavia, muitas vezes, sobra idealismo, mas falta dinheiro para realizar o sonho, mesmo em viagens de baixo custo, com estadia em albergues.

Para juntar estes jovens com um modo de vida mais sustentável, foi criado, em 1971, na Inglaterra, o programa de intercâmbio WWOOF, também conhecido como Organic Farms.

A ideia do movimento internacional é conectar viajantes, dispostos a fazer trabalho voluntário, a produtores de alimentos orgânicos do mundo todo.

O intercâmbio funciona da seguinte maneira: primeiramente o interessado em participar do WWOOF escolhe um destino (há fazendas cadastradas em mais de 120 países: Reino Unido, Nigéria, Chile, Brasil, Índia, França, Alemanha…), depois seleciona em uma lista onde deseja fazer o trabalho voluntário e por último, é só fazer as malas.

Os viajantes voluntários trabalham nas fazendas, aprendendo mais sobre o plantio de alimentos orgânicos, criação de animais e a agricultura sustentável. Em troca, ganham a estadia gratuita.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

No Brasil, há uma lista enorme de produtores membros do WWOOF. Tem fazendas no Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Bahia, Minas Gerais, Goiás e diversos outros estados.

No site do WWOOF Brasil, os interessados encontram informações detalhadas sobre as fazendas que oferecem a acomodação de graça em troca de trabalho voluntário: tipo e tamanho da propriedade, cultivos, línguas faladas pelos anfitriões, acomodação e alimentação oferecidas e descrição da família.

Para participar do programa, a única despesa é se associar ao WWOOF do local em que você pretende se hospedar. A taxa é uma anuidade, que varia de preço de país para país, mas em geral, é bem baratinha. Como a entidade é uma organização sem fins-lucrativos, o valor é utilizado para manutenção de sites e outras ferramentas de auxílio aos WWOOFers, como são chamados os hóspedes.

É preciso ter no mínimo 18 anos para ser um WWOFFer. Mas crianças acompanhadas dos pais são aceitas em muitas fazendas.

No mundo todo há um crescimento da agricultura orgânica.

Nos países europeus, a área de cultivo de alimentos sem o uso de agrotóxicos passou de 5 milhões de hectares em 2002 para 11,1 milhões em 2015. Isso reflete diretamente o aumento da demanda do consumidor, que busca ingredientes mais saudáveis e saborosos, sem resíduos de substâncias químicas, comumente associadas ao aparecimento de doenças, como o câncer.

E aí, interessado em fazer uma viagem diferente nestas férias?

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Drive trhu para arrecadação de alimentos será neste final de semana

Os governantes criam a fome e agora querem ajudar a minimizar, se você pode ajudar, faça diretamente sem politicagem.

CoronaVac: Cientistas divulgam relatório e alertam “países que utilizam não conseguirão conter a Covid-19”

Um estudo da Universidade do Chile revelou ser apenas 3% eficaz após a primeira dose, aumentando para 56,5% duas semanas após a segunda.

Em Barretos quem manda é o prefeito e peita o ditador de SP

Barretos libera abertura de lojas, academias, salões de beleza, bares e restaurantes na fase vermelha

CPI da Covid vai investigar Presidente, Governadores e prefeitos

Por vontade do STF a investigação seria apenas contra o presidente, mas os estados e municípios foram incluídos. Mais uma pizza com dinheiro publico.

Trecho da av. Independência será interditado nesta quarta (14)

Bloqueio será realizado para as obras do corredor Norte-Sul 2 e 3, pelo programa Ribeirão Mobilidade
- PUBLICIDADE -