InícioSaúdeSão Paulo recebe R$ 22,5 milhões do Governo Federal para obras de...

São Paulo recebe R$ 22,5 milhões do Governo Federal para obras de saneamento básico

Ministério do Desenvolvimento Regional também aportou recursos para continuidade de projetos em outros 18 estados e no Distrito Federal

- continua após a publicidade -

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) repassou R$ 22,5 milhões para ações de saneamento básico em 13 municípios paulistas. Os recursos serão investidos em obras de abastecimento de água, esgotamento sanitário, saneamento integrado e manejo de águas pluviais.

No total, a União está repassando R$ 45,1 milhões para ações em 19 estados e no Distrito Federal. A responsabilidade pela execução das intervenções é dos estados e municípios e os pagamentos são realizados de acordo com a execução dos serviços.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, ressalta que a continuidade das obras ajuda a aquecer a economia local.

“Esse volume de repasses é um dos maiores dos últimos meses e mostra o nosso empenho, mesmo em meio à pandemia, de dar seguimento a obras e projetos, de garantir os empregos, e de proporcionar mais qualidade de vida às famílias brasileiras”, afirma.

Em São Paulo, o maior volume de recursos – R$ 7,7 milhões – é para as obras de canalização, implantação de reservatórios de amortecimento e de sistemas de galerias de águas pluviais no Córrego Ipiranga, na capital.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Já em São Bernardo do Campo, R$ 7,3 milhões serão divididos para as intervenções de saneamento integrado e urbanização nos assentamentos Sítio Bom Jesus, Alvarenga Peixoto, Divinéia, Pantanal I e II e Jardim Ipê.

Campinas terá R$ 411,9 mil para a integração do saneamento na Bacia do Ribeirão Quilombo – execução de canais e reservatórios de amortecimento, esgotamento sanitário e pavimentação.

Em Hortolândia, o repasse de R$ 217 mil também será para saneamento integrado e ações de urbanização no Jardim Boa Esperança. Já o aporte de R$ 2,1 milhões para Bauru vai garantir a construção da estação de tratamento Vargem Limpa, que atenderá 375 mil pessoas.

São José do Rio Preto, com R$ 1,8 milhão, vai ampliar a capacidade de tratamento da estação Rio Preto.

Outras ações relacionadas ao esgotamento sanitário também receberão recursos federais. Sorocaba (R$ 330 mil) reforçará o sistema de tratamento no município e Americana investirá R$ 494 mil na ampliação do esgotamento sanitário.

Mogi Guaçu (R$ 360 mil) destinará o valor para a implantação da segunda etapa da estação de tratamento de esgoto da bacia do Ypê. Já Santa Bárbara d’Oeste terá R$ 720,6 mil para investir na estação de tratamento Barrocão.

O município de Tupã contará com R$ 451 mil para obras de drenagem na bacia do córrego Afonso XIII. Em Várzea Paulista, os R$ 248,3 mil serão repassados para a drenagem no bairro Jardim Bertioga.

Com R$ 365 mil, Olímpia vai ampliar o sistema de abastecimento de água na sede do município.

Carteira de obras e projetos

Desde janeiro, mais de R$ 252,8 milhões foram repassados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País.

Atualmente, a carteira de obras e projetos do MDR no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de R$ 21,5 bilhões para financiamentos e de R$ 20,2 bilhões para o Orçamento Geral da União.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Organização IYF e empresas parceiras adotam como missão o desenvolvimento social e econômico do país

A essência da responsabilidade social está em adotar atitudes benéficas e proativas para a sociedade e o meio ambiente.

Cerca de 40 mil pessoas não retornaram para receber a segunda dose da vacina contra Covid-19

Dados são Vigilância Epidemiológica, que conclama a população a procurar os postos de vacinação e manter o controle da doença

“Concertos Internacionais” apresenta homenagem a Astor Piazzolla

Concerto será transmitido no dia 23 de outubro, às 19h, como parte das comemorações de 91 anos do Theatro Pedro II

Nogueira quer que você receba agua do Rio Pardo nas torneiras

Hoje a agua do DAERP é do aquífero guarani, uma agua mineral será substituída por aguas do Rio Pardo. Você aprova esta mudança?

Atenção: Alerta para tentativa de golpe contra aposentados

Instituto de Previdência orienta beneficiários a não informar dados pessoais ou bancários
- PUBLICIDADE -