InícioSaúdeO Corona realmente é um antídoto contra dengue que agora cresce 108%

O Corona realmente é um antídoto contra dengue que agora cresce 108%

Será que muitos casos de Dengue foram tratados como covid, os os mosquitos tiraram ferias pois os PSs estavam lotados?

- continua após a publicidade -

Será que muitos casos de Dengue foram tratados como covid?

Os casos de dengue des­pencaram em Ribeirão Preto no ano passado , na compa­ração com 2020.

Segundo dados do Boletim Epidemio­lógico, divulgado pela Secre­taria Municipal da Saúde, de 1º de janeiro a 31 de dezem­bro de 2021 apenas 359 pes­soas foram vítimas do mos­quito Aedes aegypti.

Em 2020 foram registra­dos 17.606. Ou seja, a queda é de 98%, ou 17.247 a menos.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Segundo os dados divulgados pela secretaria nesta terça­-feira, 8 de março, Ribeirão Preto começou 2022 com 49 casos em janeiro e em feve­reiro este número saltou para 80, média superior a dois por dia no mês passado e alta de 63,3% na comparação com o anterior, 31 a mais.

arquivo

Também é 122,2% superior do que as 36 ocorrências de fe­vereiro de 2021.

No ano passado foram re­gistradas 26 ocorrências de janeiro, 36 de fevereiro, 52 de março, 95 de abril, 61 de maio, 20 de junho, onze de julho, nove de agosto, sete de setem­bro, oito de outubro, nove de novembro e 25 de dezembro.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) investiga mais 1.003 pa­cientes que podem estar com a doença – aguarda o resultado de exames.

Não houve mortes por den­gue no ano passado na cidade.

Em 2020, ocorreram onze óbi­tos, mas um caso era impor­tado de São Simão.

No total oficial, Ribeirão Preto fechou o período passado com dez ocorrências fatais, sete a mais do que os três falecimentos de 2019, alta de 233,3%. O núme­ro de dez mortos pelo Aedes aegypti é o maior em pelo me­nos seis anos (desde 2016).

A última vez que Ribeirão Preto declarou epidemia de dengue foi há quase dois anos, desde a primeira metade de 2020, a sexta em onze anos.

Na época, a média diária de pesso­as diagnosticadas com o vírus transmitido pelo Aedes aegypti em 365 dias foi de 48, duas por hora.


Em pouco mais de 13 anos, Ribeirão Preto já registrou 141.4787 casos de dengue, 19,6% da população, mas este número pode ser quatro ve­zes superior – de 565.912, ou 78,6% dos 720.116 habitantes da cidade, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Esta­tística (IBGE).

No ano passa­do a cidade também teve dois casos de febre chikungunya importados da Praia Grande (SP) e Goiânia (GO). Não há ocorrências em 2022. Nem de zika vírus e sarampo em 2021 e neste ano.

Casos de dengue em Ribeirão Preto
2009 – 1.700 casos
2010 – 29.637 casos
2011 – 23.384 casos
2012 – 317 casos
2013 – 13.179 casos
2014 – 398 casos
2015 – 4.689 casos
2016 – 35.043 casos
2017 – 246 casos
2018 – 271 casos

compare a diferença:
2019 – 14.520 casos
2020 – 17.606 casos
2021 – 359 casos

2022 – 129 casos

foto arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Cabeça de Ozempic: o remédio pode deixar a cabeça maior? Entenda

O termo "cabeça de Ozempic" viralizou nas redes sociais após diversas celebridades aparecerem mais magras, mas com a cabeça desproporcionalmente maior em relação ao corpo.

Mitos e verdades sobre o consumo de bebidas alcoólicas e o desenvolvimento de câncer

Segundo relatório da American Association for Cancer Research (AACR), o consumo de bebida alcoólica ocupa a terceira posição nas causas de tumores, perdendo apenas para o tabagismo e o excesso de massa corporal.

Brasil pode ter o maior IVA do mundo com apoio de Ricardo Silva e Baleia Rossi

Reforma Tributária aprovada, Imposto sobre Valor Agregado (IVA) torna os impostos o maior do planeta com apoio dos deputados

Franca Shopping promove eventos de lazer gratuitos no fim de semana

Prepare-se para um fim de semana cheio de animação e diversão no Franca Shopping. Nos dias 13 e 14 de julho, o shopping será palco de dois eventos incríveis e gratuitos, especialmente pensados para toda a família.

Para a população aumento de impostos para os partidos politicos anistia de todas as dividas

O sistema político brasileiro tornou-se ainda mais fechado e autossuficiente, com partidos tradicionais e novos movimentos antissistema perpetuando práticas corruptas.
- PUBLICIDADE -