InícioSaúdeO Corona realmente é um antídoto contra dengue que agora cresce 108%

O Corona realmente é um antídoto contra dengue que agora cresce 108%

Será que muitos casos de Dengue foram tratados como covid, os os mosquitos tiraram ferias pois os PSs estavam lotados?

- continua após a publicidade -

Será que muitos casos de Dengue foram tratados como covid?

Os casos de dengue des­pencaram em Ribeirão Preto no ano passado , na compa­ração com 2020.

Segundo dados do Boletim Epidemio­lógico, divulgado pela Secre­taria Municipal da Saúde, de 1º de janeiro a 31 de dezem­bro de 2021 apenas 359 pes­soas foram vítimas do mos­quito Aedes aegypti.

Em 2020 foram registra­dos 17.606. Ou seja, a queda é de 98%, ou 17.247 a menos.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Segundo os dados divulgados pela secretaria nesta terça­-feira, 8 de março, Ribeirão Preto começou 2022 com 49 casos em janeiro e em feve­reiro este número saltou para 80, média superior a dois por dia no mês passado e alta de 63,3% na comparação com o anterior, 31 a mais.

arquivo

Também é 122,2% superior do que as 36 ocorrências de fe­vereiro de 2021.

No ano passado foram re­gistradas 26 ocorrências de janeiro, 36 de fevereiro, 52 de março, 95 de abril, 61 de maio, 20 de junho, onze de julho, nove de agosto, sete de setem­bro, oito de outubro, nove de novembro e 25 de dezembro.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) investiga mais 1.003 pa­cientes que podem estar com a doença – aguarda o resultado de exames.

Não houve mortes por den­gue no ano passado na cidade.

Em 2020, ocorreram onze óbi­tos, mas um caso era impor­tado de São Simão.

No total oficial, Ribeirão Preto fechou o período passado com dez ocorrências fatais, sete a mais do que os três falecimentos de 2019, alta de 233,3%. O núme­ro de dez mortos pelo Aedes aegypti é o maior em pelo me­nos seis anos (desde 2016).

A última vez que Ribeirão Preto declarou epidemia de dengue foi há quase dois anos, desde a primeira metade de 2020, a sexta em onze anos.

Na época, a média diária de pesso­as diagnosticadas com o vírus transmitido pelo Aedes aegypti em 365 dias foi de 48, duas por hora.


Em pouco mais de 13 anos, Ribeirão Preto já registrou 141.4787 casos de dengue, 19,6% da população, mas este número pode ser quatro ve­zes superior – de 565.912, ou 78,6% dos 720.116 habitantes da cidade, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Esta­tística (IBGE).

No ano passa­do a cidade também teve dois casos de febre chikungunya importados da Praia Grande (SP) e Goiânia (GO). Não há ocorrências em 2022. Nem de zika vírus e sarampo em 2021 e neste ano.

Casos de dengue em Ribeirão Preto
2009 – 1.700 casos
2010 – 29.637 casos
2011 – 23.384 casos
2012 – 317 casos
2013 – 13.179 casos
2014 – 398 casos
2015 – 4.689 casos
2016 – 35.043 casos
2017 – 246 casos
2018 – 271 casos

compare a diferença:
2019 – 14.520 casos
2020 – 17.606 casos
2021 – 359 casos

2022 – 129 casos

foto arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Valor bloqueado de manifestantes sobe para R$ 18,5 milhões

A Justiça Federal autorizou hoje (21) novos bloqueios de bens de suspeitos de financiar os atos que resultaram na depredação dos prédios dos Três Poderes...

José Dirceu propõe reestruturar papel dos militares no Brasil

Militares precisam voltar para os quartéis e sair de órgãos do governo, sugere. José Dirceu de Oliveira e Silva, ex-ministro da Casa Civil de Lula,...

Lula quer endurecer penas para crimes ‘contra a democracia’

O Ministério da Justiça e Segurança Pública trabalha em uma proposta para endurecer as punições para crimes “contra a democracia”. O projeto, ainda a...

Lula nomeia novo comandante do Exército; Saiba quem é o General Tomás

O governo federal anunciou na tarde deste sábado (21) que o general Tomás Miguel Ribeiro Paiva é novo comandante do Exército. O ex-comandante Militar...

General demitido por Lula reúne Alto Comando do Exército

Objetivo é anunciar a decisão do presidente de demiti-lo
- PUBLICIDADE -