InícioSaúdeNovo lockdown inclui supermercados e transporte coletivo

Novo lockdown inclui supermercados e transporte coletivo

Até Segunda-feira, dia 31 tudo estará fechado, mas o periodo pode ser prorrogado. Até Julho a população deverá se preparar para o desemprego e falências em massa.

- continua após a publicidade -

Ribeirão Preto irá a adotar, a partir da próxima quinta-feira, 27 de maio, até a segunda-feira, dia 31, a fase emergencial restritiva com o fechamento de escolas públicas e privadas, suspensão do transporte público, fechamento shoppings centers, comércio em geral, salões de beleza, academias, parques, restaurantes e supermercados.

Segmentos alimentícios deverão trabalhar em sistema de delivery e drive-thru.

Cultos religiosos também estão proibidos durante o período determinado, além de eventos esportivos. A permanência de pessoas em espaços públicos, entre outros locais também será proibida durante os cinco dias estipulados pelo poder executivo.

A restrição de circulação de pessoas será das 21h às 5h.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O anúncio foi feito nesta segunda-feira, dia 24 de maio pelo prefeito Duarte Nogueira durante coletiva à imprensa, convocada no Palácio Rio Branco, com a presença do secretário municipal da Saúde e coordenador do Comitê de Contingenciamento da Covid-19 na cidade, Sandro Scarpelini e do secretário de Governo, Antônio Daas Abboud.

“Eu já havia anunciado que tomaríamos medidas mais drásticas, caso os índices colocassem em risco a possibilidade de qualquer pessoa ficar sem leito de UTI, sem respirador, sem oxigênio. Portanto, administramos durante todo o tempo os indicadores do comportamento da doença na cidade, as taxas de ocupação, taxas de internação, mortes. São medidas necessárias para salvaguardar a saúde das pessoas da nossa cidade. Não podemos deixar ninguém sem assistência,” disse o prefeito.

Será permitido o funcionamento de serviços de assistência à saúde, assistência à saúde animal, assistências sociais e serviços de transporte por aplicativo e taxi.  Serviços de transporte urbano serão suspensos do dia 27 a 31 de maio.

O secretário da Saúde, Sandro Scarpelini, explicou que o acompanhamento diário da doença no município, aponta para a queda dos números e defendeu a vacinação da população com rapidez.

“Os óbitos estão caindo, as internações também, porque a vacinação está funcionando nas faixas etárias que já vacinamos. É fundamental que consigamos complementar as vacinações, a única saída e precisa ser feita o mais depressa possível”.

Na próxima terça-feira, dia 28 de maio, o Comitê se reunirá novamente para definir como ficarão as regras restritivas na cidade a partir da segunda-feira, 31 de maio.

arquivo

O que vai PODER funcionar

  • Assistência em saúde (serviços médicos, laboratoriais, farmácias e hospitais)
  • Veterinário, apenas com urgência;
  • Assistência social e atendimento à população vulnerável;
  • Defesa civil;
  • Indústrias;
  • Construção civil;
  • Posto de combustível;
  • Agências bancárias;
  • Transporte de aplicativo e táxi;
  • Locação de veículos;
  • Telecomunicações e internet;
  • Serviço de radiodifusão de sons e imagens;
  • Serviços funerários;
  • Toque de recolher das 21h às 5h.
foto internet

O que NÃO VAI PODER funcionar

  • Transporte público;
  • Escolas, universidades e cursos técnicos;
  • Missas e cultos presenciais; igrejas ficam abertas para orações individuais;
  • Reunião de pessoas ao ar livre;
  • Salão de beleza, estética e barbearias;
  • Escritórios, exceto os de contabilidade por conta dos prazos das declarações de Imposto de Renda; podem funcionar com 60% da capacidade;
  • Pet shops;
  • Academia;
  • Eventos esportivos;
  • Shopping e galerias;
  • Comercio em geral e de materiais de construção civil;
  • Parques;
  • Oficinas mecânicas;
  • Estacionamentos;
  • Restaurantes e bares com clientes internamente; autorizado apenas delivery até 23h;
  • Supermercados e hipermercados com clientes internamente; autorizado apenas delivery e drive-thru, desde que haja espaço adequado e com segurança sanitária, sem que a pessoa desça do carro;
  • Mercados, mercearias, padarias, casa de bolo, lojas de conveniência e bombonieres com clientes internamente; autorizado apenas por delivery até 23h;
  • Demais serviços que não estão na lista dos permitidos pela Prefeitura.

Como ficam os empresários que estão com estoques de alimentos perecíveis?
Com ajuda a uma parcela de apadrinhados com valor de 200,00 o prefeito e vereadores, acreditam que já resolveram o problema da cidade, que é centro de uma região com mais de 3 milhões de habitantes.

O dinheiro enviado pelo governo federal foi utilizado para varias finalidades, menos para o combate a Covid, que erá seu destino quando disponibilizado.

A realidade é dura.

Em breve estaremos entrando na terceira onda, e fechamentos como este, será mais constante, e aqueles que precisam comprar seu alimento para o final do dia ter algo na mesa, não terá o que comer.
A grande maioria, não tem estoque de alimentos e o ganho do dia é para alimentação de sua família.

A saúde é importante, mas o medicamento oferecido esta matando mais do que a própria pandemia.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Colégio Metodista suspende atividades em Ribeirão Preto

Instituição contava com 122 anos de atuação na cidade encerra atividades por conta da situação financeira da instituição de ensino. A economia vemos depois.

O fundo do posso sem fundo: Fiocruz indica atenção com dengue

Períodos chuvosos atrelados ao calor são favoráveis à proliferação do Aedes aegypti, que é também transmissor do vírus da zika e chikungunya.

Mãe do presidente Jair Bolsonaro morre aos 94 anos

De Uma família humilde do interior de São Paulo, dona Olinda, partiu mas pode ver os feitos do filho. Nossos sentimentos ao @jairmessias.bolsonaro

Coronavac é liberada e SP confirma dose para crianças em até 3 semanas

Eles garantem que o medicamento é seguro, e casos de mortes não são relacionados com a picada salvadora. Se ele garante nós acreditamos na ciência.

Criança de 10 anos infartou depois da picada mas o motivo não foi a vacina

Prefeitura diz que criança teve parada cardíaca após vacina, mas estado rapidamente concluiu que criança tinha doença rara no coração que os pais não sabiam. E nós acreditamos no trancarua
- PUBLICIDADE -