InícioSaúdeMorre Paulinho, vocalista do Roupa Nova

Morre Paulinho, vocalista do Roupa Nova

Ele tinha 68 anos e estava internado na UTI de um hospital no Rio de Janeiro

- continua após a publicidade -

Morreu na noite desta segunda-feira, dia 14, o cantor Paulo César Santos, conhecido como Paulinho, vocalista do grupo Roupa Nova. Ele tinha 68 anos e estava internado na UTI de um hospital no Rio de Janeiro, onde lutava contra complicações ocasionadas pela Covid-19.

Segundo informações, ele já não estava mais infectado com o vírus, entretanto, seu quadro teve uma piora em decorrência do coronavírus.

Paulinho se recuperava de um transplante de medula óssea realizado em setembro para tratar um linfoma.

Ele deixa dois filhos, o baterista Pepê e a cantora Twigg.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Hoje à tarde, por meio de sua página no Facebook, a banda escreveu um comunicado sobre o estado de saúde de Paulinho:

“Boa tarde pessoal, recebemos novas notícias do nosso querido Paulinho e viemos compartilhar com vocês. Ele segue hospitalizado na UTI (não COVID), agora em estado delicado e precisando de cuidados mais específicos. Vamos continuar orando e mandando pensamentos positivos. Obrigado a todos por tanto carinho”.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

MST já fala em ‘distribuição de terras de latifúndios’

Movimento quer ainda a 'agroecologia' no Brasil

Não vai acontecer mas: Secretaria da Cultura e Turismo abre cadastro para Grupos Carnavalescos

Até o carnaval estaremos novamente com tudo fechado e eles já sabem, mas fazem de conta que nada sabem.

Departamento de Saúde e Serviços Humanos de Joe Biden é cúmplice na prostituição de crianças migrantes

Diz que o governo é cúmplice porque 'não somos processados ​​por traficantes'... Criança migrante: minha patrocinadora 'me prostituiria para homens'

CARTA DOS OFICIAIS SUPERIORES DA ATIVA AO COMANDANTE DO EXERCITO BRASILEIRO

Covardia, injustiça e fraqueza são os atributos mais abominados para um Soldado. oficiais superiores da ativa do Exército  Brasileiro, que o fazem de livre e espontânea vontade.
- PUBLICIDADE -