InícioSaúdeDia do Sexo: uma data de reflexão sobre a importância do ato...

Dia do Sexo: uma data de reflexão sobre a importância do ato na promoção de saúde e bem estar

A data é comemorada no dia 6/9, uma menção à posição sexual mais famosa do mundo

- continua após a publicidade -

A lista dos benefícios do sexo é enorme: deixa a pele mais saudável, exercita músculos diferentes do corpo, promove a oxigenação (e ajuda a fixar a memória), aumenta a imunidade, melhora a qualidade do sono, é bom para o humor, fortalece o coração, combate o estresse e a depressão e evita até câncer.

Na definição da OMS (Organização Mundial da Saúde), a sexualidade é vista como um aspecto central do ser humano durante toda a vida, não apenas na fase reprodutiva. Uma vida sexual feliz e fruto de informações claras, incluindo sentimentos e emoções humanas positivas, como amor, companheirismo, compreensão, respeito, prazer, entre outras.

Além disso, fazer sexo regularmente aumenta a produtividade: segundo Keith Leavitt, especialista em comportamento e gestão organizacional da Universidade de Oregon, nos EUA, pessoas que tem pelo menos um orgasmo por dia se tornam mais propensos a realizarem suas tarefas, terem melhores resultados no trabalho e subir na carreira.

“O sexo, que deveria ser visto de forma comum, e absolutamente natural ao ser humano, foi transformado em um tabu. Nós, aqui na INTT, temos trabalhado incansavelmente para mudar essa visão distorcida e fazer com que as pessoas enxerguem o sexo como algo comum, que faz parte do dia a dia. Quando desenvolvemos um produto, pensamos em como ele pode promover uma maior comunicação entre o casal. Desejamos que eles forneçam um senso de aventura e emoção, de modo que os parceiros possam conhecer outras formas de prazer” – declara Stephanie Seitz, de 23 anos, que ocupa o cargo de Diretora de Marketing e se tornou uma das mais novas executivas do mercado erótico mundial.

A INTT está tão comprometida com seus objetivos, que, hoje, já marca presença em países como Portugal, Alemanha, Itália e Espanha.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A empresa também conta com a consultoria de uma sexóloga, que auxilia na construção da imagem da marca através de lives, workshops e palestras. “O comportamento humano tem evoluído nos últimos anos em relação aos produtos eróticos. Existe uma conexão gigante entre sexo e saúde, e os produtos sensuais chegam para fortalecer essa conectividade. Eles atuam a favor das relações a dois, a três e até mesmo em momentos solitários. Os lubrificantes, por exemplo, ajudam no ato sexual, pois proporcionam a lubrificação que muitas mulheres não têm por conta de problemas hormonais ou emocionais. Hoje, os homens dispõem de  produtos que retardam a ejaculação, aumentam o ritmo e a libido, diminuem a ansiedade, dentre outras coisas. É uma evolução tecnológica que vem de encontro a essa mudança de comportamento”, afirma Vanessa Inhesta, sexóloga da INTT.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Governo Lula Suspende ou Encerra Mais de 57 mil Benefícios do INSS

Essas ações de monitoramento resultaram em um impacto financeiro de R$ 750,85 milhões, referentes a pagamentos. Isso inclui bloqueio de crédito, suspensão ou cessação de benefícios.

BC Aperfeiçoa Segurança do Pix e Define Data para Pix Automático

Para pagadores, o Pix Automático oferece uma forma de pagamento recorrente sem necessidade de autenticação a cada transação, mediante autorização prévia.

Educação de SP divulga datas do Provão Paulista Seriado 2024

Para a 3ª série do Ensino Médio, a prova que dá acesso direto ao ensino superior será aplicada em 30 e 31 de outubro; Saresp para Ensino Fundamental também tem datas definidas

Após 12 Anos, BNDES Abre Concurso para Nível Superior com Cotas para Pessoas Negras e PcD

Este concurso oferece 150 vagas imediatas e outras 750 para formação de cadastro de reserva. O edital foi publicado nesta segunda-feira, 22 de julho, no Diário Oficial da União e está

Nipah: Causas e Sintomas do Vírus Sem Cura com Potencial Pandêmico

Não há tratamentos específicos ou vacinas para o vírus Nipah. O protocolo atual para os infectados é controlar os sintomas, como convulsões e pneumonia.
- PUBLICIDADE -