Início Saúde Colírio tecnológico corrige problemas na visão sem a necessidade de cirurgia

Colírio tecnológico corrige problemas na visão sem a necessidade de cirurgia

- continua após a publicidade -

Nem todos se adaptam ao uso de óculos e muitas buscam por tratamentos e até cirurgia que corrigia o problema ocular. A boa notícia é que agora vai ficar mais fácil deixar de lado o acessório, sem precisar investir em lentes de contato ou cirurgias.

Pesquisadores desenvolveram um colírio que possui nanopartículas, um novo método que pode curar problemas na visão. Saiba mais!

O colírio tecnológico foi desenvolvido por pesquisadores e, embora o estudo ainda esteja em fase inicial, o paciente vai precisar frequentar o consultório do oftalmologista algumas vezes.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Isso porque ele dispõe de uma técnica que deve evoluir com o tempo, mas que traz uma melhora dentro de dois anos. O controle pelo médico oftalmologista deverá ser regular para que o mesmo possa adaptar os olhos para o bom funcionamento do colírio para evitar possíveis problemas.

De acordo com os pesquisadores, o médico fará a medição da refração em cada olho e utilizará um laser para criar curvas para dentro, conforme o problema que o paciente apresentar.

Passando por essa etapa inicial, o paciente estará pronto para receber o colírio. Este vai preencher as curvaturas que foram desenvolvidas na superfície, de forma a alterar o índice de refração, corrigindo o problema do paciente.

Vantagens do colírio tecnológico

Mesmo em fase inicial, podemos dizer que as vantagens que o colírio tecnológico apresenta incluem, além das citadas acima, o fato do paciente não precisar passar por uma cirurgia convencional.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Os pesquisadores estão confiantes de que o colírio tecnológico vai poder ajudar muitas pessoas a se livrar do uso de óculos e lentes de contato. Pacientes também estão ansiosos para poder utilizar esse produto.

O colírio tecnológico possui reações adversas?

Não existem relatos sobre testes realizados em que houve qualquer reação adversa. Porém, o colírio tecnológico tem como ponto negativo a durabilidade de seus efeitos. Conforme apontado em estudos, a correção pode durar de um a dois meses.

Mas como informado, essa é uma técnica que promete evoluir com o tempo, passando por aprimoramentos. Portanto, o colírio tecnológico ainda precisa de alguns processos para ser disponibilizado aos pacientes.

Se você quiser fazer uso o quanto antes, basta esperar que ele esteja disponível nas redes de planos de saúde ou por meio de atendimento particular, pois no sistema público de saúde a espera pode ser longa.

 

 

 

Por: Andréia Silveira, colaboradora do site Planodesaude.net

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Justiça bloqueia R$ 29 milhões em bens de Doria em ação por improbidade

PSDB e sua fake: Doria gastou com propaganda pessoal o equivalente a 21% do total empregado nas obras de asfalto.

Padaria Pet abre unidade em Ribeirão Preto

Loja é a 9ª franquia da rede, que terá tratamento de aromaterapia, espaço para aniversário pet, petiscaria gourmet para cães e gatos como, pipoca, bolo de caneca, cerveja e café

TEL abre 300 vagas de emprego em São Paulo

Home Office: Processo seletivo oferece oportunidades em telemarketing para vendas; empresa já emprega 15 mil profissionais no Brasil

68% dos lojistas apontam aumento nas vendas, após seis meses de quarentena

Setor de eletrônicos foi o mais beneficiado, segundo FCDLESP; apenas 15% das micro e pequenas empresas conseguiram o PRONAMPE

AGU confirma impedimento de cultivo doméstico de Cannabis sativa

Morador acionou a Justiça para obter autorização para cultivar planta em casa, o que é vedado pela legislação