InícioSaúdeAgressor terá que pagar gastos com tratamento a animal vítima de maus-tratos

Agressor terá que pagar gastos com tratamento a animal vítima de maus-tratos

Lei que responsabiliza autor de agressões a arcar com o custeio de cuidados é sancionada

- continua após a publicidade -

Foi sancionada na tarde desta terça-feira, 27, a Lei Municipal que determina que agressores que cometerem crime de maus-tratos arquem com as despesas do tratamento do animal agredido.

A sanção da Lei foi realizada pelo prefeito Duarte Nogueira no Palácio Rio Branco com a presença do autor do projeto, o vereador Igor Oliveira. Participaram também, de forma virtual, representantes de entidades de proteção animal da cidade.

arquivo

De acordo com a nova Lei, fica determinado que nos crimes de maus-tratos a animais cometidos em Ribeirão Preto, as despesas de assistência veterinária e demais gastos decorrentes da agressão serão de responsabilidade do agressor. O agressor fica obrigado, inclusive, a ressarcir a Administração Pública Municipal de todos os custos relativos aos serviços públicos de saúde veterinária prestados para o total tratamento do animal.

“Ribeirão Preto, de acordo com o IBGE, deve ter entre 71 mil e 142 mil cachorros e gatos. Quase toda família possui um animal de estimação, portanto esse é um gesto muito importante, pois nós damos um sinal de responsabilidade social, de espírito público, respeito aos seres humanos, mas também a qualquer forma de vida, porque todos nós somos interdependentes de todas as formas de vida do planeta” disse o prefeito.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Colégio Metodista suspende atividades em Ribeirão Preto

Instituição contava com 122 anos de atuação na cidade encerra atividades por conta da situação financeira da instituição de ensino. A economia vemos depois.

O fundo do posso sem fundo: Fiocruz indica atenção com dengue

Períodos chuvosos atrelados ao calor são favoráveis à proliferação do Aedes aegypti, que é também transmissor do vírus da zika e chikungunya.

Mãe do presidente Jair Bolsonaro morre aos 94 anos

De Uma família humilde do interior de São Paulo, dona Olinda, partiu mas pode ver os feitos do filho. Nossos sentimentos ao @jairmessias.bolsonaro

Coronavac é liberada e SP confirma dose para crianças em até 3 semanas

Eles garantem que o medicamento é seguro, e casos de mortes não são relacionados com a picada salvadora. Se ele garante nós acreditamos na ciência.

Criança de 10 anos infartou depois da picada mas o motivo não foi a vacina

Prefeitura diz que criança teve parada cardíaca após vacina, mas estado rapidamente concluiu que criança tinha doença rara no coração que os pais não sabiam. E nós acreditamos no trancarua
- PUBLICIDADE -