InícioSaúde2ª CAMINHADA “RIBEIRÃO PELA ADOÇÃO”

2ª CAMINHADA “RIBEIRÃO PELA ADOÇÃO”

- continua após a publicidade -

O Gaiarp (Grupo de Apoio e Incentivo à Adoção de Ribeirão Preto – “Crescendo em Família”) promoverá, no próximo domingo (20/05), a partir das 9 horas, a 2ª Caminhada “Ribeirão pela Adoção”. O evento, que tem como objetivos sensibilizar as pessoas e chamar a atenção para o direito que crianças e adolescentes têm à convivência familiar, será dentro do Parque Municipal “Dr. Luís Carlos Raya”, à rua Severiano Amaro dos Santos, no Jardim Botânico, Zona Sul da cidade. A atividade faz parte de um movimento que ocorrerá no mesmo dia e horário em todo o Brasil, orquestrado pela Angaad (Associação Nacional dos Grupos de Apoio à Adoção), e que também comemora o Dia Nacional da Adoção (25/05).

No ano passado, a 1ª Caminhada “Ribeirão pela Adoção” reuniu cerca de 250 pessoas na Praça da Bicicleta. Além da mudança do local, a diferença para esta edição é que os participantes do evento poderão adquirir uma camiseta da ação, confeccionada pelo Gaiarp, por R$ 20,00. A renda das peças será revertida para colaborar com os custos da ONG. Os interessados podem fazer a encomenda, entre 14 e 18 horas, pelos telefones (16) 3635-0165 e 3019-2084. O evento tem patrocínio da escola de idiomas Fisk, Equilibrius, Painew, Supermercado Serv Sin, Muraca e Instituto de Reprodução Humana – Clínica Ana Bartmann.

 

Dificuldades na adoção

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

 

Dados do CNA (Cadastro Nacional da Adoção) apontam 30 mil candidatos inscritos para pouco mais de 6.000 crianças disponíveis para adoção. “Alguns dos fatores que emperram a ampliação do número de adoções bem-sucedidas no Brasil são as falsas crenças sociais, os mitos e os preconceitos existentes no imaginário popular sobre os chamados ‘problemas gerados por filhos adotivos’, o que colabora para que milhares permaneçam nas instituições de acolhimento por muitos anos”, afirma a presidente do Gaiarp – “Crescendo em Família”, Marcia Pecego.

 

Sobre o Gaiarp

 

O Gaiarp – “Crescendo em Família” é formado por pais e filhos por adoção, profissionais liberais e pessoas que se interessam pela causa e que, voluntariamente, se propõem a desenvolver um trabalho de esclarecimento e estímulo a essa alternativa de maternidade/paternidade e apadrinhamento responsável. Para atendimento e apoio aos que já adotaram e àqueles inscritos no Cadastro Nacional de Adoção, o Gaiarp conta com equipe técnica formada por psicólogas e assistentes sociais.

Filiada a Angaad (Associação Nacional de Grupos de Apoio a Adoção), a ONG busca colocar em prática a promoção, a proteção e a defesa do direito de crianças e adolescentes à convivência familiar e comunitária. Em 14 anos de existência, foram atendidos, direta e indiretamente, perto de 5.500 usuários. Atualmente, desenvolve os projetos Popa (Programa de Orientação a Pretendentes à Adoção) e Apadrinhamento Afetivo. O grupo funciona de segunda a sexta-feira, das 14 às 18 horas.

SERVIÇO

2ª Caminhada “Ribeirão pela Adoção”

Data: 20/05/2017 (domingo).

Horário: A partir das 9 horas.

Local: Parque Municipal “Dr. Luís Carlos Raya” (rua Severiano Amaro dos Santos – Jardim Botânico).

 

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Cerca de 40 mil pessoas não retornaram para receber a segunda dose da vacina contra Covid-19

Dados são Vigilância Epidemiológica, que conclama a população a procurar os postos de vacinação e manter o controle da doença

“Concertos Internacionais” apresenta homenagem a Astor Piazzolla

Concerto será transmitido no dia 23 de outubro, às 19h, como parte das comemorações de 91 anos do Theatro Pedro II

Nogueira quer que você receba agua do Rio Pardo nas torneiras

Hoje a agua do DAERP é do aquífero guarani, uma agua mineral será substituída por aguas do Rio Pardo. Você aprova esta mudança?

Atenção: Alerta para tentativa de golpe contra aposentados

Instituto de Previdência orienta beneficiários a não informar dados pessoais ou bancários

Ditador Moraes manda prender e extraditar Allan dos Santos

Se não estamos vivendo em uma ditadura do judiciário, o que se compara com atitudes destes loucos? Maduro, Chaves, Alexandre de Moraes...
- PUBLICIDADE -