InícioRegiãoSertãozinhoFui abordado (a) por um morador de rua em Sertãozinho, e aí?

Fui abordado (a) por um morador de rua em Sertãozinho, e aí?

- continua após a publicidade -

Recentemente, a Prefeitura de Sertãozinho, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania, deu início a um trabalho noturno de abordagem e acolhimento da população em situação de rua, principalmente daquelas pessoas que passam a noite em vias públicas, praças e construções.

Denominada “Acolher para Aquecer”, as ações dessa Operação continuam, tanto que de segunda a sexta-feira, das 20h às 23h, equipes de assistentes sociais do Centro POP, profissionais da Secretaria de Assistência Social e Guarda Civil Municipal vêm promovendo as abordagens.

Assim, aqueles que aceitam a ajuda, são encaminhados ao Albergue Noturno “Octávio de Oliveira Campos”. “Esse local está apto a receber esses moradores de rua, oferecendo condições para que passem a noite de forma digna, em um ambiente limpo e protegido, onde eles também podem tomar banho, fazer a barba, jantar e tomar café da manhã no outro dia”, contextualizou o diretor do Departamento de Gestão dos Equipamentos Sociais, Valter Lúcio Pinto.

“O trabalho é essencialmente preventivo. Os que se convencem dos benefícios de passar a noite no Albergue são levados até lá, em um carro da própria Secretaria. Aqueles que não aceitam o auxílio de forma alguma e desejam continuar na rua, têm sua vontade respeitada, conforme determina a Constituição, mas são orientados a assinar um termo de responsabilidade”, informou a secretária municipal de Assistência Social e Cidadania, Tatiane Cristina Pereira Guidoni.

Numa outra etapa, esses cidadãos atendidos são convidados a conhecerem as atividades do Centro POP (Centro de Referência Especializado em Atendimento à População em Situação de Rua), no Jardim Alvorada. No local, são oferecidos: atendimentos com equipe multiprofissional, oficinas ocupacionais e de valorização da autoestima, cursos de capacitação, alimentação, banho e lavagem de roupas.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Agora, você, que está lendo este texto pode se perguntar: de que maneira posso ajudar esses moradores de rua? Será que posso dar uma “moedinha” ou alguns trocados?

A resposta, na verdade, acaba provocando uma nova pergunta: por que, então, não resgatar a dignidade dessas pessoas?

Assim, de forma objetiva, você pode ajudar da seguinte forma: ao identificar uma pessoa nessa situação, entre em contato com a Secretaria de Assistência Social e Cidadania (3942-3644) ou com o Centro POP (3945-8453).

Aos finais de semana e no período noturno, a comunicação deve ser feita junto à Guarda Civil Municipal, que também está capacitada a realizar o trabalho de abordagem e acolhimento, por meio do telefone 153.

“É importante lembrar que, dar o dinheiro não resolve o problema; cria dependência e acaba atrapalhando o trabalho social que está sendo realizado na cidade”, pontuou o diretor Valter Lúcio.

Portanto, tenha anotado os endereços abaixo e que podem auxiliá-lo(a) no processo de orientação de moradores de rua:

– Centro POP – Rua Paulo Meloni, 720 – Jardim Alvorada;

– Albergue Noturno “Octávio de Oliveira Campos” – Rua Elpídio Gomes, 353 – Centro;

– Secretaria de Assistência Social e Cidadania – Rua Sebastião Sampaio, 1.685 – Centro.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

🚨 Concurso Unificado da Justiça Eleitoral: 389 Vagas Disponíveis! 🚨

Não Perca! Oportunidades em Todo o Brasil para Analista e Técnico Judiciário

Corpus Christi: Celebrando a fé e a presença de Cristo

Uma jornada pela história e significado da solenidade para os catolicos

Casamento em crise — tem solução?

Na semana de 3 a 9 de junho, pessoas em todo o mundo se reunirão para considerar dicas práticas sobre como recuperar a alegria no lar.

Atividades físicas gratuitas marcam o Dia do Desafio no RibeirãoShopping

A programação acontece nesta quarta-feira, dia 29 de maio, a partir das 9 horas, no Jardim Suspenso do empreendimento
- PUBLICIDADE -