Início Região Sertãozinho CEU das Artes em Sertãozinho abre vagas para o Projeto “Pedalando para...

CEU das Artes em Sertãozinho abre vagas para o Projeto “Pedalando para o Futuro”

- continua após a publicidade -

A Prefeitura Municipal de Sertãozinho, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, abriu inscrições para o Projeto “Pedalando para o Futuro’, que consiste na disciplina para o trânsito de pedestres e ciclistas em geral.

Através de instruções teóricas e práticas, as crianças e adolescentes irão pedalar em um circuito dinâmico, com incentivo ao esporte e educação.

As vagas são limitadas, e as aulas serão realizadas no Centro de Artes e Esportes Unificados “Eurídes Ferraz Teixeira” (CEU das Artes), com duas turmas: de 16 a 20 de julho e de 23 a 27 de julho, das 14h às 16h30.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O projeto fornecerá lanche, camiseta e certificado de participação. As inscrições devem ser feitas pessoalmente no CEU das Artes, de terça a sábado, das 7h às 21h. Mais informações: 3942-4282.

 

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Urgente: Bolsonaro afirma que não tem acordo com Doria e não comprar vacina chinesa

Nesta Quarta-feira (21) Brasília deve pegar fogo com decisão de Bolsonaro, cancelando acordo feito entre governadores e Pazuello

Justiça bloqueia R$ 29 milhões em bens de Doria em ação por improbidade

PSDB e sua fake: Doria gastou com propaganda pessoal o equivalente a 21% do total empregado nas obras de asfalto.

Padaria Pet abre unidade em Ribeirão Preto

Loja é a 9ª franquia da rede, que terá tratamento de aromaterapia, espaço para aniversário pet, petiscaria gourmet para cães e gatos como, pipoca, bolo de caneca, cerveja e café

TEL abre 300 vagas de emprego em São Paulo

Home Office: Processo seletivo oferece oportunidades em telemarketing para vendas; empresa já emprega 15 mil profissionais no Brasil

68% dos lojistas apontam aumento nas vendas, após seis meses de quarentena

Setor de eletrônicos foi o mais beneficiado, segundo FCDLESP; apenas 15% das micro e pequenas empresas conseguiram o PRONAMPE