Início Região Sertãozinho Campanha “Fique Sabendo” realiza testes gratuitos de HIV e sífilis em Sertãozinho

Campanha “Fique Sabendo” realiza testes gratuitos de HIV e sífilis em Sertãozinho

- continua após a publicidade -

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Programa DST/AIDS e Hepatites Virais, promove até a próxima quinta-feira, dia 1º de dezembro, atividades de intensificação de diagnóstico de HIV e sífilis, através da Campanha “Fique Sabendo”, incentivada pelo Governo do Estado, que tem por objetivo estimular a população a realizar os exames das duas doenças, principalmente para quem tem vida sexual ativa, nunca realizou os testes e pertence a populações mais vulneráveis.

Segundo informações do Programa DST/AIDS e Hepatites Virais, o grande diferencial da campanha, neste ano, é a testagem extramuros, a partir da adoção do conceito do Centro de Testagem e Aconselhamento Itinerante, que leva os testes de HIV e sífilis a locais onde existem dificuldades de acesso ao serviço de saúde, nos horários convencionais, principalmente, para a população que trabalha e outros grupos que têm acessibilidade dificultada por questões sociais.

Assim, até o dia 1º de dezembro, instituições como a Fundação Casa, e equipamentos sociais como o Centro POP, receberão ações específicas, através da Campanha “Fique Sabendo”.
Vale destacar que, na segunda-feira, dia 28, o Centro de Testagem e Aconselhamento de Sertãozinho, que funciona no Centro de Saúde II (rua Pedro Bighetti, 910 – Jardim Recreio), atenderá a população interessada em realizar os dois exames, em horário estendido: das 8h às 18h.

É importante saber

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A análise dos dados de óbitos ocorridos em 2013 revela que a AIDS é a quarta causa de morte entre mulheres de 20 a 39 anos, e a quinta causa de morte entre homens nesta mesma faixa etária. A informação é da Coordenação de DST/AIDS e Hepatites Virais do Estado de São Paulo.

A Organização Mundial da Saúde calcula que ocorram, aproximadamente, 12 milhões de novos casos de sífilis por ano, em todo o mundo; e 1 milhão de casos de sífilis em gestantes.
Tem-se observado, recentemente, no Brasil, o retorno e o aumento de casos, fato preocupante para a saúde pública e os sistemas de vigilância em saúde. Com o aumento da sífilis e, consequentemente, nas mulheres em idade fértil, têm surgido casos de sífilis congênita, quando a doença é transmitida de mãe para filho, caso não seja realizado o diagnóstico e tratamento correto durante a gestação.

A doença acarreta inúmeros problemas de saúde para o bebê ou até mesmo o aborto; assim, toda mulher deve fazer o exame de sífilis no 1º e 3º trimestres da gestação e, se o exame for positivo, a mãe e o parceiro devem fazer o tratamento para evitar a contaminação do bebê. Também é preconizada a realização de um exame da gestante na admissão para o parto.
Em adultos, se a sífilis não for tratada corretamente, após alguns meses, ela pode voltar a se manifestar, com manchas em várias partes do

corpo, principalmente nas palmas das mãos e sola dos pés. Esses sintomas também desaparecem sem tratamento, porém a doença continua avançando. Quando não identificada e tratada, a sífilis pode levar a lesões na pele e ossos, paralisia, doenças neurológicas e problemas no coração.
O cidadão que tiver qualquer dúvida pode entrar em contato com o Centro de Referência de Infectologia, através do telefone 3947-1302, ou procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

França proíbe linguagem de gênero neutro em escolas

Segundo o Ministério da Educação, a medida atrapalha o aprendizado dos alunos e prejudica as pessoas com deficiência mental

Bruno Covas tem piora, e estado de saúde é considerado muito gravíssimo

Ele está no Hospital Sírio-Libanês, onde está internado desde o dia 15 de abril para tratamento de um câncer.

Covid-19: governo compra mais 100 milhões de doses da vacina da Pfizer

Lote se soma aos 100 milhões de doses adquiridos anteriormente

Justiça de Ribeirão determina que Facebook retire do ar fake news sobre pandemia

Como acreditar na justiça brasileira? Chamam de negacionistas mas são os primeiros a negar informações que não interessam ou que não atendem uma única vertente.

Daerp inicia implantação da nova conta de água na região central

O planejamento é que a nova conta chegue a 30 mil usuários até o final do mês de maio
- PUBLICIDADE -