Início Região Serrana "Bom de Nota, Bom de Dança - Serrana" cria um universo de...

“Bom de Nota, Bom de Dança – Serrana” cria um universo de possibilidades por meio da dança

- continua após a publicidade -

Sapatilha no pé e um desejo no coração. É dessa forma que a dança chega na vida de diversas crianças de Serrana: como instrumento de motivação capaz de transformar a história desses pequenos. Por meio do “Bom de Nota, Bom de Dança”, eles aprendem uma arte e ampliam suas visões do futuro.

Desde fevereiro deste ano, o projeto oferece aulas de balé e danças urbanas de forma gratuita para meninos e meninas de sete a 14 anos de idade matriculados na rede municipal de ensino de Serrana. São dois núcleos: o Verde e o Rosa.

A professora de balé Angélica Denise Santana Sarne explica que a dança, como qualquer outra matéria da escola, exige estudo e dedicação e trabalha diversas questões, como a responsabilidade.

“Os alunos têm de cuidar dos uniformes, mantê-los limpos e completos para realizarem as aulas. As crianças também precisam ser disciplinadas, comprometidas e ter a consciência de que uma falta pode atrapalhar o desenvolvimento delas. E os nossos alunos estão indo muito bem, tanto nas notas escolares como na dança”, destaca.   

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O monitor Miguel Afonso fala um pouco mais sobre a evolução que as crianças vêm conquistando ao longo destes meses. “No começo, elas estavam inseguras e receosas do que encontrariam. Algumas cogitaram a possibilidade de desistir por acreditarem que talvez não se enquadrariam na modalidade. Em relação a alguns movimentos, houve um despertar. As crianças foram descobrindo novas possibilidades, foram entendendo que na dança elas podem ser o que quiserem. Hoje, elas nos ajudam, dão ideias, montam e ensaiam alguns movimentos sozinhas e se expressam muito bem”, conta.

Josiane Lima dos Santos, assistente de coordenação do projeto, também comenta a respeito dos benefícios que a dança tem proporcionado aos alunos atendidos pela iniciativa. “Estamos muitos felizes com os resultados. As crianças levam a sério não só a dança, mas também o fato de terem que estar bem na escola para permanecerem no projeto. Elas se preocupam com as notas e com o comportamento. Os alunos estão realmente interessados em continuar, muitos me perguntam se vão poder renovar a matrícula para o ano que vem”, ressalta.

Um dos exemplos é a aluna Beatriz que, em depoimento, afirma que sentiu uma melhora neste semestre. Graças ao projeto, ela está mais atenta e viu suas notas subirem. 

“Isso nos mostra que tudo que estamos fazendo está tendo um grande retorno”, conclui Josiane.

Sobre o projeto

O principal objetivo da iniciativa é levar e fomentar cultura junto às escolas da cidade.

O município conta com dois núcleos: o Verde e o Rosa. No primeiro, as aulas de balé e danças urbanas são realizadas nas escolas Professora Maria Celina Walter de Assis e Professor Edesio Monteiro de Oliveira. Já no núcleo Rosa, as aulas são oferecidas nas escolas Jardim Dom Pedro I e Elizabeth Sahao.

Além dessas atividades, os alunos também recebem, de forma gratuita, lanche após cada aula e uniforme. A iniciativa trabalha, ainda, metodologia de controle de talentos, incentivando a frequência e o bom comportamento escolar.

O projeto “Bom de Nota, Bom de Dança” de Serrana é realizado por meio do Programa Nacional de Apoio à Cultura – PRONAC, com recursos incentivados pela Usina da Pedra.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Parede falsa escondia respiradores novos em hospital dizem funcionários

Em Ribeirão Preto menos de 1% do dinheiro enviado pelo gov. Federal foi usado, estados com respiradores comprados em adega, e proibição do tratamento precoce. A morte é um grande negocio.

Com R$ 166 milhões em caixa, prefeitura gastou 0,65% com medicamentos para Covid

Quebrar o pequeno comerciante e fazer obras faraônicas, é a marca deste prefeito que se mostra um capacho do governo de SP

Ribeirão Preto abre hoje (17) agendamento para 2ª dose da CoronaVac em idosos de 69 a 71 anos

Cadastro pode ser feito pela internet ou por telefone. Ao todo, são 13,1 mil vagas disponíveis.

Novos exames mostram que câncer se espalhou pelo corpo de Covas

O câncer atingiu fígado e ossos, em 2019 foi descoberto um tumor no estômago, mas sofreu metástase e se espalhou

Ribeirão Preto já aplicou mais de 133 mil doses de vacina contra a Covid-19

Aproximadamente 47 mil munícipes, entre profissionais da saúde e idosos, já receberam a segunda dose da imunização
- PUBLICIDADE -