InícioLazer e CulturaProjeto Música Criança mantém aulas virtuais

Projeto Música Criança mantém aulas virtuais

As formações do projeto seguem on-line em decorrência do agravamento da pandemia no primeiro trimestre de 2021

- continua após a publicidade -

As aulas do projeto Música Criança de São Joaquim da Barra serão mantidas em ambiente virtual até que haja estabilização da pandemia de Covid-19 e uma normalização geral da volta às aulas presenciais.

A medida, que visa proteger alunos e professores de possíveis contaminações, vem ao encontro de ações municipais e estaduais para conter a disseminação do novo coronavírus enquanto não há vacinação em massa.

O formato on-line de aulas vem sendo oferecido desde 2020 e teve grande aceitação por parte de pais e alunos do projeto.

De acordo com o coordenador pedagógico, Ladson Bruno Mendes, o projeto segue o planejamento inicial das aulas EAD (Ensino à distância).

“Vamos manter o formato on-line que foi muito bem aceito e obteve sucesso no processo pedagógico. Temos praticamente 97% dos alunos matriculados participando efetivamente das aulas”, explica.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O coordenador ressalta ainda, a importância de seguir os protocolos sanitários vigentes e pede união.

“Neste momento é preciso que todos façam sua parte para conter a disseminação do vírus e isso envolve o distanciamento social, uso de máscara e higiene das mãos”.

Hoje o projeto conta com 180 alunos matriculados e oferece aulas gratuitas de canto coral, piano, violino, viola, violoncelo, contrabaixo, clarinete, flauta, trompete, trompa, trombone e tuba.

As aulas vêm acontecendo individualmente e com atividades coletivas, em plataformas como o Zoom, por exemplo, quando é ao vivo, e com recursos de vídeo gravado para melhor adaptação dos alunos. Essa flexibilização também colabora para garantir a adesão dos alunos à plataforma digital.

O projeto Música Criança – ano 2 é mantido pelo Pronac – Programa Nacional de Apoio à Cultura, do Governo Federal, via Ministério do Turismo – Secretaria Especial da Cultura, com proponência da empresa Ars Galon e patrocinado pelas empresas: Beira Rio Agroindustrial, Usina Alta Mogiana S/A., Venturoso, Valentini & Cia Ltda, Busa Indústria e Comercio de Máquinas Agrícolas e Foz de Jeceba Engenharia Ambiental S.A. É abrigado no Centro Cultural Carlos Alberto Nicolau, que funciona na Casa do Menor Santa Lúcia, e conta com a parceria da Jóia Fraternal Jorge de Lollo e apoio pedagógico do Departamento de Música da FFCLRP-USP (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto), através de seu núcleo de apoio à pesquisa (NAP-CIPEM).

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Nós já avisamos que aconteceria: 72 casos de hepatite sem motivos no Brasil

Análises reúnem pacientes de dois meses a 16 anos; principais sintomas apresentados são pele e olhos amarelados, febre, vômito e dor abdominal. É só o começo dos efeitos da picada

Maior investidor da bolsa brasileira alerta: “Magazine Luiza vai quebrar”

Quem lacra lucra? : Lulista Magazine Luiza esta sentindo falta das tetas do governo e pode Quebrar. Triste

O nosso adeus a Miguel Liporassi

Ribeirão Preto perde Miguel Liporassi: Não era polêmico nem agressivo, era respeitado pela qualidade, voz e equilíbrio nos comentários. E pela postura com os colegas, leal, ficava longe das intrigas de bastidores.

PREVISÕES DO TAROT EM JULHO DE 2022

As previsões para Julho de 2022, trazem transformação nas finanças, amor, relação familiar

Vice de Lula tem novamente bens bloqueados pelo Ministerio Publico

Justiça Eleitoral determina bloqueio de R$ 11,3 milhões em bens de Geraldo Alckmin no caso Odebrech
- PUBLICIDADE -