Início Região Pitangueiras e Ibitiúva inaugura Unidade Básica de Saúde

Pitangueiras e Ibitiúva inaugura Unidade Básica de Saúde

- continua após a publicidade -

Graças às muitas conclusões e entregas de obras, o último ano de gestão do prefeito João Batista de Andrade está sendo de grandes comemorações para Pitangueiras e Ibitiúva.
A Prefeitura Municipal, por meio das Secretarias de Infraestrutura e Saúde, realizou a entrega da Unidade Básica de Saúde Jardim Leone “Dr. João Lopes Filho”.
Iniciada no fim de 2013 e concluída recentemente, a obra contou com o investimento de R$ 521 mil, sendo R$ 408 mil em recursos federais e R$ 113 mil em recursos próprios do município direcionados para a aquisição de novo mobiliário.

“São 350m² de área construída e planejada para atender a população com conforto e qualidade”, comenta a Secretária de Infraestrutura, Joana D’Arc de Oliveira Caroni.
Este novo prédio conta com sala de espera; recepção; sala de vacina; sala de curativo; sala de pré e pós-consulta; sala de nebulização; sala para agentes comunitários; arquivo; 04 consultórios médicos; consultório odontológico; sala de procedimentos de enfermagem; sanitários masculino e feminino adaptados para portador de necessidades especiais.

Também tem depósito de materiais de limpeza; copa; área de serviço; abrigo para lixo contaminado e não-contaminado; abrigo para compressor; construção de muro de elevação; calçadas internas e externas e projeto de paisagismo.
“Vamos realocar a equipe da UBS Gumercindo Hentz Soares para cá: um prédio próprio, com excelentes acomodações para funcionários e pacientes e capacidade para ampliar o atendimento”, explica a Secretária de Saúde, Francine de Oliveira Toledo.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

De acordo com a gestora, mais de seis mil pessoas daquela região serão atendidas pela nova UBS. Já a UBS Gumercindo funcionará como sede os Agentes de Controle de Endemias.

Durante a cerimônia, a família do falecido dr. João Lopes Filho, cujo nome batiza o prédio, agradeceu pelo reconhecimento do trabalho dedicado do médico que escolheu Pitangueiras como sua cidade.
Representando a Câmara Municipal, o vereador Daniel Joaquim Rodrigues ressaltou que o município nunca viveu dias de tantas realizações e parabenizou o prefeito João Andrade pelo trabalho bem-sucedido:

“Esta é uma gestão que faz muito mais pela sua população. Ultrapassa o investimento de 15% do seu orçamento em Saúde, destinando mais de 33% a esta área”,

destacou em discurso.

“É com muita responsabilidade que empregamos o dinheiro dos cofres municipais, dando atenção especial à Saúde da nossa população. Isso tem sido verificado, inclusive, nas avaliações do Tribunal de Contas, que considerou essa gestão como muito efetiva pelos investimentos que faz na área”,

ressalta o chefe do executivo.

Em 2016, a Prefeitura Municipal de Pitangueiras e Ibitiúva já inaugurou o Teatro Municipal ‘Luis da Silva’ e a Secretaria de Cultura e Esportes; o Ginásio Municipal de Esportes ‘Elpídio Marchesi’; a Creche Proinfância João Batista Bertoni; e a Escola Municipal Dr. Clóvis Guimarães Spínola.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Governo amplia vetos na lei que torna obrigatório o uso de máscara

Esses dispositivos vetados pelo presidente Jair Bolsonaro, poderiam ferir a inviolabilidade do domicílio privado.

Comunicado do Sindicato dos Servidores sobre presidente da ACIRP

Estranhamente, o líder empresarial entende que sua classe está sendo atingida por medidas determinadas por Antônio ou por João, mas, por receio ou conveniência, decide combater José.

Secretário do Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo acredita em melhora na economia da região no segundo semestre

No Webinar Avança 016 realizado pela Amcham, Marco Vinholi falou sobre expectativas para a retomada na região

Estado de SP tem queda de mortes por coronavírus pela 2ª semana seguida

Taxa de letalidade também caiu para 5% e é a menor já registrada desde o início da pandemia; dados apontam tendência de achatamento de curva

Com quarentena, varejo e serviços registram os piores resultados para um mês de abril

A estimativa da FecomercioSP é de que, em 100 dias do comércio não essencial de portas fechadas no Estado, o prejuízo tenha chegado a R$ 43,7 bilhões
- PUBLICIDADE -