Início Região Matão Brasilux Tintas prepara expansão em fábricas na região de Ribeirão Preto

Brasilux Tintas prepara expansão em fábricas na região de Ribeirão Preto

Em até 5 anos, empresa quer se tornar a maior fabricante de tintas do ranking das nacionais do setor

- continua após a publicidade -

Empresa de grande porte e 100% nacional, a Brasilux é fabricante de tintas, vernizes e resinas e desde sua fundação, há 27 anos, cresceu sem parar. E nem pretende: está entrando em 2021 com um plano de expansão e modernização de suas instalações e processos industriais com o objetivo de se tornar a maior fabricante de tintas do ranking de nacionais do setor – hoje está entre as 5 – em um prazo de até 5 anos.

Pelo menos R﹩ 100 milhões devem ser investidos nos próximos cinco anos neste projeto. Na nova fábrica a Brasilux se prepara para aumentar, no mínimo, em 5 vezes a produção de tintas imobiliárias e em 4 vezes a produção de tintas industriais com ênfase na tinta em pó eletrostática TGIC free, um produto cuja tecnologia foi desenvolvida pela Brasilux que hoje á única fabricante dessa tinta na América Latina.

Para isso já vem se preparando, a partir da mudança do parque fabril que ocupa atualmente em Matão, interior de São Paulo, de 100 mil metros quadrados de área total, 50.000 m2 construídos, onde possui quatro plantas (a Brasilux tem quatro no interior de São Paulo e uma no Paraguai), para uma área de 400 mil metros quadrados, 120.000 m2 de área construída, no Distrito Industrial do município.

A mudança tem como objetivo melhorar a logística e a produtividade da empresa e obter posterior economia de custos, que pode chegar a 20%. Além disso, a empresa aposta fortemente no desenvolvimento de produtos de alta tecnologia e ecologicamente corretos para essa arrancada que pretende imprimir.

A tecnologia, inovação e produtos ecologicamente corretos foram sempre prioridades para a Brasilux”, como ressalta a diretora-presidente Kelly Diniz, que divide a sociedade da empresa com Caio Panegossi e Rui Pontes. As tintas mais bem elaboradas exigem muita tecnologia e a Brasilux desenvolveu, dentre outras, uma linha de tinta em pó eletrostática, a partir de uma resina de grande eficiência no processo produtivo, inédito no mercado sul-americano.

“Foi um desenvolvimento pioneiro na América do Sul e livre de uma substância considerada tóxica (TGIC), tecnologia já utilizada na Europa há mais de 15 anos”.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A empresa também foi pioneira no País ao lançar uma tinta imobiliária que cobre com uma única demão e também foi uma das primeiras a lançar esmalte à base de água. A ideia básica da Brasilux é centralizar, no Distrito Industrial de Matão, todas as atividades atuais em uma só planta. Isso inclui trazer a fábrica de resina para mais perto das fábricas de tintas e trazer também para perto a Dissoltex (fábrica de tinta em pó e produtos para tratamento de couro), situada em São Carlos (SP).

História de sucesso – Desde sua fundação, a história da Brasilux foi pautada por um crescimento constante, mesmo em períodos de crise. As primeiras atividades e linhas de produção começaram em Matão, em 1993, com a produção de esmalte sintético industrial.

Com a necessidade de expansão, os sócios construíram o centro de distribuição em Guarulhos, adquiriram a Dissoltex em São Carlos e iniciaram atividades no Paraguai, onde possuem uma fábrica de tintas e complementos imobiliários, que produz e distribui para o mercado interno. As linhas de produtos imobiliários, automotivos, industriais e moveleiro são comercializadas em todo o Brasil, em toda a América Latina e em alguns países africanos, a partir da fábrica de Matão.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com R$ 166 milhões em caixa, prefeitura gastou 0,65% com medicamentos para Covid

Quebrar o pequeno comerciante e fazer obras faraônicas, é a marca deste prefeito que se mostra um capacho do governo de SP

Ribeirão Preto abre hoje (17) agendamento para 2ª dose da CoronaVac em idosos de 69 a 71 anos

Cadastro pode ser feito pela internet ou por telefone. Ao todo, são 13,1 mil vagas disponíveis.

Novos exames mostram que câncer se espalhou pelo corpo de Covas

O câncer atingiu fígado e ossos, em 2019 foi descoberto um tumor no estômago, mas sofreu metástase e se espalhou

Ribeirão Preto já aplicou mais de 133 mil doses de vacina contra a Covid-19

Aproximadamente 47 mil munícipes, entre profissionais da saúde e idosos, já receberam a segunda dose da imunização

Fase Doria: Nem laranja, nem vermelha. Medo de sair do armário

A fase Doria é aquela que não sai do armário, não é vermelha e não é laranja, mas como quarentena só aumentou os casos, eles decidiram voltar voltar atrás, mas não muito
- PUBLICIDADE -