Início Região Acusada de matar marido em Sertãozinho foi presa em São José do...

Acusada de matar marido em Sertãozinho foi presa em São José do Rio Preto

- continua após a publicidade -

Marluce Borges, 26 anos, acusada da morte do comerciante de Sertãozinho foi presa quarta feira(25), na cidade de São José do Rio Preto.

O corpo de Diorges Luciano de Assis Pereira, de 29 anos, foi achado no dia 29 de dezembro de 2015 e tinha duas marcas de tiros. A mulher, que era casada com o comerciante, confessou ter matado ele.
Segundo a versão dela, os dois tinham um relacionamento conturbado e por vezes ela era espancada.
Desde então ela era foragida e era procurada pela policia, e foi presa.

Os acontecimentos na época
A mulher do empresário Diorges Luciano de Assis Pe­reira, encontrado sem vida na terça-feira, 29/12/15, em seu veícu­lo no bairro Jardim Amália em Sertãozinho, confessou ao delegado da DIG Targino Osório, a autoria do homicí­dio.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Versão da assassina
Marluce de Figueiredo Borges, 26, relatou que matou o marido por vingança, por­que era humilhada e agredi­da fisicamente. Segundo a ré confessa, ela comprou a arma para defesa pessoal.

Na delegacia, em seu de­poimento ela esclareceu que esperou o empresário dor­mir para disparar duas vezes contra a cabeça dele. Depois, teria arrastado o corpo da ví­tima até o interior do carro e dirigido até local próximo da residência e na sequência re­tornar a pé. O revólver calibre 22 que teria sido utilizado no homicídio e as roupas da ré confessa foram apreendidas. Após a confissão, ela foi liberada porque não foi pega em flagrante delito.

O homicídio do empresário Diorges Luciano de Assis Pereira, 29 anos, do setor automotivo em Sertãozinho, causou comoção popular.

Familiares afirmaram que o empresário se dirigiu para o trabalho às 8h, mas não chegou ao seu destino, a em­presa de serviços automoti­vos. Em princípio nada foi levado de dentro do carro do empresário. Nem mes­mo dinheiro que estava sob o banco do motorista, o que despertou a atenção da polí­cia. Diorges foi alvejado por duas vezes na cabeça.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Odebrecht fez pagamentos a Toffoli, denuncia Marcelo Odebrecht à PGR

Marcelo Odebrecht e os demais diretores da empresa sempre se referiam a Toffoli como “amigo de Adriano” ou “amigo de AM (Adriano Maia)”

Gol de Bolsonaro: SBT acerta transmissão da final do carioca, Flamengo e Fluminense

O SBT alcançou a sua maior audiência na história da emissora até então com a transmissão da final da Copa do Brasil, decidida por Corinthians e Grêmio

Divirta-se com os melhores tweets do MBL tratando Ayan como um guru

Com a prisão de Luciano Ayan por suspeita de lavagem de dinheiro, separamos os melhores do tweets em que mblistas idolatram o prisioneiro.

Ribeirão Preto tem leitos sobrando na rede privada e deveria contratar com urgência

Presidente da entidade diz que hospitais de campanha são um erro estratégico e que Ribeirão Preto vive o cenário já experimentado por Manaus

Preso por lavagem de dinheiro do MBL teve cargo no governo Doria

Os presos Alessander Mônaco e Carlos A. de Moraes Afonso são investigados por ocultação de patrimônio, além de lavagem de dinheiro.
- PUBLICIDADE -