InícioPolíticaMinistro da Defesa, convoca reunião secreta

Ministro da Defesa, convoca reunião secreta

Quando não tivermos mais esperanças, podemos sempre contar com as forças armadas. Como um bom soldado, agem sem fazer barulho

- continua após a publicidade -

A conversa com o comandante do Exército, general Leal Edson Pujol, com o comandante da Marinha, almirante de esquadra, Ilques Barbosa Júnior e com o comandante da Força Aérea, tenente-brigadeiro do ar Antonio Carlos Moretti Bermudez ocorreu por meio de videoconferência, às 16h deste dia 21

A pauta do encontro ainda é sigilosa.

A imprensa tentará relacionar a reunião com ditadura, mas não é o caso.

Não é intervenção, mas para ligar as antenas dos traidores do Brasil!

general Leal Edson Pujol

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Filho do Coronel da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, Péricles Corrêa Pujol, e de Maria Lina Leal Pujol, estudou no Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA) de 1967 a 1970. Iniciou sua carreira militar em 1º de março de 1971, ao ingressar na Escola Preparatória de Cadetes do Exército.

Em seguida, estudou na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), sendo declarado Aspirante-a-Oficial em 1977, sendo o primeiro colocado de sua turma de cavalaria. Foi também o primeiro colocado de sua turma de cavalaria na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO) e na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), recebendo por isso a medalha Marechal Hermes de prata dourada com três coroas.

Ao sair da AMAN, foi designado para servir no 12o. Regimento de Cavalaria Mecanizado, em Porto Alegre, no ano de 1978.

Como oficial-general, comandou a 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, localizada em Santiago, no Rio Grande do Sul. Entre 25 de abril de 2009 e 29 de abril de 2011 foi o Comandante da AMAN. Em seguida, chefiou o Centro de Inteligência do Exército, até março de 2013. No dia 27 de março de 2013, foi nomeado Comandante da Força de Paz na Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (MINUSTAH).

Passou o Comando da MINUSTAH em 15 de março de 2014. Na ocasião, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que sua dedicação, seu profissionalismo e sua liderança contribuíram de grande forma para os esforços de estabilização das Nações Unidas no Haiti.

Em seguida, foi nomeado para o cargo de Secretário-Executivo do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, que exerceu de abril de 2014 a abril de 2015.

Promovido a General de Exército em 31 de março de 2015, foi designado Secretário de Economia e Finanças.

Alguns meses depois, assumiu o Comando Militar do Sul, em Porto Alegre-RS, em substituição ao General Antonio Hamilton Martins Mourão.

Exerceu esse cargo de 26 de janeiro de 2016 a 26 de abril de 2018, quando o transmitiu ao General de Exército Geraldo Antonio Miotto.

Assumiu a chefia do Departamento de Ciência e Tecnologia em 4 de abril de 2018, em Brasília-DF.

Em 21 de novembro de 2018, foi anunciado que assumiria o posto de Comandante do Exército Brasileiro, seguindo a tradição de assumir o oficial mais antigo da ativa.

Em entrevista concedida à Folha de S.Paulo, no dia 24 de novembro de 2018, afirmou que há preconceito na análise do período militar no Brasil.

Assumiu o cargo atual em 11 de janeiro de 2019, sucedendo o General Eduardo Villas Bôas.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

A população insistem em votar errado e Ramon Faustino (Psol) continua sendo processado

Nova audiência foi marcada para o dia 06 de outubro, para ouvir o depoimento das ex-assessoras

Centro de Qualificação prorroga inscrições para cursos gratuitos

São 278 vagas disponíveis com inscrições online até 29 de setembro com barbearia, informática básica, excel, word básico, jardinagem e paisagismo e muitos outros

Circuito SP promove atração gratuita no Teatro Municipal

Peça mostra o encontro da Rainha Elizabeth I com o dramaturgo William Shakespeare

Cruzamento em Ribeirão Preto recebe obra da artista Elisa Bracher

Obra está sendo instalada no cruzamento das avenidas João Fiusa e Independência; escultura deve ser inaugurada na quarta-feira, 28

Giorgia Meloni deve liderar Itália após vitória eleitoral da direita

Giorgia Meloni se tornará a primeira mulher premiê da Itália
- PUBLICIDADE -