InícioPolíticaMamãe falei: "Ucranianas são fáceis pois são pobres"

Mamãe falei: “Ucranianas são fáceis pois são pobres”

Mais uma vez fazendo demagogia barata, foi a região do conflito para "ajudar refugiados" mas, afirma que voltara em 2023 para "pegar todas as loiras" Confira o áudio completo de @arthurdoval

- continua após a publicidade -

Áudios de Arthur do Val dizem que ucranianas “são fáceis porque são pobres

Pré-candidato ao governo de SP teve mensagens de voz vazadas em que faz comentários sexistas contra refugiadas ucranianas

Turismo sexual disfarçado de trabalho voluntário!

O vazamento de áudios do deputado estadual Arthur do Val (Podemos-SP) — conhecido pelo canal de Youtube Mamãe Falei —provocou críticas no partido ao qual é filiado e no MBL (Movimento Brasil Livre), grupo do qual é um dos principais líderes.

Nas mensagens de áudio atribuídas ao parlamentar, é dito que as refugiadas ucranianas “são fáceis porque são pobres”. “É inacreditável a facilidade. Essas ‘minas’ em São Paulo se você dá bom dia elas ‘iam’ cuspir na tua cara. E aqui elas são supersimpáticas, super gente boa. É inacreditável”, teria dito o pré-candidato.

Do Val foi eleito deputado estadual em 2018 pelo DEM. Em 2020, foi candidato a prefeito de São Paulo pelo Patriota. Integrante do MBL (Movimento Brasil Livre), o político se filiou ao Podemos em janeiro para ser pré-candidato ao governo de São Paulo.

Arthur do Val reconhece áudios como dele: ‘Tá errado o que eu falei, não é isso que eu penso, o que falei foi um erro, em momento de empolgação’

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, na manhã deste sábado (5), o deputado estadual Arthur do Val (Podemos), conhecido como “Mamãe Falei”, confirmou que são seus os áudios em que fala que mulheres ucranianas são “fáceis, porque são pobres”.

Nos áudios, que circulam nas redes sociais na noite desta sexta-feira (4) e foram enviados para integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL) em um grupo privado, também há outras declarações machistas e misóginas.

Saiba quem é Arthur do Val que enviou áudios a amigos sobre mulheres na Ucrânia

Mamãe Falei, como é conhecido, viajou à Ucrânia para, segundo ele, ajudar na resistência contra a invasão russa

O deputado estadual Arthur do Val (Podemos), conhecido como Mamãe Falei, é alvo de críticas de políticos e autoridades após ter um áudio divulgado em que faz ofensas a ucranianas. Nas mensagens, o pré-candidato ao governo de São Paulo descreve suas impressões sobre as mulheres da Ucrania e diz que “são fáceis porque são pobres”.  O pré-candidato ao governo de São Paulo viajou à Ucrânia para, segundo ele, ajudar na resistência contra a invasão russa.

Em outro momento, o parlamentar, que havia acabado de cruzar a fronteira da Ucrânia com a Eslováquia, disse, ainda, que a fila das refugiadas só tinha “deusa” e que a fila da melhor balada do Brasil não chega aos pés da fila de refugiadas. Ele embarcou de volta ao Brasil nesta sexta-feira.

O deputado estadual se filiou ao Podemos, em janeiro para ser lançado ao governo de São Paulo. No entanto, após os áudios, o Podemos emitiu um comunicado no qual afirma que “repudia com veemência as declarações” de Arthur do Val e diz que abriu um procedimento disciplinar para apurar os fatos.

Este é o contato do garanhão, mande seu recado.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve

Vereador esquerdista que defende mulheres deve cumprir medida protetiva com a ex-namorada

a vítima se sente perseguida e agredida moralmente e psicologicamente pelo autor

“Funcionário” recebe R$ 22 mil por mês da Câmara para estudar Direito na USP em período integral

Trabalhar por que? Se nem os vereadores fazem isso, o O acadêmico em questão é Saulo Wellington Marchiori Magron, lotado no cargo de agente de administração
- PUBLICIDADE -