Início Política Justiça bloqueia R$ 11,3 milhões em bens de Geraldo Alckmin

Justiça bloqueia R$ 11,3 milhões em bens de Geraldo Alckmin

Ex-governador tucano responde a uma ação penal por suposto caixa dois pago pela Odebrecht nas campanhas de 2010 e 2014

- continua após a publicidade -

A Justiça Eleitoral determinou o sequestro de bens e valores depositados em contas bancárias no valor de até R$ 11,3 milhões  do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e de outras duas pessoas ligadas ao tucano.

A decisão do juiz da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, Marco Antonio Martin Vargas, atendeu a um pedido da Polícia Federal no âmbito da operação “Lava Jato Eleitoral”, na qual o ex-governador é indiciado por corrupção e lavagem de dinheiro

Além de Alckmin, a medida também atinge o tesoureiro da campanha do ex-governador em 2014, Marcos Antônio Monteiro, e o ex-assessor da Secretaria de Planejamento na época em que o tucano ocupou o governo paulista, Sebastião Eduardo Alves de Castro.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Geraldo Alckmin foi denunciado pelo  recebimento indevido de R$ milhões da empreiteira Odebrecht na campanha ao governo estadual em 2010 e R$ 9,3 milhões quando disputou a reeleição, em 2014.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Lives do final de semana (19 e 20 de setembro)

Os shows presenciais e casas noturnas ainda estão proibidas, então a opção e separar a bebida e os petiscos e escolher a melhor opção

Nasce o Aliança o partido de Bolsonaro

Confira os documentos de petição e despacho. Vem ai o partido de direita que a esquerda tanto teme.

Hospital de Câncer de Ribeirão Preto inicia campanha para compra de novo mamógrafo

Equipamento atual tem mais de 10 anos e precisa de constantes manutenções que tem alto custo

Quais interesses estão em jogo? Lincoln Fernandes é mais um a desistir da prefeitura

Algo estranho e forças ocultas estão agindo nos bastidores, normalmente a luta é para ser candidato, mas este ano vários abandonam o barco. A pergunta é quais interesses?

Dos 27 vereadores de Ribeirão Preto, 25 vão concorrer à reeleição

Esperamos que os próximos vereadores se preocupem mais com a cidade e seus moradores, do que em oferecer títulos e nome de ruas.