InícioPolíticaDoria quer reformar a gestão pública e demitir funcionalismo

Doria quer reformar a gestão pública e demitir funcionalismo

Proposta prevê também alterações no plano de saúde dos funcionários públicos e extinção de 10 entidades estaduais

- continua após a publicidade -

Com o objetivo de conter custos e diminuir o tamanho da estrutura do Estado, o governo de São Paulo pretende alterar o plano de saúde dos funcionários públicos, permitir a demissão de servidores e extinguir fundações, como as que atualmente administram o Parque Zoológico e o Instituto Florestal.

O projeto, enviado para a apreciação da Assembleia Legislativa, pretende estabelecer

“medidas voltadas ao ajuste fiscal e ao equilíbrio das contas públicas”. Entre as proposições estão o aumento de 2% para 3% do teto no desconto em folha do plano de saúde dos servidores, a alienação de imóveis e o Plano de Demissão Incentivada (PDI). De acordo com o governo, existem hoje quase 6 mil servidores que poderiam se aposentar, mas continuam exercendo suas atividades “com dificuldade ou sem interesse, desestimulando os demais”.

Durante uma coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, Rodrigo Garcia, vice-governador de São Paulo, afirmou que foram identificadas 12 estruturas que, se extintas, “não comprometerão a execução da política pública e vão economizar recurso público”. Entre essas entidades, estão:

1. Fundação Parque Zoológico de São Paulo
2. Fundação para o Remédio Popular
3. Fundação Oncocentro de São Paulo
4. Instituto Florestal
5. Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano de São Paulo
6. Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo

Segundo a proposta, as operações do Zoológico passariam para a iniciativa privada.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Criada em 1958, a fundação tem a missão de “manter uma coleção de animais vivos para a educação e a recreação do público, além de proporcionar facilidades para o trabalho de pesquisadores no domínio da zoologia”. No balanço orçamentário mais recente, de 2018, essas atividades custaram mais de 39 milhões reais aos cofres públicos.

As demais fundações seriam extintas e suas funções incorporadas por outras estruturas. Os imóveis que ocupam, utilizados em outras finalidades ou vendidos. No total, são 89 propriedades em 67 municípios que, somadas, ocupam uma área superior a 5,5 milhões de metros quadrados — superfície que equivale à de aproximadamente 517 campos de futebol.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Confira a programação da feira do livro de Ribeirão Preto que começa na próxima sexta-feira (19)

A FIL é CONSIDERADA A 7ª MAIOR FEIRA LITERÁRIA DA AMÉRICA LATINA E A 2ª MAIOR DO BRASIL.

Feira do Livro: Começa montagem da estrutura da edição 2022 em Ribeirão Preto

Após dois anos de espera, a 21ª edição da Feira Internacional do Livro já está sendo montada na Praça XV de Novembro

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve
- PUBLICIDADE -