Início Policial Pais de Wesley oferecem R$ 5 mil para quem oferecer informações reais

Pais de Wesley oferecem R$ 5 mil para quem oferecer informações reais

Wesley Filho, de 13 anos, está desaparecido há 60 dias, e pai afirma que recebe trote diariamente de pessoas pedindo dinheiro para “libertar” o filho de “sequestro”

- continua após a publicidade -

Os pais de Wesley Pires Alves Filho, de 13 anos, estão oferecendo uma recompensa de R$ 5 mil para quem encontrá-lo ou tiver alguma informação concreta sobre seu paradeiro.

Wesley Filho, de 13 anos, está desaparecido há 60 dias, e pai afirma que recebe trote diariamente de pessoas pedindo dinheiro para “libertar” o filho de “sequestro”

A oferta foi confirmada no início da noite desta segunda-feira (26), quando a mãe do adolescente, Camila Alves, postou uma mensagem em sua conta no Facebook oferecendo o valor por uma informação que leve a família ao encontro do garoto. 

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O dinheiro para pagamento por uma informação do filho seria doado por um parente da família.

“Uma pessoa de minha família falou que vai doar esse dinheiro, R$ 5 mil, para quem apresentar uma prova concreta, (que leve a) um lugar que está Weslynho. Se uma pessoa mandar, e realmente resgatar meu filho de onde ele estiver, com quem ele estiver, em alguma cidade… (Se) Alguém falar vai lá, que ele está lá, o dinheiro será depositado na conta dessa pessoa. A gente não está prometendo uma coisa que não vai cumprir. Se está falando que tem os cinco mil, é porque tem”, explicou o pai do menino, desaparecido há quase 60 dias. 

O pai do adolescente também disse que desde que Wesley desapareceu, eles vêm recebendo ligações pedindo dinheiro para “libertar” o garoto. “Eu tenho recebido ligações dizendo: ‘eu tô com seu filho aqui e eu quero cinco mil de recompensa, se não vou cortar o dedo dele, o nariz, a orelha’”, disse.  “Isso eu recebo todos os dias, toda hora.

Então eu colocando lá (no Facebook) ou não colocando, eu já tenho essas ameaças, que alguém ‘sequestrou’ ele. Não vai ser assim, uma pessoa falando que está com meu filho, deposita lá, que eu deixo ele na esquina. Não vou cair nessa conversa, não.

Eu fui lá, eu peguei ele, eu dou o dinheiro para a pessoa, discretamente, não vou envolver nem a polícia.” DetetiveNos últimos dias, os pais de Wesley também foram procurados por uma suposta detetive de nome Daiane. Inicialmente, ela pediu R$ 20 mil para encontrar o garoto. Dias depois, a “detetive” baixou a proposta para R$ 10 mil. Por fim, encerrou com um pedido de R$ 2 mil pelo “trabalho”.  Segundo Wesley Alves, a “detetive” teria afirmado por redes sociais e grupos de Whatsapp que a família a teria contratado. O pai do menino desmentiu a informação nesta segunda-feira.

“Há um mês ela pediu vinte mil para colocar a equipe dela pra encontrar Weslynho. Falei pra ela que não tinha esse dinheiro. Passou alguns dias e ela disse que faria por dez mil. Voltei a falar que não tinha dinheiro. Aí, ela deixou por dois mil, dizendo que depois de encontrar (Weslynho) a gente vê… Mas não respondi. Ela insistiu e ficou entrando em contato. Então eu recusei novamente, porque conversei na delegacia e eles falaram que eles estão investigando. Que não precisaria disso, porque o que ela teria é o que eles (policiais) têm. Eu não contratei os serviços dela como ela está falando. Não contratei.”  

Em um determinado momento da troca de mensagens, a “detetive” chegou a afirmar por áudios que sabia onde o menino estava, deixando a família esperançosa e aflita ao mesmo tempo.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A Polícia Civil de Franca já está ciente das mensagens da “detetive” e deverá investigar o caso.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Professor da Cava do Bosque é preso por pedofilia em Ribeirão Preto

O homem foi preso em flagrante e prestou depoimento. Logo depois, foi encaminhado à cadeia de Serra Azul.

Prefeitura recorre de decisão judicial contra maior flexibilização em Ribeirão Preto

Mas até o julgamento do recurso, a cidade se mantém na fase amarela. Eles fazem que nos enganam e nós fazemos que acreditamos

Filho de Kátia Abreu, senador é acusado de estupro em SP

Seu Irajá é filho da Kátia Abreu. E agora militância lacradora, o que vão vão fazer com esta atitude "errática" ?

PT não vai apoiar candidatos no 2° turno em Ribeirão Preto

Antônio Alberto Machado, candidato do PT nas eleições, foi o sexto mais votado no pleito

Banco de Sangue de Ribeirão Preto celebra Dia Nacional do Doador de Sangue

Campanha "Vem doar" homenageia os Doadores de Sangue e chama a atenção da sociedade para a importância do gesto solidário que salva vidas