InícioPolicialCaso Susy e Globo: Revoltada mãe diz não tenho direito a um...

Caso Susy e Globo: Revoltada mãe diz não tenho direito a um abraço

A mãe disse que o que mais chocou foi: “Foi ele receber abraços, cartinhas, bombonzinho na prisão? Eu recebi o que nesses 10 anos?”

- continua após a publicidade -

Aparecida dos Santos, mãe do menino Fábio, que foi morto e estuprado pela transexual Suzy Oliveira, relatou em entrevista exclusiva para o Alerta Nacional nesta segunda-feira (9), o drama que passou com a perda do filho há 10 anos.

Suzy ganhou destaque nas redes sociais após uma reportagem exibida no domingo passado (1º) durante o Fantástico, da Globo. Na matéria, o médico Drauzio Varella conversa com mulheres trans em um presídio.

Após a reportagem, o bandido passou a receber centenas de cartas de apoio, receber presentes e foram criadas vaquinhas virtuais para que o criminoso, tenha dinheiro para se manter após sua saída da prisão.

“Mas um pedófilo não tem cura. Ele voltara a praticar o crime, cruel novamente. Aqueles que o apoiam, fariam o mesmo se o caso tivesse ocorrido, com um de seus familiares?”

O repórter Edie Polo da rede TV conversou com a mulher.

A mãe revelou o que mais a chocou durante a reportagem: “Foi dele receber abraços, receber cartinha e ainda um bombomzinho? Na prisão? Eu recebi o que nesses 10 anos?”, questionou.

Indignada, Aparecida disse que não superou a perda da criança. “Estou me levantando, porque Deus está comigo”. Ela ainda falou que está “muito, muito indignada”.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Suzy foi condenada em 2010 por estuprar e matar um menino de 10 anos. Em uma carta divulgada pela advogada Bruna Castilho, a trans diz que sabe que errou. Drauzio também se manifestou, e disse que “é médico não juiz” (Confira a íntegra das notas após o vídeo)

foto twitter

Dr. Drauzio é medico, quando esta atendendo pacientes, neste caso ele estava repórter, e transformou o bandido em vitima da sociedade; fato este que não é novidade para o medico que sempre colocou os bandidos como vitimas, e a sociedade como vilã.
Ficou milionário explorando o caso do Carandiru, vendendo sua visão simplista do caso, colocando profissionais de segurança publica como justiceiros e criminosos.

Neste caso especifico, onde alguns até defende e o comparam com Jesus, ele tem o direito de abraçar e apoiar quem ele desejar, mas a partir do momento que transforma o caso em uma reportagem e defende o bandido sem ouvir a mãe da vitima, ele se posicionou a favor do assassino. E não, a sociedade não esta errada em se indignar com este fato.

Veja o vídeo da entrevista completa:

O mito diz o que pensamos: Weintraub a Drauzio Varella “desejo que vocês terminem no inferno” Veja aqui.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Projeto Guri ainda dispõe de vagas para cursos gratuitos de música na região de Ribeirão Preto

Matrícula diretamente no polo de ensino do Projeto Guri; não é necessário ter conhecimento prévio de música nem possuir instrumento musical

Covid-19: Butantan identifica nova variante recombinante em São Paulo

Trata-se da variante XG da cepa Ômicron. Eles não desistem e vão continuar controlando o gado que segue estes "cientistas" negacionistas.

Táxis poderão utilizar corredores de ônibus em Ribeirão Preto

Veículos de urgência e emergência também podem utilizar os corredores de ônibus a partir do dia 23 de maio

Entidades Assistenciais começam a receber cobertores da Campanha do Agasalho

Confira os locais de doação no site da Campanha do Agasalho. A campanha, que segue até o dia 31 de agosto, tem como objetivo arrecadar cobertores e agasalhos, novos ou usados em bom estado de conservação

Projeto CineMaterna do Shopping Iguatemi Ribeirão Preto exibe filme Doutor Estranho no Multiverso da Loucura

Sessão adaptada para receber as famílias será exibida na próxima quarta-feira, dia 18
- PUBLICIDADE -