InícioMundoPapa não conduzirá missas de Ano Novo

Papa não conduzirá missas de Ano Novo

O Pior papa de toda historia não fará falta, pois se preocupa mais com politica globalista do que sua função real.

- continua após a publicidade -

O Papa Francisco não conduzirá as missas desta quinta-feira (31) e do dia 1ª de janeiro por causa de uma crise ciática que causa dor na perna direita, disse o Vaticano.

É a primeira vez em anos que Francisco, que completou 84 anos neste mês, teve de faltar a um evento papal por motivos de saúde.

A missa da véspera de fim de ano que o papa lideraria na tarde desta quinta-feira (31) será dirigida pelo cardeal Giovanni Battista Re, e a missa de sexta-feira será celebrada pelo cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano.

foto montagem em Ribeirão

O Vaticano disse que o papa conduziria sua oração do meio-dia na sexta-feira (1), conforme programado.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O papa sofre de dor ciática, uma condição que causa dor que se irradia da parte inferior das costas, ao longo do nervo ciático, até a parte inferior do corpo.

Às vezes, ele pode ser visto caminhando com dificuldade por causa da dor e recebe fisioterapia regular por causa disso.

Foto: Marcello Lavenère/Reprodução

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Brasil gera 309 mil empregos formais em junho

Governo deve lançar programas para inclusão de jovens no mercado

Anvisa alerta sobre casos de Guillain-Barré após vacinação

A Anvisa explica que a SGB é um distúrbio neurológico autoimune raro, no qual o sistema imunológico danifica as células nervosas.

Covid-19: Anvisa recebe solicitação de uso de medicamento da Pfizer

Como aquele remedio proibido, este já é usado para tratamento de artrite reumatoide, artrite psoriática e colite ulcerosa. Todo dia uma novidade sobre tratamento proibido.

Enfermeira do SAMU é detida por desacato e omissão de socorro em Ribeirão

De acordo com registro policial, a mulher teria sido grosseira e ofendido policiais militares; o caso está sendo apurado

Rebeca Andrade faz historia em Tóquio e é prata

É a primeira brasileira a ganhar uma medalha na categoria.
- PUBLICIDADE -