Início Mundo Número de mortos após tremor na fronteira entre Iraque e Irã passa...

Número de mortos após tremor na fronteira entre Iraque e Irã passa de 400

- continua após a publicidade -

O número de mortos após o tremor na fronteira entre Irã e Iraque passa de 400 nesta segunda-feira (13). Os feridos são mais de 6,7 mil. O epicentro do terremoto de 7,3 de magnitude foi registrado a 22,4 km de Derbendîxan, no Iraque, na tarde deste domingo (12). Os trabalhos de resgate e de retirada de escombros continuam nesta manhã, e o número de vítimas pode aumentar.

No Irã, 407 pessoas morreram e 6.700 ficaram feridas, de acordo com a agência de notícias Associated Press.

Já no Iraque, o tremor deixou sete mortos e 300 feridos na região do Curdistão iraquiano, segundo a CNN, citando o ministro da Saúde da região, Rekawt Hama Rasheed. A província de Suleimaniya foi a mais atingida. Esse já é o tremor que mais deixou mortos em 2017, superando o número de vítimas do cismo que atingiu o México em setembro.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O terremoto, que ocorreu às 21h18 (horário local, 16h18 em Brasília), atingiu todas as províncias do Iraque e foi sentido na capital Bagdá por 20 segundos.

Cidade afetadas

No Irã, o tremor foi sentido em várias províncias, sendo que a mais atingida foi Kermanshah. Na cidade de Sarpol-e Zahab, a cerca de 15 km da fronteira com o Iraque, o principal hospital ficou gravemente danificado. As populações de Ghasr Shirin (na fronteira), Sarpul e Azgale estão entre as mais afetadas.

Desabrigados

Cortes de energia elétrica foram registrados no Irã e no Iraque. As autoridades iraquianas solicitaram aos moradores de Darbandajan que durmam fora de suas casas. O mesmo ocorreu na província iraniana de Ilam, onde alguns habitantes foram aconselhados a deixar a região por precaução.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A BBC, citando uma organização humanitária não identificada, afirma que 70 mil pessoas ficaram desabrigadas apenas no Irã. Caminhões seguem para a província Sulaimaniyah com 3 mil barracas e abrigos, 10 mil camas, colchões e comida.

O esforço de busca por sobreviventes é intenso, mas algumas vias que dão acesso às cidades atingidas estão bloqueadas após deslizamentos de terra, de acordo com a imprensa internacional.

O terremoto também foi sentido no sudeste da Turquia, perto da fronteira com Irã e Iraque. Na cidade de Diyarbakir, os habitantes saíram de suas casas durante o terremoto, mas retornaram pouco depois. Não houve registro de vítimas turcas.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Coronavírus: primeira leva de ‘vacinas do Doria’ virá da China

Segundo Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, a chegada deste material é uma prioridade absoluta.

Coronavírus: UTIs administradas pelo Estado a custaram três vezes mais que as terceirizadas em SP

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de SP, chegaram a custar R$ 58 mil por dia. Isso explica muita coisa?

Ribeirão Preto tem instituto referência em terapia ABA para pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Organização oferece apoio para pacientes com atrasos no desenvolvimento intelectual, de linguagem, e também capacitação e consultoria para as pessoas envolvidas com esse público

Elei­ções: can­di­datos agora só podem ser presos em fla­grante

Já elei­tores não po­derão ser presos cinco dias antes das elei­ções, ou seja, a partir do dia 10, ex­ceto em fla­grante de­lito

Assustadora e gravíssima carta do Arcebispo Vigano a Trump

'Este momento histórico vê as forças do mal alinhadas em uma batalha sem quartel contra as forças do bem.' Entenda e compartilhe com todos