InícioMundoGrupo de médicos e cientistas escreve Carta Aberta ao governo britânico solicitando...

Grupo de médicos e cientistas escreve Carta Aberta ao governo britânico solicitando auditoria imediata de mortes após vacinação no Reino Unido

Dados mostram que as mortes semanais em lares de idosos triplicaram nas duas semanas entre 8 e 22 de janeiro de 2021, em um momento em que houve um aumento maciço na taxa de vacinações

- continua após a publicidade -

PREOCUPAÇÕES ATUAIS E CONTEXTO

Triplicaram as mortes de idosos que receberam a vacina.

Dados mostram uma correlação semelhante para vacinação em Israel, Irlanda, Bahrein e Jordânia

Nossa preocupação particular é o impacto das vacinas contra Covid-19 em idosos e em lares de idosos. Os dados do ONS [Escritório de Estatísticas Nacionais] mostram que as mortes semanais em lares de idosos triplicaram nas duas semanas entre 8 e 22 de janeiro de 2021, em um momento em que houve um aumento maciço na taxa de vacinações de residentes em lares de idosos

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A UK Medical Freedom Alliance (Aliança para a Liberdade Médica) – um grupo de médicos, cientistas, advogados e outros profissionais que defendem o consentimento informado no Reino Unido – publicou uma Carta Aberta urgente a Nadhim Zahawi, Ministro da Implantação da Vacina contra Covid-19; a Matt Hancock, Secretário de Estado da Saúde e Assistência Social; e duas agências de supervisão de vacinas solicitando uma auditoria imediata das mortes após a vacinação no Reino Unido.

A Carta Aberta ao governo britânico e reguladores de vacinas expressa a preocupação do grupo com mortes possivelmente relacionadas à vacina contra Covid-19 em idosos e lares de idosos.  O grupo se refere a gráficos que mostram um aumento nas mortes em lares de idosos e cita dados do Escritório de Estatísticas Nacionais de que as mortes de residentes triplicaram nas duas semanas entre 8 e 22 de janeiro, em um momento em que houve um aumento maciço na taxa de vacinação em lares de idosos no Reino Unido.

Gráficos semelhantes para Israel, Irlanda, Bahrein e Jordânia mostram uma correlação semelhante.

“Postulamos que pode haver um aumento dos efeitos colaterais da vacina neste grupo, que só se tornaria aparente quando muitos milhares deles tivessem recebido as vacinas”, afirma a carta.

arquivo

O Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas da Organização Mundial da Saúde atualizou suas recomendações para a administração da vacina Moderna em 26 de janeiro, afirmando que, embora a vacinação seja recomendada para pessoas idosas devido aos riscos de infecção por covid-19, “idosos muito frágeis com expectativa de vida prevista de menos de 3 meses ”não devem ser vacinados automaticamente, mas devem ser “avaliados individualmente”.

Leia a Carta Aberta na íntegra:

Carta aberta da UK Medical Freedom Alliance para:
Nadhim Zahawi – Ministro do Implantação da Vacina Covid-19
Matt Hancock – Secretário de Estado da Saúde e Assistência Social
MHRA – Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde
JCVI – O Comitê Conjunto de Vacinação e Imunização

Cc: Boris Johnson – Primeiro-ministro

05 de fevereiro de 2021

Referência: Aviso urgente sobre mortes relacionadas à vacina contra Covid-19 em idosos e lares de idosos

Em nossa Carta Aberta de 23 de novembro de 2020, dirigida a MHRA, JCVI e Matt Hancocki, destacamos nossas preocupações com os riscos potenciais para a saúde pública de uma implementação em massa das vacinas contra Covid-19 por causa de apenas dados de segurança de curto prazo limitados e sem dados de segurança de longo prazo.

Nesta carta, chamamos a sua atenção para as evidências crescentes de que os riscos para a saúde pública que identificamos podem estar se materializando.

Agora pedimos uma auditoria imediata e urgente das mortes que ocorreram desde o início do lançamento da vacina contra Covid-19, para verificar se as vacinas contra a Covid-19 (em geral ou qualquer marca em particular) estão causando um aumento no número de mortes (Covid-19 e não relacionado à Covid-19), casos da Covid-19 ou aumento do risco de morte em determinados grupos de idade ou coortes.

Entre nossas preocupações em nossa Carta Aberta anterior, levantamos as possíveis questões de:

João Dória - Vacina Corona Vírus
João Dória apresenta a CoronaVac / Foto: Divulgação

1. Aumento Dependente de Anticorpos (ADE) induzido pelas vacinas causando Covid-19 mais grave, com aumento de hospitalizações e mortes nas semanas ou meses após as vacinações.

2. A falta de dados de segurança em idosos com múltiplas comorbidades. Esta coorte estava sub-representada e um grupo estatisticamente insignificante nos ensaios clínicos de vacinas. Postulamos que pode haver um aumento dos efeitos colaterais da vacina neste grupo, que só se tornaria aparente quando muitos milhares deles tivessem recebido as vacinas.

3. A ausência de quaisquer dados de segurança sobre aqueles que já tiveram Covid-19, e a possibilidade de que a imunidade anterior pode levar ao aumento dos efeitos colaterais das vacinas Covid-19.

arquivo

fonte: conexaopolitica.com.br

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Enfermeira do SAMU é detida por desacato e omissão de socorro em Ribeirão

De acordo com registro policial, a mulher teria sido grosseira e ofendido policiais militares; o caso está sendo apurado

Rebeca Andrade faz historia em Tóquio e é prata

É a primeira brasileira a ganhar uma medalha na categoria.

Mãe drogada, Abusada, Pressionada, Simone não aguentou

A estrela das Olimpíadas teve uma vida terrível. Separada da mãe viciada, abusada sexualmente por médico do Comitê de Ginástica Norte-Americano, cobrada por recordes.

Chuva de meteoros será visível em todo o Brasil nesta madrugada

Delta Aquariidis deixará de 20 a 30 rastros luminosos cruzando o céu a cada hora durante o pico do fenômeno

Concurso público em Ribeirão Preto abrem inscrição dia 2 de agosto

Com 62 vagas, concurso contempla nove áreas para profissionais de níveis médio e superior; salários variam entre R$ 2,7 mil e R$ 5,9 mil
- PUBLICIDADE -