Início Mundo EUA: mais estados se preparam para reabrir na próxima segunda-feira (27)

EUA: mais estados se preparam para reabrir na próxima segunda-feira (27)

nas últimas cinco semanas, quase 27 milhões de empregos foram destruídos devido à desaceleração econômica.

- continua após a publicidade -

Mais de 12 estados dos EUA se preparam para reativar sua economia na próxima semana, apesar do número de infecções no país continuar a crescer com mais de 900.000 infectados e as mortes ultrapassarem 50 mil. Iowa e Mississippi foram os últimos estados a anunciar que voltarão às atividades

Reabertura

Esses estados são os últimos a se juntar a uma lista de vários que começaram a tomar medidas para revitalizar suas economias, como a Flórida, onde praias e parques foram reabertos; Minnesota, onde algumas lojas de esportes e lazer podem abrir suas portas; e Carolina do Sul e Geórgia, que praticamente levantaram restrições às atividades econômicas.

Também a partir de segunda-feira (27), o Tennessee permitirá que os restaurantes ofereçam serviço em suas instalações novamente e algumas empresas retornem à atividade, desde que sua capacidade não atinja metade do seu máximo.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Enquanto isso, neste fim de semana, a polícia está pedindo aos moradores do sul da Califórnia que evitem a tentação de ir à praia com a chegada de altas temperaturas.

arquivo pessoal

O Washington Post informou que as praias dos condados de Los Angeles e San Diego nesse estado permanecem fechadas, mas as dos condados de Ventura e Orange já foram reabertas ao público, e as de San Diego o farão na segunda-feira.

As limitações não impediram as pessoas de irem às praias, como Newport, na Califórnia, que recebeu 40.000 pessoas na sexta-feira devido à onda de calor que atingiu a área, segundo o canal local FOX 11.

A crise da saúde está causando uma grave deterioração da economia e do Escritório de Orçamento do Congresso dos EUA – CBO, em inglês – projetou nesta sexta-feira que o déficit fiscal do país triplicará para US $ 3,7 trilhões, enquanto o desemprego atingirá 16% devido à crise do COVID-19.

De acordo com a CBO, um órgão não partidário do Congresso, o déficit no final do ano fiscal de 2020 será de 3,7 trilhões de dólares, enquanto em 2021 cairá para 2,1 trilhões.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Antes da crise do coronavírus, a taxa de desemprego era de 3,8%, considerado praticamente pleno emprego; no entanto, nas últimas cinco semanas, quase 27 milhões de empregos foram destruídos devido à desaceleração econômica.

foto internet

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Coronavírus: primeira leva de ‘vacinas do Doria’ virá da China

Segundo Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, a chegada deste material é uma prioridade absoluta.

Coronavírus: UTIs administradas pelo Estado a custaram três vezes mais que as terceirizadas em SP

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de SP, chegaram a custar R$ 58 mil por dia. Isso explica muita coisa?

Ribeirão Preto tem instituto referência em terapia ABA para pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Organização oferece apoio para pacientes com atrasos no desenvolvimento intelectual, de linguagem, e também capacitação e consultoria para as pessoas envolvidas com esse público

Elei­ções: can­di­datos agora só podem ser presos em fla­grante

Já elei­tores não po­derão ser presos cinco dias antes das elei­ções, ou seja, a partir do dia 10, ex­ceto em fla­grante de­lito

Assustadora e gravíssima carta do Arcebispo Vigano a Trump

'Este momento histórico vê as forças do mal alinhadas em uma batalha sem quartel contra as forças do bem.' Entenda e compartilhe com todos