InícioMundoDonald Trump é absolvido pelo Senado dos EUA em processo de impeachment

Donald Trump é absolvido pelo Senado dos EUA em processo de impeachment

Equipe de defesa de Trump alegaou que a acusação feita pelos opositores era uma “vingança política” e “descaradamente inconstitucional”.

- continua após a publicidade -

Na tarde deste sábado (13), o Senado dos Estados Unidos absolveu o ex-presidente Donald Trump no processo de impeachment que o acusava de “incitação à insurreição”, por causa da invasão ao Capitólio em 6 de janeiro.

Os parlamentares democratas e republicanos decidiram inocentar o ex-mandatário. A decisão é definitiva e não cabe recurso.

Caso fosse condenado, ele poderia perder seus direitos políticos e ficar impedido de concorrer à Casa Branca em 2024, por exemplo.

Com a absolvição, o caminho segue aberto para que Donald Trump tente novamente a disputa pela Presidência do país.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Durante a tramitação do procedimento na Câmara e no Senado, a equipe de defesa do empresário alegava que a acusação feita pelos opositores era uma “vingança política” e “descaradamente inconstitucional”.

ARQUIVO

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Seleção feminina de futebol bate a Zâmbia e pega o Canadá nas quartas

Invictas na competição, com vitória contra a China na estreia por 5 a 0 e empate com a Holanda por 3 a 3

FMI melhora previsão de crescimento do Brasil, para 5,3% em 2021

Previsão impulsionou estimativa de alta para América Latina e Caribe

Agressor terá que pagar gastos com tratamento a animal vítima de maus-tratos

Lei que responsabiliza autor de agressões a arcar com o custeio de cuidados é sancionada

Vacina: Profissionais de saúde entre 35 e 59 anos segunda dose

Serão disponibilizadas 4 mil vagas para vacinação que acontecerá na terça-feira, dia 3 de agosto

Homem completamente vacinado, voltou da China, ficou no hotel de quarentena e quando saiu descobriram que tinha Covid

Caso ocorreu na Austrália. A diretora de saúde, Jeannette Young, disse que ele teve três testes negativos antes de sair da quarentena.
- PUBLICIDADE -