Início Mundo 15 mil cachorros mortos a partir de hoje no festival de Yulin

15 mil cachorros mortos a partir de hoje no festival de Yulin

Evento tem carne de cachorro como prato principal. Leia a matéria mas se for sensível NÃO assista ao vídeo.

- continua após a publicidade -

Apesar das novas normas que retiram cães e gatos da lista de animais para consumo na China, inicia hoje,o Festival de Yulin.

arquivo

Ativistas e organizações em defesa dos direitos animais realizaram inúmeros apelos pedindo às autoridades chinesas que o evento fosse cancelado devido à pandemia de Covid-19 e em respeito às novas normas que consideram cães e gatos como animais domésticos, mas dias antes do festival, comerciantes começaram a se reunir e a vender cães mortos e vivos.

O festival dura em média 10 dias e é realizado na cidade de Yulin, em Guangxi. Ao contrário do que muitos acreditam, o festival de carne de cachorro não é uma antiga tradição chinesa, ele foi realizado pela primeira vez em 2009.

arquivo particular
- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Estima-se que cerca de 10 a 15 mil cães sejam brutalmente mortos e consumidos anualmente. Ativistas em defesa dos direitos animais de todo o mundo, políticos e celebridades pedem a abolição do evento e o fim da tradição bárbara do consumo de cães e gatos no país.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Covid-19: governo anuncia resultado de ensaio clínico com nitazoxanida

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) concluiu o estudo clínico com o uso do medicamento nitazoxanida em pacientes na fase precoce da covid-19

#Fiqueemcasa: 42% dos brasileiros estão com menos dinheiro no bolso

E a narrativa voltara logo após as eleições, enquanto políticos, funcionários públicos tem o salário garantido, mesmo sem trabalhar.

Não falta quase nada para 2020. Fãs fazem episódio com final para ‘Caverna do Dragão’

2020 não é um ano qualquer, até isso rolou. Fãs do desenho animado adaptaram um final para trama e agora o mundo passa a ter um sentido.

Novo: “Quem não tomar vacina não deve frequentar espaços públicos”

João Amoedo, fundador do partido NOVO, defende obrigatoriedade de vacina ou impedimento de frequentar hospitais, ruas. NOVO só no nome.

O disco rígido de Hunter Biden revelou ‘Obsessões por menores’ e drogas

Grave: No Brasil muitos políticos estão presos aos chineses que através destes governam estados e cidades. Esta semana o mundo estremecera com informações vindo dos EU