Início Lazer e Cultura Projeto "Meus Doces 15 Anos" realiza sonho de debutantes carentes de Ribeirão...

Projeto “Meus Doces 15 Anos” realiza sonho de debutantes carentes de Ribeirão Preto

O projeto Meus Doce 15 Anos abre as seletivas para a edição 2020 no mês de abril.

- continua após a publicidade -

O sonho de ter uma festa de luxo de debutantes, foi realizado para 15 adolescentes carentes de  Ribeirão Preto (SP). Sob a temática “A Bela e a Fera” o projeto “Meus Doces 15 anos” realizou a quarta edição do evento que transforma os sonhos em realidade.

“Eu não sou assistencialista, sou uma agente transformadora sem pretensão. Enquanto eu puder, vou usar essa minha habilidade para transformar e facilitar a vida dessas meninas”, afirma uma das organizadoras do evento, Regina Rhodrigues.

Com um cenário lindo, presença da Fera e muita emoção, no dia 26 de outubro, o Espaço Santa Felicidade foi o palco para a valsa das quinze adolescentes. O evento teve colaboração da dupla sertaneja Marcos & Vinicius, do Conclav e do DJ Wilgner Rodrigues.

As debutantes tiveram à disposição, duas limusines, oito equipes de segurança, mais de 20 cerimonialistas, cerca de 30 fotógrafos, e aproximadamente 25 profissionais de beleza envolvidos na produção. Toda estrutura da festa teve participação de mais de 80 empresas apoiadoras do projeto.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O Projeto

Idealizado pela chef Regina Rhodrigues, o projeto saiu do papel em 2016, quando ela decidiu fazer uma festa para apenas uma debutante. “Eu e meu marido temos um buffet, que está indo muito bem, e nós queríamos devolver todo esse bem que recebemos, então decidimos fazer a festa para uma menina, mas tudo tomou proporções lindas, vários parceiros gostaram da ideia e acabamos fazendo para 15. Nesse momento nasceu o nosso projeto”, explica.

Ao todo são 180 pessoas envolvidas no Projeto Meus Doce 15 Anos. “É uma festa que se contabilizar, gira em torno de R$ 200 mil e não circula um real. Tudo é feito com doação de trabalho. Todo mundo é voluntario, não aceitamos doações em dinheiro. Só aceitamos doações de produtos e serviço, esse é um dos princípios do projeto”, comenta Regina.

As meninas que integram o projeto participam de uma seleção, realizada pela comissão organizadora do evento. Cada debutante ganha uma madrinha que fica responsável pelas necessidades de cada uma: vestido, sapato, acessórios e outros detalhes. “Nós avaliávamos todo o contexto das participantes. O local em que ela vive, questões socioeconômicas, saúde emocional, o bom relacionamento com a família. Nós visitamos essas candidatas e selecionamentos as debutantes. São 15 realidades diferentes”.

Além do direito a festa, as selecionadas recebem apoio do projeto Meus Doce 15 anos ao longo do ano, através de palestras que trabalham a estima, saúde e prevenção. Oferecemos atendimento odontológico, oftalmológico, psicológico, além dos serviços de beleza no salão. “Os vestidos e os sapatos elas também ganham, é uma recordação desse momento para elas, algo que sobressai a realidade em que elas vivem, um símbolo de que elas podem conquistar coisas que achavam ser impossíveis”, comenta.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Mais informações sobre o projeto podem ser obtidas através do perfil no Instagram: @meusdoces15anos.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Avenida Antônia Mugnatto Marincek recebe novas adequação

Via foi duplicada em mais de quatro quilômetros, recebeu ciclovia, cerca de 50 pontos de acessibilidade e nova sinalização

Construção da UPA do Ribeirão Verde tem local definido

A área institucional com 7.107 metros quadrados, além de melhor localizada, atende os requisitos necessários para construção da unidade de saúde.

INSS divulga calendário de pagamentos de benefícios em 2021

A autarquia divulgou o calendário de depósitos para todo o próximo ano.

Ministério vai buscar vacina de excelência, diz Pazuello no Congresso

Ele reafirmou que a população não será obrigada a se imunizar contra Coronavírus

Após 40 anos USP busca voluntários para testar vacina contra HIV

Estudo é desenvolvido em cooperação com instituições de outros países, 32,7 milhões morreram com a doença.