Início Lazer e Cultura Peça O Auto da Compadecida é realizada em prol de ação beneficente

Peça O Auto da Compadecida é realizada em prol de ação beneficente

- continua após a publicidade -

O Grupo TPC, Curso de teatro TPC Espaço Cultural CNA e a Fundação Dom Pedro II realizam o espetáculo O Auto da Compadecida, em prol da campanha solidária “Ajude o Neto”. A ação tem o objetivo de angariar recursos financeiros para tratamentos fisioterapêuticos do ex-aluno do Curso TPC, Manuel José da Trindade Neto, que após um acidente em 2011 ficou tetraplégico. O evento acontecerá no Theatro Pedro II, no dia 30 de agosto, às 20h30. Todo o valor arrecadado será destinado à campanha.

Após diversos tratamentos e com muito esforço, hoje, com 33 anos Neto consegue ter uma melhor qualidade de vida com os poucos movimentos do braço direito. No entanto, sem os recursos terapêuticos e equipamentos adequados é possível que os músculos atrofiem, o que pode piorar o seu quadro. Atualmente, ele precisa de quatro sessões de fisioterapia específica para a sua condição física e acompanhamento profissional adequado, que custam em torno de R$ 1500,00 mensais.

A campanha é uma iniciativa do TPC, local onde Neto fez aulas de teatro antes de sofrer o acidente que causou a lesão medular na altura do pescoço. Durante este tempo, fez muitos amigos atores, que se sensibilizaram com a causa e se uniram para a realização do espetáculo beneficente. “O Neto não é só um ex-aluno. É um amigo de longa data da casa, que já pisou no palco como ator e também atuou atrás das cortinas, nos bastidores. Essa campanha já vem sendo pensada há muito tempo, e agora que conseguimos um grade parceiro, o Theatro Pedro II, vamos apresentar um clássico para conseguir recursos que ajudarão o nosso amigo”, diz Noir Junior Evangelista, diretor do Grupo TPC.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A grande peça

Interpretado exclusivamente por atores de Ribeirão Preto/SP, o espetáculo O Auto da Compadecida, escrito por um dos mais geniais dramaturgos e romancistas brasileiros, Ariano Suassuna, vai garantir altas gargalhadas da plateia. Com dois personagens principais, João Grilo e Chicó, a história se desenrola no coração do sertão nordestino. Os amigos, mestres na arte da malandragem, para sobreviver, se envolvem em trapaças, mas em meio a tanta confusão, o que não imaginam é que terão consequências drásticas e que precisarão enfrentar o juízo final.

O valor das entradas custará R$ 50,00 inteira e R$ 25,00 meia. O local de compra será antecipada: Curso de Teatro TPC(R. Marcondes Salgado 731) e no Theatro Pedro II. A peça conta com os atores Shirley Viana, Edir Villa Real, Marlon Amaro, Ricardo Babrikowski, Sinvaldo Soares, Donizeti Figueiredo, Fabio Evangelista, Noir Júnior, Noir Evangelista, Vania Kaleda, Jefferson Rodrigo, André Luiz Deco, Gabriela Barbosa e Donizete Marabin. Iluminação: Ademir Esteves e direção de Noir Evangelista.

Serviço

Espetáculo: O Auto da Compadecida, em prol da campanha solidária “Ajude o Neto” – Classificação 12 anos

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Data: 30 de agosto, quarta-feira

Hora: 20h30

Local: Theatro Pedro II – Rua Álvares Cabral, 370, Centro, Ribeirão Preto/SP

Informações: (16) 3964-5549

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

5 milhões de doses da vacina chinesa chegam em outubro, avisa João Dória. Quem se habilita?

“Se tivermos esta terceira fase de testagem bem concluída no final do mês de outubro" Ou seja o governador chinês quer usar cobaias

Se­gre­gação: Ma­ga­zine Luiza só contratará ne­gros

Imagine uma loja dizendo “não contratamos negros, apenas brancos”. Isso é crime!, lei 7.716/89 art. 4º,§ 1º.

Lives do final de semana (19 e 20 de setembro)

Os shows presenciais e casas noturnas ainda estão proibidas, então a opção e separar a bebida e os petiscos e escolher a melhor opção

Nasce o Aliança o partido de Bolsonaro

Confira os documentos de petição e despacho. Vem ai o partido de direita que a esquerda tanto teme.

Hospital de Câncer de Ribeirão Preto inicia campanha para compra de novo mamógrafo

Equipamento atual tem mais de 10 anos e precisa de constantes manutenções que tem alto custo