Início Lazer e Cultura O vírus fica de folga até as 22 horas, depois ele volta...

O vírus fica de folga até as 22 horas, depois ele volta infectar

Ribeirão Preto que esta na fase amarela poderá abrir os bares até 22 horas, já a partir de hoje ( sexta-feira 20).

- continua após a publicidade -

Pelo plano São Paulo, Ribeirão Preto que esta na fase amarela poderá abrir os bares até 22 horas, já a partir de hoje ( sexta-feira 20).

A medida vale para os estabelecimentos localizados em regiões que estiverem há 14 dias na fase amarela do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena.

Inicialmente, o estado permitia a abertura desses estabelecimentos somente até as 17 horas.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Para funcionar, os estabelecimentos devem cumprir algumas regras definidas pela prefeitura. Entre elas, está o funcionamento com no máximo 40% da capacidade e a exigência de reservas.

Boates e eventos

Em ambos os casos, a liberação só irá ocorrer quando a cidade estiver a 28 dias completos na Fase Amarela.

Foto Divulgação
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Lives do final de semana (19 e 20 de setembro)

Os shows presenciais e casas noturnas ainda estão proibidas, então a opção e separar a bebida e os petiscos e escolher a melhor opção

Nasce o Aliança o partido de Bolsonaro

Confira os documentos de petição e despacho. Vem ai o partido de direita que a esquerda tanto teme.

Hospital de Câncer de Ribeirão Preto inicia campanha para compra de novo mamógrafo

Equipamento atual tem mais de 10 anos e precisa de constantes manutenções que tem alto custo

Quais interesses estão em jogo? Lincoln Fernandes é mais um a desistir da prefeitura

Algo estranho e forças ocultas estão agindo nos bastidores, normalmente a luta é para ser candidato, mas este ano vários abandonam o barco. A pergunta é quais interesses?

Dos 27 vereadores de Ribeirão Preto, 25 vão concorrer à reeleição

Esperamos que os próximos vereadores se preocupem mais com a cidade e seus moradores, do que em oferecer títulos e nome de ruas.