Início Lazer e Cultura Morre aos 56 anos o produtor musical C. E. Miranda

Morre aos 56 anos o produtor musical C. E. Miranda

- continua após a publicidade -
Carlos Eduardo Miranda, conhecido como Miranda, jurado do programa “Ídolos”, no SBT, morreu por volta das 20h desta quinta-feira (22) depois de sentir uma forte dor de cabeça.
O produtor musical teria sentido uma forte dor de cabeça. Em seguida foi para o quarto e sentou-se na cama, onde veio a falecer. Miranda morre aos 56 anos e deixa mulher e uma menininha recém-nascida.
Miranda ficou famoso por atuar como jurado em realities de talentos como Ídolos, Astros e Qual é o Seu Talento. Natural de Porto Alegre, ele chamou a atenção no cenário musical nos anos 1980 ao lançar grupos famosos como O Rappa, Skank e Raimundos.
No Facebook, o grupo Skank soltou um comunicado lamentando a morte do produtor musical. “O grande Carlos Eduardo Miranda foi uma figura seminal na nossa história.
- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Desespero de juízes, políticos e empresários. Vem ai a delação de Eduardo Cunha

Se­gundo Aras, Edu­ardo Cunha apre­sentou ao todo 152 anexos, porém 92 deste total não tem re­le­vância al­guma para contar na de­lação.

Carreata EI: Dia da Saúde Emocional na Escola

No próximo dia 27/09 (domingo) Ribeirão Preto vai receber Carreata EI para celebrar o Dia da Saúde Emocional na Escola.

Torcida é liberada nos estádios do Rio

O decreto cita o retorno das torcidas nos estádios em países como Rússia, Dinamarca e Suíça para embasar a liberação.

Congresso de Líderes Cristãos – CLF terá mais uma edição para países que falam o idioma português

O preletor será o Pastor sul-coreano Ock Soo Park, o seminário terá também a participação de lideranças cristãs da américa do sul e central e haverá tradução simultânea.

Sessões de cinema drive-in realizadas em Jardinópolis ampliou corrente de solidariedade

Evento que marcou a chegada da Weclix na cidade e aconteceu em prol do Projeto de Equoterapia do Haras Manoel Leão e do Fundo Social de Solidariedade de Jardinópolis, também beneficiou o Cantinho do Céu