InícioLazer e CulturaFernando Pessoa é tema do I AEAARP Cultural

Fernando Pessoa é tema do I AEAARP Cultural

- continua após a publicidade -

A Associação de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Ribeirão Preto (AEAARP) acaba de lançar o projeto AEAARP Cultural. A arquiteta e urbanista Ercília Pamplona, diretora da entidade, é a responsável pelo projeto e planejamento das atividades.

A primeira edição do AEAARP Cultural será dia 30 de maio, às 18h30, na sede da Associação. “Teremos um sarau literário e musical com a poetisa Eliane Ratier e o pianista Gustavo Molinari e elegemos o português Fernando

Pessoa como tema da primeira edição”, apresenta Ercília.
Os convidados serão recebidos com um chá da tarde e a entrada é 1 quilo de alimento não perecível para doação a alguma das entidades beneficentes cadastradas na AEAARP.

Segundo a diretora Ercília Pamplona, o AEAARP Cultural acontecerá uma vez por mês, preferencialmente às terças-feiras, sempre no final da tarde. “Queremos realizar encontros informais, de amigos e amantes da cultura e das artes para troca de informações, para aprender mais e para valorizar a produção cultural da cidade”, explica.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Os eventos serão sempre temáticos. O projeto pretende realizar atividades com artes plásticas, teatro, dança, música instrumental, canto, poesia etc.

A AEAARP tem incrementado o relacionamento com a comunidade, além de lançar novos projetos. O objetivo é ampliar sempre o relacionamento com a cidade.

“A AEAARP é uma entidade que ao longo de sua história sempre debateu os problemas da cidade e sempre acompanhou o desenvolvimento de Ribeirão Preto em todas as áreas. Hoje, como uma entidade sólida, entendemos que devemos trazer a comunidade para dentro de nossa entidade. Por isso, o AEAARP Cultural é mais uma oportunidade de conversarmos com novos públicos”, disse o engenheiro Carlos Eduardo Alencastre, presidente da Associação.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

A verdade que não contam: As picadas ainda estão em testes?

Aprovada pela ANVISA, a bula informa que os estudos do medicamento aplicado, serão conhecidos apenas em 2023. Desta forma é experimental ou não?

AstraZeneca e Janssen têm novo efeito colateral descoberto

Fraqueza nos braços e pernas, formigamentos, dormências, dores ou perda da sensação de dor, além de problemas nos sistemas urinário e digestivo.

Depois da maioria picada os casos explodem em todo mundo

Confira o resumo da aplicadas no Brasil e confira a diferença entre algo efetivo e outro ainda em estudo

Chuvas deixam 45 mil desalojados e 6,6 mil desabrigados em Minas

Nas últimas 24 horas foram registrados 10 mil desalojados

Não Me Perturbe tem quase 10 milhões de cadastros

Cansado de ligações chatas, mecanismo bloqueia chamadas de telemarketing
- PUBLICIDADE -