InícioLazer e CulturaDocumentário “Ouvidores de Vozes” gravado em Ribeirão Preto estreia no Canal Futura

Documentário “Ouvidores de Vozes” gravado em Ribeirão Preto estreia no Canal Futura

- continua após a publicidade -

O documentário “Ouvidores de Vozes” que acompanha a realidade vivida por pacientes que ouvem vozes e estão em tratamento psiquiátrico no sistema de saúde e suas histórias de superação, gravado no CAPS III, em Ribeirão Preto, será exibido no Canal Futura, no próximo dia 22 de junho, às 21h00.

Do diagnóstico médico até as crenças religiosas das famílias, o documentário busca compreender o que leva estas pessoas a ouvirem vozes que ninguém mais escuta.

“Ouvidores de vozes” é uma produção fruto da parceria entre o Canal Futura e a L4 Filmes.

A pré-estreia em Ribeirão Preto, com duas exibições acontecem dia 20 de junho, às 16h, no auditório do Centro de Referência, e às 19h no Cine Clube Cauim, rua São Sebastião, 920.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve

Vereador esquerdista que defende mulheres deve cumprir medida protetiva com a ex-namorada

a vítima se sente perseguida e agredida moralmente e psicologicamente pelo autor

“Funcionário” recebe R$ 22 mil por mês da Câmara para estudar Direito na USP em período integral

Trabalhar por que? Se nem os vereadores fazem isso, o O acadêmico em questão é Saulo Wellington Marchiori Magron, lotado no cargo de agente de administração
- PUBLICIDADE -