InícioLazer e Cultura“Concertos Internacionais” apresenta homenagem a Astor Piazzolla

“Concertos Internacionais” apresenta homenagem a Astor Piazzolla

Concerto será transmitido no dia 23 de outubro, às 19h, como parte das comemorações de 91 anos do Theatro Pedro II

- continua após a publicidade -

Concerto será transmitido no dia 23 de outubro, às 19h, como parte das comemorações de 91 anos do Theatro Pedro II

Após ter a fachada iluminada em tons de vermelho e amarelo, cores símbolo de sua arquitetura, o Theatro Pedro II realiza a apresentação da série “Concertos Internacionais” para reforçar as comemorações pelos seus 91 anos, completados no último dia 8 de outubro.

arquivo

O concerto traz em seu repertório uma homenagem ao compositor argentino Astor Piazzolla, que faleceu em 4 de julho de 1992, aos 71 anos. Suas obras terão a regência de Reginaldo Nascimento e participação dos solistas convidados Norberto Vogel e Matias Nieva.

O complexo arquitetônico do Theatro Pedro II é um dos principais patrimônios culturais e históricos da cidade, sendo referência dos ribeirão-pretanos e considerado o terceiro maior teatro de ópera do Brasil. Já a Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto é a mais antiga em atividade ininterrupta no país.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A transmissão do espetáculo será pelos canais do Youtube do Theatro Pedro II, da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto e da Prefeitura Municipal.

91 anos de história

Inaugurado em 8 de outubro de 1930, no apogeu do ciclo do café, pelos barões daquela época, cerca de duas mil pessoas assistiram a apresentação do filme “Alvorada do Amor” no Theatro Pedro II que, durante 30 anos, foi o principal polo cultural de Ribeirão Preto.

Entre os anos de 1950 e 1970, o subsolo foi o local dos grandes bailes de carnaval da cidade, além de ser utilizado como sala de jogos, ficando conhecido como “Caverna do Diabo”. O Theatro também contava com passagens secretas utilizadas por membros da alta sociedade que se hospedavam nos hotéis ao lado do prédio.

FOTO ARQUIVO

O declínio do Theatro começou a partir da década de 70, com seu arrendamento. Após uma reforma que descaracterizou totalmente sua estrutura original, se transformou em cinema.

A data de 15 de julho de 1980 jamais será esquecida. Durante a exibição do filme “Os Três Mosqueteiros Trapalhões”, um incêndio devastou o Theatro Pedro II, destruiu a cobertura e comprometeu sua estrutura. No dia 7 de maio de 1982, o prédio foi tombado pelo Condephaat após campanhas pedindo a preservação do patrimônio.

Em maio de 1991, iniciou-se a primeira etapa de restauração e modernização do Pedro II. Na fase de reforma, a cúpula metálica da plateia principal foi reconstruída pela artista plástica Tomie Ohtake, que criou o lustre de cristal “Gota D’água”, além do rebaixamento da caixa cênica em seis metros. A reforma durou cinco anos e o restauro das características arquitetônicas originais recuperaram o Pedro II, ampliando suas funções.

Em agosto de 1996, um concerto da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto com o Coral do Teatro Colón, de Buenos Aires, marcou a reinauguração do Theatro Pedro II com a apresentação da ópera O Guarani e a Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven, respectivamente sob regência dos maestros Roberto Minczuk e Isaac Karabtchevsky, além da presença do tenor solista Fernando Portari.

Norberto Vogel

Iniciou seus estudos musicais muito novo. Teve aulas com os mais importantes maestros argentinos, como Pedro Aguilar, Juan Carlos Cirigliano, Beatriz Tabares, Santiago Giacobbe e Héctor Zeoli.

Em 1991 foi bolsista na Universidad Hebrea, em Jerusalém, onde aprofundou seus estudos na Academia Rubín e se formou em piano, arranjo e composição especializada em Jazz e música contemporânea, obtendo os títulos de Bacharel e Mestre em Música. Em 1999, voltou para Buenos Aires e estudou bandoneon com Néstor Marconi, Osvaldo Montes, entre outros. Desde 2000, participa de inúmeros grupos de tango, como pianista, bandoneonista e arranjador.

arquivo

Acompanhou diversos cantores como, por exemplo, Jairo, Cecilia Milone, María Volonté, Raul Lavie, Susana Rinaldi, Dani Martin, Alberto Podestá, Alba Solis, Tito Reyes, Guillermo Galvé, Néstor Fabián e Violeta Rivas, Abel Cordoba, Maria Garay, Juan Carlos Godoy, Oscar Ferrari, Carmen Flores, Néstor Rolán, e outros.

Realizou várias turnês internacionais com seus grupos de tango – “Quinteto Típico Buenos Aires”, “Milongueros viejos” e “Funyi tango trio” – e também como músico convidado de outros grupos e orquestras – nestas, como solista de bandoneon – levando o gênero musical e seus arranjos para Austrália, Nova Zelândia, Escandinávia, Europa, Costa Rica, Israel, Estados Unidos e outros.

Escreve arranjos de tango para distintos grupos musicais na Argentina e em outros países do mundo, como Porto Rico, Reino Unido, Canadá, Suíça, Alemanha, Japão, China, Turquia e México.

Faz parte de vários projetos musicais, entre eles gravações e produções independentes em seu estúdio.

Matias Nieva

Um dos músicos mais versáteis e ativos do cenário musical ibero-americano, improvisador, solista internacional, fundador e criador do Trumpet Fest Argentina, empreendedor digital pioneiro no ensino de trompete online.

Participou de diversos grupos, como Orquestra Estável do Teatro Argentino de La Plata, Orquestra Sinfônica Nacional Argentina, Orquestra Estável do Teatro Colón, OLV (Orquestra de Sopros Latino-americana Manizales (Colômbia), Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto Orquestra (Brasil), dentre outros.

Fez parte de diversos musicais, dentre eles, Sweeney Todd (2010), The Sound Of Music (2011), My Fair Lady (2013), Chicago (2013), Company (2013), Ghost The Musical (2015), Shrek The Musical (2015), Sunset Boulevard (2018), Bang on a Can (Nova York), Lontano (Londres), Lucilin Ensamble (Luxemburgo) entre muitos outros.

Também atua como professor em vários festivais e áreas de ensino, BACHFEST Cochabamba – Bolívia, FIM (Festival Internacional de Música) Loja – Equador, UNASP Universidade Adventista de Hortolândia – Brasil, Festival de Trombeta – Chile, Festival de Trompete do Vale do Itajaí – Brasil, Workshop USP (Universidade de São Paulo) – Brasil, Festival de Trompete de Jazz – Brasil e Festival Internacional de Trompete de Rafael Mendez – México.

Após 20 anos de experiência como professor, teve a iniciativa de inovar e criar o curso de trompete mais completo que existe no mercado. Dando assim, oportunidade a todas as pessoas de terem conhecimento sobre trompete e de tocar este instrumento com grande facilidade.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Governo do Estado Tarcisio Distribuirá 50 Milhões de Litros de Leite em 2024 para Combater Anemia

O Governo do Estado de São Paulo, sob a gestão de Tarcísio de Freitas, anunciou um reforço significativo no programa Vivaleite, que visa combater...

Escolas de SP Podem Manifestar Interesse no Programa de Unidades Cívico-Militares

Com base nos critérios e na importância do programa, é desejável que a Prefeitura de Ribeirão Preto participe ativamente e manifeste interesse em incluir ao menos duas unidades escolares no programa cívico-militar.

Eleições 2024: É hora de buscar informações sobre os candidatos

Operação Sevandija e o Deputado Léo Oliveira: Acusações e Desdobramentos

Brasil Passa dos 1,8 Milhões de Casos de Dengue

O Brasil está enfrentando um surto de dengue sem precedentes, com mais de 1,8 milhão de casos registrados apenas nas primeiras onze semanas de 2024.

🎨 Mostra Coletiva Reúne Oito Artistas Plásticos de Ribeirão Preto 🎨

A partir do dia 28 de junho, a Pafil Empreendimentos sediará uma exposição especial com obras de oito talentosos artistas de Ribeirão Preto. @pafilempreendimentos
- PUBLICIDADE -