InícioLazer e CulturaCentro Cultural Palace recebe exposição fotográfica “Devir”

Centro Cultural Palace recebe exposição fotográfica “Devir”

- continua após a publicidade -

No dia 18 de dezembro, às 18h, o Centro Cultural Palace abre as portas para a exposição fotográfica do artista brasileiro Wanderson Alves. Intitulada “Devir”, a mostra ficará aberta ao público até o dia 5 de janeiro de 2019.

Wanderson Alves é fotografo pós-graduado em Filosofia Contemporânea e Fotografia. Atualmente faz Mestrado em Estética e Estudos Artísticos – Fotografia e Cinema – na Universidade Nova de Lisboa, em Portugal.

O trabalho do artista foi publicado no livro Arte Brasileira na Contemporaneidade. Wanderson também participou de diversas exposições individuais e coletivas, entre as quais: Cidade (Re)Velada, em 2014 na cidade de Phoenix, Arizona USA, onde também realizou Residência Artística, através de uma parceria com o Phoenix Institute of Contemporary Art (PHICA). Na sequência, uma das fotografias de Wanderson foi escolhida para fazer parte do acervo permanente do Mesa Contemporary Arts Museum.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Devir” por Ted G. Decker
Ted G. Decker, diretor, curador e cofundador do Instituto Phoenix de Arte Contemporânea, nos Estados Unidos, descreve da seguinte maneira o trabalho do fotografo brasileiro:

Em “Devir”, Wanderson Alves expõe e partilha a sua visão pessoal do conceito filosófico de “tornar-se” – em evolução pessoal – com a apresentação de fotos que entrelaçam sentimentos pessoais, com experiências de vida e ideias filosóficas, que acabam por resultar em ricas tapeçarias fotográficas.

Formalmente, Wanderson Alves utiliza, com habilidade, processos fotográficos tradicionais a partir de preferências pessoais e de anos de experiência em trabalhos com agências fotográficas comerciais no Brasil. Os seus tons de preto são ricamente profundos, expressando a profundidade da solidão e de mundos interiores, enquanto definem e moldam a imagem geral. Os tons de cinza são requintados e proporcionam ao espectador a passagem para zonas intermédias – que ficam entre extremos e incongruências, paixão e angústia, amor e perda, e aquele espaço limiar onde a maioria das coisas acontece na vida, de onde a maioria dos sentimentos emana, onde a maioria dos pensamentos é desencadeada.

Wanderson Alves oferece ao espectador a oportunidade de se distanciar da informação tão amplamente difundida, quanto muitas vezes falsa, oriunda das cadeias noticiosas, que nos chega 24 horas por dia e também do bombardeamento implacável e pouco genuíno das inflacionadas afirmações bidimensionais que a Publicidade nos transmite sobre o que entende ser o belo.

O caminho para o “DEVIR” pode ser árduo, doloroso e frustrante, mas também esclarecedor e abençoado, o que constitui a recompensa de se correr riscos.

“Devir” por Marcos Pizano
O jornalista e consultor, Marcos Pizano, também escreveu sobre o projeto de Wanderson Alves:

As narrativas visuais do artista, em constante processo de pesquisa, buscam estimular a reflexão do público por intermédio de uma poética singular e de uma linguagem sofisticada.

Esta jornada imprime em cada imagem um instigante mistério: o desvelar sem descrever. É o registro do profundo desconforto do olhar sobre o inefável, com a lente da arte, que provoca um atraente estranhamento nas suas imagens.

Serviço
Exposição fotográfica “Devir”

Data: 18/12/18 a 05/01/19
Local: Centro Cultural Palace – Rua Álvares Cabral, 322
Entrada gratuita

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Prefeitura inaugura duas novas escolas de educação infantil

Uma Unidade conta com 319 vagas, sendo 135 para crianças e outra para receber 420 alunos

João Rock anuncia 19ª edição para 11 de junho de 2022

Evento apresentará line-up e iniciará pré-venda de ingressos no dia 26 de outubro

Prainha de Rifaina reabre dia 03 de Novembro

Fechada desde março de 2020, afetou o turismo e comercio, obrigando muitos fecharem em definitivo.

Bolsonaro cria auxílio gás para famílias carentes

Saiba quem tem direito ao beneficio e como solicitar.

Como sempre turminha do PT usam retorica e chama vereadores de ‘machista, racista e elitista’

Por ser mulher e do PT a vereadora exige que seus projetos caminhem mais rápido do que os demais. Com salario e mordomia que recebe ela não faz parte da elite?
- PUBLICIDADE -