InícioLazer e Cultura6º Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo no SESC

6º Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo no SESC

- continua após a publicidade -

Ciclo de exibições e bate-papos que abrangem o cinema suíço contemporâneo, nesta edição, com foco especial em coproduções. Realização: Sesc, Consulado Geral da Suíça em São Paulo e Centro Cultural Banco do Brasil.

Terça-feira, 12/07 – Do Outro Lado do Mar
De l’Autre Côté de la Mer. Dir. Pierre Maillard / ficção / 110 min
Para fugir dos fantasmas do passado, um ex-fotógrafo de guerra que mora na Itália, em meio a oliveiras, tira apenas fotos de árvores. Um dia, decide atravessar o mar de barca e chega à Albânia, no lugar onde fez sua última imagem de guerra. Lá, encontra uma árvore, e quando está prestes a fotografá-la descobre uma moça escondida. O amor da garota foi morto pelos irmãos – a história comove o fotógrafo, que decide acompanhá-la na fuga do trauma.
Galpão. 100 lugares.

Quinta-feira, 14/07 – Sessão de Curtas
O Bloco (Dir. Nadine Boller / doc / 10 min);
Dada (Dir. Anka Schmid / exp / 6min.);
Intervalo (Dir. Aude Sublet / doc / 27 min.);
Moriom (Dir. Mark Olexa, Francesca Scalisi / doc / 12 min.);
O Pasto (Dir. Jela Hasler / doc / 9 min.);
Quase Documentário (Dir. Marco Arrigoni / ficção / 26 min.);
Rebobine (Dir. Frédéric Mermoud/ doc / 13 min.)
Diversos diretores | Ficção, Documentário, Experimental – 103 min.

Sexta-feira, 15/07 – Em Busca de Borges
Os escritos do autor argentino Jorge Luis Borges mergulham um homem em um périplo entre as cidades de São Paulo, Buenos Aires e Genebra. As obras o conduzem à fronteira entre a realidade e a evocação, entre a coisa e a palavra, entre o ser e o símbolo, entre a vida e a morte.
Dir. Cristiano Burlan | Suíça/ Brasil | Ficção.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Domingo, 17/07 – Em Busca De Borges
Em Busca De Borges. Dir. Cristiano Burlan / ficção / 85 min
Os escritos do autor argentino Jorge Luis Borges mergulham Henrique em um périplo entre as cidades de São Paulo, Buenos Aires e Genebra. As obras o conduzem à fronteira entre a realidade e a evocação, entre a coisa e a palavra, entre o ser e o símbolo, entre a vida e a morte.
Galpão. 100 lugares.

Terça-feira, 19/07 – A Andorinha
Die Schwalbe. Dir. Mano Khalil / ficção / 102 min
Mira, uma jovem suíça em busca de suas raízes, viaja para o Curdistão iraquiano, onde encontra terrorismo, crimes de guerra e justiça popular – mas também amor. A Andorinha descreve duas tragédias de vida: quando os desejos não se realizam e quando se realizam de fato. Uma jornada pelas paisagens estonteantes do Curdistão e pela realidade política conflituosa da região. O filme traz uma nova perspectiva quanto ao assunto.
Galpão. 100 lugares.

Quinta-feira, 21/07 – A Andorinha
Die Schwalbe. Dir. Mano Khalil / ficção / 102 min
Mira, uma jovem suíça em busca de suas raízes, viaja para o Curdistão iraquiano, onde encontra terrorismo, crimes de guerra e justiça popular – mas também amor. A Andorinha descreve duas tragédias de vida: quando os desejos não se realizam e quando se realizam de fato. Uma jornada pelas paisagens estonteantes do Curdistão e pela realidade política conflituosa da região. O filme traz uma nova perspectiva quanto ao assunto.
Galpão. 100 lugares

Sexta-feira, 22/07 – Sessão Filmar
Muchachas (Dir. Juliana Fanjul /documentário / 64 min.);
Histórias maternas (Histories maternelles / Dir. Anouk Dominguez-Degen / documentário / 28 min.).

Domingo, 24/07 – Sessão de Curtas
Galpão. 100 lugares.

Domingo, 24/07 – O Milagre de Tekir
Le Miracle de Tekir. Dir. Ruxandra Zenide/ Ficção /88 minutos
A solteira Mara misteriosamente ficou grávida, o que representa um problema para seus companheiros, moradores da pequena vila de pescadores no delta do Danúbio. Expulsa de sua aldeia, Mara encontra emprego no Hotel Spa Tekir, onde as mulheres inférteis são tratadas com a lama sagrada do Danúbio.
Galpão. 100 lugares.

Terça-feira, 26/07 – Mulheres Selvagens
Wild Women – Gentle Beasts. Dir.Anka Schmid / doc / 96 min
Namayca, Carmen, Nadezhda, Aliya e Anosa, domadoras de animais de diferentes países, brilham sob os holofotes enquanto lutam por suas vidas nos bastidores. Trabalhadoras e sorridentes, as artistas de circo revelam sua paixão pelos animais selvagens e pela profissão extraordinária: uma rotina cheia de dedicação e disciplina em meio a um perigo mortal. No documentário, Anka Schmid acompanha o cotidiano das mulheres de perto, pintando um retrato honesto das domadoras.
Galpão. 100 lugares.

Domingo, 31/07 – Muchachas + Histórias Maternas
Muchachas (Muchachas. Dir. Juliana Fanjul / doc / 64 min.)
A morte de minha avó me traz de volta à Cidade do México, onde está o apartamento que tenho de desmontar e onde nunca tinha sentido como é injusta a relação que temos com as empregadas domésticas. Até que ponto eu também fui responsável pela invisibilidade dessas mulheres, que estiveram sempre ao meu redor?

Histórias Maternas (Histoires Maternelles.Dir. Anouk Dominguez-Degen / doc / 28 min.)
O filme é uma viagem introspectiva que toma como ponto de partida o acervo de filmes domésticos da família da cineasta. Anouk lida com temas como a intimidade, as palavras e o silêncio, usando-se desses aspectos para investigar os vários lados do chamado “instinto’”.

Galpão. 100 lugares.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

A economia a “gente vê depois” leva mais de 2 milhões a extrema pobreza

Pelo menos 2 milhões de famílias brasileiras tiveram a renda reduzida e caíram para a extrema pobreza entre janeiro de 2019 e junho deste...

Quem foi vacinado com coronavac continua proibido de entrar em países que aceitam turistas

A santa medicação do Doria, continua proibida em vários países que já abriram suas fronteiras. E como ficam os imunizados que precisam viajar?

‘Sofrimento global’ faz buscas por ajuda emocional e prevenção ao suicídio aumentarem

Psicológicos relatam aumento de transtornos alimentares e psicológicos na pandemia e falam em ‘crises potencializadas’; Centro de Valorização da Vida registrou 147 mil atendimentos a mais apenas em 2020

Dirigente do Botafogo esquece a tradição e coloca o time entre os da várzea

Agora a torcida vai precisar trocar os bumbos e tambores por rosário, bíblia e agua benta, se não quiser estar ao lado do Leão

Governo federal anuncia dose de reforço para profissionais de saúde

Aplicação extra ocorrerá a partir de seis meses da imunização completa
- PUBLICIDADE -