InícioEsportesCiclismoRodrigo do Nascimento é tetracampeão Brasileiro de Ciclismo

Rodrigo do Nascimento é tetracampeão Brasileiro de Ciclismo

- continua após a publicidade -

Rodrigo do Nascimento conquistou, no último domingo (1º), mais um expressivo resultado para a Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde/Klabin/SME). Especialista em Campeonatos Brasileiros, ele mais uma vez sagrou-se campeão da prova de Estrada mais importante da temporada, disputado em Maringá. Esta foi a quarta conquista do ciclista na competição, sendo duas no Contrarrelógio e duas na Estrada.

O ribeirãopretano terminou a corrida em 3h53m56s e venceu uma acirrada disputa contra Alessandro Ferreira Guimarães (Rio de Janeiro) e Fernando Augusto Finkler (Florianópolis), vice-campeão e terceiro colocado respectivamente.

A festa foi maior ainda devido ao rendimento da Equipe como um todo. Foram sete ciclistas de RP entre os 10 primeiros colocados. Alan Maniezzo foi o quarto, Rodrigo Melo o quinto, Maurício Knapp o sétimo, Leonardo Finkler o oitavo, Cristian Egídio o nono, e Rafael Andriato o décimo colocado. A São Francisco Saúde/Klabin/SME pedalou forte.

“O Rodrigo tem a tradição de se preparar muito para Brasileiros e alcança sempre resultados muito expressivos e importantes. Foi uma prova duríssima, de ritmo muito forte, mas ele estava bem. A experiência dele ajuda demais nestes momentos e no fim ele conquistou mais um título nacional”, celebrou o técnico Marcelo Donnabella.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Rodrigo do Nascimento é, inclusive, responsável por boa parcela das conquistas da Equipe na competição mais importante do Brasil. Ao todo, Ribeirão Preto soma, após a edição de 2018, 19 medalhas em edições do Campeonato Brasileiro. Sete são dele, sendo quatro medalhas douradas. Duas no Contrarrelógio e duas na prova de Estrada.

Em 2013, primeiro ano com a camisa do time, Rodrigo sagrou-se Campeão Brasileiro na Estrada. Seu segundo título nacional, já que em 2009 havia vencido o Contrarrelógio por outra equipe. Em 2016, conquistou o título pela terceira vez, a segunda por Ribeirão, novamente no Contrarrelógio. Agora, em 2018, fatura seu quarto título nacional.

O ribeirãopretano é o único ciclista na história do país a “unificar” os títulos brasileiros nas duas modalidades. Além das conquistas douradas em 2013, 2016 e 2018, tem duas prata (2014 e 2017) e dois bronzes (2013 e 2015).

Mais pódios

Além do ouro conquistado por Rodrigo do Nascimento, Ribeirão Preto ainda faturou outras três medalhas. Uma prata com Cristian Egídio na prova de Contrarrelógio, e outros dois vice-campeonatos na categoria Sub-23, com Leonardo Finkler, na prova de Estrada e no Contrarrelógio.

A Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto tem como patrocinadores a São Francisco Saúde, Klabin, SOUL Cycles e Usina Batatais, copatrocinadores a Passaredo e AOO Energia e o apoio da Ourofino Agrociência, Santa Helena/Cuida Bem, Ourofino Saúde Animal, Líber Capital, Passalacqua, Sesamm, Samar, NTC, Riberball, Hotel Nacional, Botafogo Futebol Clube e Prefeitura de Ribeirão Preto.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Nós já avisamos que aconteceria: 72 casos de hepatite sem motivos no Brasil

Análises reúnem pacientes de dois meses a 16 anos; principais sintomas apresentados são pele e olhos amarelados, febre, vômito e dor abdominal. É só o começo dos efeitos da picada

Maior investidor da bolsa brasileira alerta: “Magazine Luiza vai quebrar”

Quem lacra lucra? : Lulista Magazine Luiza esta sentindo falta das tetas do governo e pode Quebrar. Triste

O nosso adeus a Miguel Liporassi

Ribeirão Preto perde Miguel Liporassi: Não era polêmico nem agressivo, era respeitado pela qualidade, voz e equilíbrio nos comentários. E pela postura com os colegas, leal, ficava longe das intrigas de bastidores.

PREVISÕES DO TAROT EM JULHO DE 2022

As previsões para Julho de 2022, trazem transformação nas finanças, amor, relação familiar

Vice de Lula tem novamente bens bloqueados pelo Ministerio Publico

Justiça Eleitoral determina bloqueio de R$ 11,3 milhões em bens de Geraldo Alckmin no caso Odebrech
- PUBLICIDADE -