Início Esportes Ciclismo Rodrigo do Nascimento é tetracampeão Brasileiro de Ciclismo

Rodrigo do Nascimento é tetracampeão Brasileiro de Ciclismo

- continua após a publicidade -

Rodrigo do Nascimento conquistou, no último domingo (1º), mais um expressivo resultado para a Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde/Klabin/SME). Especialista em Campeonatos Brasileiros, ele mais uma vez sagrou-se campeão da prova de Estrada mais importante da temporada, disputado em Maringá. Esta foi a quarta conquista do ciclista na competição, sendo duas no Contrarrelógio e duas na Estrada.

O ribeirãopretano terminou a corrida em 3h53m56s e venceu uma acirrada disputa contra Alessandro Ferreira Guimarães (Rio de Janeiro) e Fernando Augusto Finkler (Florianópolis), vice-campeão e terceiro colocado respectivamente.

A festa foi maior ainda devido ao rendimento da Equipe como um todo. Foram sete ciclistas de RP entre os 10 primeiros colocados. Alan Maniezzo foi o quarto, Rodrigo Melo o quinto, Maurício Knapp o sétimo, Leonardo Finkler o oitavo, Cristian Egídio o nono, e Rafael Andriato o décimo colocado. A São Francisco Saúde/Klabin/SME pedalou forte.

“O Rodrigo tem a tradição de se preparar muito para Brasileiros e alcança sempre resultados muito expressivos e importantes. Foi uma prova duríssima, de ritmo muito forte, mas ele estava bem. A experiência dele ajuda demais nestes momentos e no fim ele conquistou mais um título nacional”, celebrou o técnico Marcelo Donnabella.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Rodrigo do Nascimento é, inclusive, responsável por boa parcela das conquistas da Equipe na competição mais importante do Brasil. Ao todo, Ribeirão Preto soma, após a edição de 2018, 19 medalhas em edições do Campeonato Brasileiro. Sete são dele, sendo quatro medalhas douradas. Duas no Contrarrelógio e duas na prova de Estrada.

Em 2013, primeiro ano com a camisa do time, Rodrigo sagrou-se Campeão Brasileiro na Estrada. Seu segundo título nacional, já que em 2009 havia vencido o Contrarrelógio por outra equipe. Em 2016, conquistou o título pela terceira vez, a segunda por Ribeirão, novamente no Contrarrelógio. Agora, em 2018, fatura seu quarto título nacional.

O ribeirãopretano é o único ciclista na história do país a “unificar” os títulos brasileiros nas duas modalidades. Além das conquistas douradas em 2013, 2016 e 2018, tem duas prata (2014 e 2017) e dois bronzes (2013 e 2015).

Mais pódios

Além do ouro conquistado por Rodrigo do Nascimento, Ribeirão Preto ainda faturou outras três medalhas. Uma prata com Cristian Egídio na prova de Contrarrelógio, e outros dois vice-campeonatos na categoria Sub-23, com Leonardo Finkler, na prova de Estrada e no Contrarrelógio.

A Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto tem como patrocinadores a São Francisco Saúde, Klabin, SOUL Cycles e Usina Batatais, copatrocinadores a Passaredo e AOO Energia e o apoio da Ourofino Agrociência, Santa Helena/Cuida Bem, Ourofino Saúde Animal, Líber Capital, Passalacqua, Sesamm, Samar, NTC, Riberball, Hotel Nacional, Botafogo Futebol Clube e Prefeitura de Ribeirão Preto.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Drive trhu para arrecadação de alimentos será neste final de semana

Os governantes criam a fome e agora querem ajudar a minimizar, se você pode ajudar, faça diretamente sem politicagem.

CoronaVac: Cientistas divulgam relatório e alertam “países que utilizam não conseguirão conter a Covid-19”

Um estudo da Universidade do Chile revelou ser apenas 3% eficaz após a primeira dose, aumentando para 56,5% duas semanas após a segunda.

Em Barretos quem manda é o prefeito e peita o ditador de SP

Barretos libera abertura de lojas, academias, salões de beleza, bares e restaurantes na fase vermelha

CPI da Covid vai investigar Presidente, Governadores e prefeitos

Por vontade do STF a investigação seria apenas contra o presidente, mas os estados e municípios foram incluídos. Mais uma pizza com dinheiro publico.

Trecho da av. Independência será interditado nesta quarta (14)

Bloqueio será realizado para as obras do corredor Norte-Sul 2 e 3, pelo programa Ribeirão Mobilidade
- PUBLICIDADE -