Início Esportes Ribeirão Preto é vice-campeã dos Jogos Regionais com 237 medalhas

Ribeirão Preto é vice-campeã dos Jogos Regionais com 237 medalhas

A campeã foi Franca, que conquistou 297 pontos, com Araraquara terminando em terceiro lugar, somando 275 pontos.

- continua após a publicidade -

Terminaram no último sábado, dia 27 de julho, as disputas dos 63º Jogos Regionais, realizados em Franca/SP. Durante 11 dias, os mais de 500 atletas de Ribeirão Preto fizeram bonito levando as cores da cidade ao lugar mais alto do pódio em diversas modalidades.

A delegação ribeirão-pretana conquistou 237 medalhas, sendo 111 de ouro, 71 de prata e 55 de bronze, o que representa um aumento de 21,6% em relação às 194 medalhas conquistadas nos Jogos Regionais de 2018, em Matão/SP.

O secretário de Esportes de Ribeirão Preto, Ricardo Aguiar, ressaltou que o resultado de Ribeirão Preto nos Jogos Regionais reflete o trabalho realizado pela Secretaria de Esportes em fomentar a prática esportiva na cidade.

DIVULGAÇÃO

“Quando assumimos a Secretaria, começamos a reorganizar nossas atividades, principalmente a nossa base. Com organização, suporte de todos os funcionários da Secretaria de Esportes, oferecemos aos nossos atletas a melhor condição para eles competirem, e o resultado aparece em mais uma edição dos Jogos Regionais. Em 2018, voltamos aos Jogos e terminamos em terceiro lugar e, neste ano, fomos vice-campeões. Que venha 2020”, afirmou Ricardo Aguiar.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Somando as conquistas, Ribeirão Preto ficou com o vice-campeonato dos Jogos Regionais, com 294 pontos. Por três pontos de vantagem, a campeã foi Franca, que conquistou 297 pontos, com Araraquara terminando em terceiro lugar, somando 275 pontos.

Disputando 45 modalidades, com equipes femininas, masculinas e mista, Ribeirão Preto foi campeã em 20 modalidades, em sete ficou com o vice-campeonato e quatro em terceiro lugar. As conquistas de primeiro lugar foram 25% maiores que em 2018, quando as equipes da cidade venceram em 16 modalidades.

Grande destaque para a categoria sub-20. Com a participação de 14 equipes, Ribeirão Preto conquistou 10 títulos, um crescimento de 66,6% em relação a 2018, com seis conquistas. Além disso, ficou em primeiro na soma geral dos pontos, com 107, seguida por Franca, com 88 e, em terceiro, Sertãozinho, com 41 pontos conquistados.

“Devemos destacar a atuação das nossas equipes da base que fizeram bonito nos Jogos Regionais. Um dos nossos objetivos é formar atletas que possam competir no alto rendimento e isso passa por uma base forte. O resultado dos Jogos Regionais mostra que estamos no caminho certo, pois o resultado da nossa base já é realidade e orgulho de Ribeirão Preto”, concluiu Ricardo Aguiar.

DIVULGAÇÃO

Os 63º Jogos Regionais tiveram a participação de 55 municípios que levaram cerca de 5,5 mil atletas para competirem com um único objetivo, lutar pela medalha de ouro. A competição também contou com a participação de cerca de 300 árbitros e juízes.

Resultados
Ribeirão Preto faturou o título de campeã no Atletismo Feminino, Atletismo Feminino Paralímpico, Badminton Feminino sub-20 e Masculino sub-20, Basquete Feminino sub-20, Ciclismo Masculino e Feminino, Damas Mista, Futebol Masculino sub-20, Ginástica Artística até 14 anos, Handebol Masculino sub-20 e Feminino sub-20, Natação Masculino e Feminino, Tênis Feminino sub-20 e Masculino sub-20, Tênis de Mesa Masculino e Feminino e Xadrez Masculino sub-20 e Feminino.

Com o vice-campeonato ficaram as equipes do Atletismo Masculino Paralímpico, Capoeira Feminino, Futebol Feminino, Judô Feminino, Karate Feminino, Natação Paralímpica Feminino e Vôlei de Praia Feminino.

Em terceiro lugar as equipes de Capoeira Masculino, Ginástica Rítmica até 14 anos, Taekwondo Feminino e Vôlei Feminino sub-20. Mesmo sem troféu, destaque para as equipes que ficaram com a quarta colocação e ajudaram Ribeirão Preto a conquistar o vice-campeonato dos Jogos Regionais, como o Atletismo Masculino, Futsal Masculino, Judô Masculino, Karate Masculino, Taekwondo Masculino e Vôlei Masculino sub-20.

As modalidades disputadas foram o Atletismo, Badminton, Basquete, Biribol, Bocha, Capoeira, Ciclismo, Damas, Futebol, Futsal, Ginástica Artística e Rítmica, Handebol, Judô, Karatê, Malha, Natação, Taekwondo, Tênis, Tênis de Mesa, Vôlei, Vôlei de Praia e Xadrez, além do skate como modalidade demonstração. Já para os atletas com deficiência, foram o Atletismo e Natação.

divulgação

Jogos Regionais


Os Jogos Regionais são disputados pelas representações municipais do Estado de São Paulo. Realizados anualmente no mês de julho, coincidem com as férias escolares para que as escolas possam ser utilizadas como alojamentos ou até como instalações esportivas.

Os Jogos tiveram início em 1950, na cidade de Presidente Prudente, com a finalidade de revelar novos talentos. Desde aquela época, os campeonatos realizados em algumas regiões paulistas evoluíram e se tornaram eliminatórios para os Jogos Abertos do Interior. A denominação oficial de Jogos Regionais só foi instituída em 1956.

A partir de 1988, os Jogos Regionais passaram a ser realizados por regiões esportivas. Atualmente, as competições são realizadas em oito regiões esportivas dentro do Estado de São Paulo, sendo que Ribeirão Preto fica na quinta região.

Os Jogos Regionais têm alcançado seu objetivo de promover a massificação e o intercâmbio esportivo, contando com um número cada vez maior de atletas e de municípios participantes, o que possibilita revelar um número cada vez maior de esportistas.

tenista Vini Aiello

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Militares da reserva, duríssimo ataque ao STF e alertam para guerra civil (veja a íntegra do documento)

Chega! Juiz que um dia delinquiu – e/ou delinque todos os dias com decisões arbitrárias e com sentenças e decisões ao arrepio da lei

Bolsonaro confirma estender auxílio emergencial

Haverá uma quarta parcela da ajuda e que talvez ocorra até mesmo um quinto pagamento.

Empresária revoltada acusa PM de Camilo Santana (PT) de obrigá-la a entregar a bandeira do Brasil (veja o vídeo)

Segundo a mesma, coagida, ela acabou aceitando a solicitação do policial militar.

Quem nega o coronavírus e apoia o Governo é psicopata?

Quem está nessa dualidade sempre irá enxergar e entender o seu grupo como o correto, o bom e o belo

Médica desiste após um plantão: “Aquilo é um CTI de fachada”

Médica anestesista Priscila Eisembert denuncia que faltam medicamentos e exames para os pacientes.
- PUBLICIDADE -