Início Especiais Fenasucro Segunda maior processadora mundial de açúcar reúne parceiros e fornecedores em Ribeirão...

Segunda maior processadora mundial de açúcar reúne parceiros e fornecedores em Ribeirão Preto

- continua após a publicidade -

Fornecedores, parceiros e proprietários de terra do setor sucroenergético da região paulista da Alta Mogiana se reuniram em Ribeirão Preto, na última sexta-feira, 26 de maio, para discutir as perspectivas e novidades do mercado açucareiro no “Encontro de Fornecedores – Polo Ribeirão Preto”. O evento foi promovido pela Biosev, segunda maior processadora de açúcar do mundo, e apresentou iniciativas e previsões para a safra 2017/2018.

O presidente da Biosev, Rui Chammas, destacou a importância do trabalho conjunto entre os elos da cadeia produtiva da cana, que garante ganhos para todos os lados. “Acredito profundamente que não existe usina sem parceiros, sem fornecedores, sem proprietários de terra, assim como não existe valor agregado sem a usina”, destacou.

É uma atuação que a Biosev realiza em cinco polos agroindustriais no Brasil, com suas 11 unidades, sendo quatro delas em Ribeirão Preto. “São 110 mil hectares só nesta região, que fornecem mais de 50% da cana-de-açúcar processada”, enumerou Walter Biagi Becker, diretor nacional de originação da Biosev, que nacionalmente abrange 340 mil hectares de produção canavieira.

Este trabalho segue prioridades para ser mais produtivo e lucrativo a cada safra, como explicou Ricardo Lopes, diretor agrícola da empresa. Reforçando que “a segurança é sempre uma dessas prioridades”, ele listou outras cinco que norteiam a atuação das usinas: plantio sem falhas, colheita sem arranquio, aderência varietal, tecnologia e automação e cuidado com os equipamentos. De acordo com Lopes, esses eixos têm como objetivo o aumento de produtividade, a sanidade e sustentabilidade e a longevidade do canavial.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Atualizada

A Biosev é parceira de polos de inovação tecnológica como a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do o Instituto Agronômico (IAC), e o Centro de Tecnologia Canavieira (CTC). Com o IAC, a empresa estabeleceu importante parceria para o desenvolvimento de cultivares de cana-de-açúcar para as principais regiões canavieiras do Brasil – contando também com a experiência do Agronômico nas áreas de solo, clima, fertilização, controle de pragas, doenças e plantas daninhas.

A colaboração entre a empresa e o Instituto prevê ações com a participação de técnicos da Biosev em treinamentos e a instalação de uma rede de ensaios de competição de genótipos de cana-de-açúcar em unidades Biosev com diferentes contextos agroclimáticos. Uma união que garante inovações atrativas aos fornecedores da empresa dentro e fora do Estado de São Paulo.

De Lagoa da Prata, Minas Gerais, José de Souza foi ao encontro para se atualizar para a próxima safra e levar as informações para seu município. “É sempre um evento muito bom, cheio de novidades interessantes. O que eu aprendo aqui eu repasso para o meu pai que é produtor lá em Minas Gerais”, explicou.

Pelo terceiro ano no Encontro, João Augusto Anchiechi, de Ribeirão Preto, foi em busca de informações sobre o mercado e da troca de experiências com outros produtores como ele. “É um evento onde a gente encontra outras pessoas e pode trocar experiências, ver o que estão fazendo de bom no canavial e que a gente também pode fazer na nossa terra”, disse, destacando também que “as previsões de mercado e de safra que a Biosev dá estão sempre certas”.

A Biosev iniciou suas atividades no Brasil em 2000 e hoje conta com capacidade de processamento de 36,4 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano. Além disso, gera 1.346 GWh/ano de energia elétrica renovável excedente a partir do bagaço da cana e outras biomassas.

Por: Hélio Filho

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Botafogo empata com o Palmeiras no Santa Cruz

Com o resultado, o Tricolor completou o terceiro jogo de invencibilidade e agora soma seis pontos. Assim, o Pantera ocupa a 12ª colocação

Parede falsa escondia respiradores novos em hospital dizem funcionários

Em Ribeirão Preto menos de 1% do dinheiro enviado pelo gov. Federal foi usado, estados com respiradores comprados em adega, e proibição do tratamento precoce. A morte é um grande negocio.

Com R$ 166 milhões em caixa, prefeitura gastou 0,65% com medicamentos para Covid

Quebrar o pequeno comerciante e fazer obras faraônicas, é a marca deste prefeito que se mostra um capacho do governo de SP

Ribeirão Preto abre hoje (17) agendamento para 2ª dose da CoronaVac em idosos de 69 a 71 anos

Cadastro pode ser feito pela internet ou por telefone. Ao todo, são 13,1 mil vagas disponíveis.

Novos exames mostram que câncer se espalhou pelo corpo de Covas

O câncer atingiu fígado e ossos, em 2019 foi descoberto um tumor no estômago, mas sofreu metástase e se espalhou
- PUBLICIDADE -