Início Especiais Fenasucro RenovaBio reduzirá 600 milhões de toneladas de carbono da atmosfera até 2020

RenovaBio reduzirá 600 milhões de toneladas de carbono da atmosfera até 2020

O setor sucroenergético, que está entre os emissores com maior capacidade de geração de CBIO (Créditos de Descarbonização), estará reunido na 27ª FENASUCRO & AGROCANA entre 20 e 23 de agosto

- continua após a publicidade -

A indústria sucroenergética representa um grupo estratégico no processo de redução da emissão de carbono em virtude da produção de biocombustível e bioeletricidade, que posiciona o setor como o emissor com maior capacidade de geração de CBIO (Créditos de Descarbonização).

O Ministério de Minas e Energia, por meio do RenovaBio (Política Nacional de Biocombustíveis), estabeleceu promover uma redução de 10% na intensidade de carbono da matriz de combustíveis do Brasil até 2028. A meta representa a redução de 600 milhões de toneladas de carbono da atmosfera até 2020, o que equivale a dois anos de emissões da matriz de combustível. Considerando que cada título de CBIO é emitido com base na retirada de uma tonelada de carbono, o volume representará a emissão de 6 bilhões de certificados com um valor inicial de US$ 10 (dólares) ou uma quantia estimada em torno de R$ 23 bilhões no período.

Para isso, o governo federal, por meio das ações do RenovaBio, incentivará o crescimento da participação dos bicombustíveis dos atuais 20% para 28,6% na matriz de combustíveis.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

De acordo com pesquisas apresentadas na tese de doutorado de Luciano Cunha de Souza, defendida na UnB (Universidade de Brasília), em 2015, o Brasil está na liderança da tecnologia para a cultura da cana. O estudo demonstra que nas etapas de produção de biocombustíveis como a logística, fermentação, destilação, geração de vapor, geração de energia elétrica a partir do bagaço, entre outras, são de amplo domínio brasileiro e necessitariam de um esforço menor que o de outros países para evoluírem.

O potencial de crescimento e a vantagem competitiva do setor também são reconhecidos pelo presidente-executivo da Abraceel (Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia), Reginaldo Medeiros, que aponta boas perspectivas.

“As usinas deixam de produzir mais energia por razões econômicas. A perspectiva é boa para o reconhecimento da capacidade dos geradores de energia. A expansão da oferta e abertura do mercado viabilizará novos projetos no setor”, afirma Medeiros.

RenovaBio Itinerante

As particularidades do tema e os debates sobre aspectos da legislação e oportunidades do mercado serão tratados e esclarecidos no programa “RenovaBio Itinerante”, que acontecerá na 27ª FENASUCRO & AGROCANA, que será realizada entre os dias 20 e 23 de agosto, em Sertãozinho (SP).

O objetivo da ação é levar o programa ao conhecimento dos produtores e importadores de biocombustíveis e dirimir dúvidas, estimulando a adesão ao processo de certificação eficiente de biocombustíveis.

O diretor do Departamento de Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia, Miguel Ivan Lacerda de Olivera, reforça a importância do setor no processo de retenção de carbono e a posição estratégica do Brasil no mercado. “O RenovaBio é um novo paradigma por conta da retenção de carbono. A eficiência do Brasil no setor sucroenergético e de energia de biomassa é o melhor do mundo. Estamos resolvendo um problema, a produção de etanol deve dobrar nos próximos 10 anos e isso é uma grande oportunidade para o Brasil”, afirma Oliveira.

Já o gerente de bioeletricidade da UNICA (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), Zilmar José de Souza, aponta que por meio da regulamentação, a indústria sucroenergética irá ganhar força e impulsionar todo mercado de bioenergia e biocombustível. “A regulamentação do setor é fundamental e existem muitas oportunidades pela frente com o RenovaBio e o CBIO. A partir do crescimento da cana, as outras formas de cogeração serão impulsionadas e crescerão naturalmente. O setor sucroenergético possui muita força e muita competitividade”, diz Souza.

publicidade
publicidade

Últimas Notícias

Outra derrota do Botafogo deixa o projeto da serie A distante

Agora, o Pantera busca a reabilitação contra o Londrina, na terça-feira (20), às 19h15, no estádio Santa Cruz.

Programa Direção Segura autua oito motoristas em Cravinhos

Blitz de fiscalização da Lei Seca foi realizada entre a noite de sexta e a madrugada deste sábado (17); Ao todo, 288 veículos foram fiscalizados

Caixa e Banco do Brasil iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep

Para o participante saber se tem direito às cotas, basta acessar o portal

Sesc Ribeirão apresenta espetáculo de dança inspirado na vida da poetisa Sylvia Plath

Dança em Dobro acontece no dia 23 de agosto, sexta, a partir das 20h, com apresentações do Studium Carla Petroni e da Cia. Lusco Fusco

Hospital de Câncer de Ribeirão Preto promove “Tarde Beneficente”

Todo evento é organizado por membros do Grupo de Voluntariado Arco Íris

Habitação entrega casas para famílias de Guatapará

Nesta sexta-feira, 16 de agosto, a Secretaria de Estado da Habitação entrega 97 unidades habitacionais na cidade de Guatapará. O Governo do Estado, através...

Enquanto senado vota abuso de autoridade vereador e apresentador são assaltados em RP

Os Bandidos agiram rapidamente e fugiram em poucos minutos.

Copa Educa Judô agita cidade de Morro Agudo

Consolidado, evento deve receber mais de 60 instituições e mil atletas

ENCONTRO NACIONAL DO PSL DE JAIR BOLSONARO

A mobilização é uma ação da executiva nacional que tem o objetivo de dobrar o número de filiados

Palocci relatou em delação repasses ilegais a Lulinha, amante Gleisi e quadrilha do...

Palocci declarou que parte dessas negociações era realizada por ele com João Vaccari, ex-tesoureiro do PT
- PUBLICIDADE -