Início Especiais Fenasucro Potencial da bioeletricidade será discutido na 26ª FENASUCRO & AGROCANA

Potencial da bioeletricidade será discutido na 26ª FENASUCRO & AGROCANA

- continua após a publicidade -

Nos últimos anos, a bioeletricidade vem ganhando espaço na matriz energética brasileira. A fonte biomassa, atualmente, ocupa o 3º lugar na geração, atrás da hídrica e da fóssil, representando 9% da potência concedida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Os dados são do boletim ‘A Bioeletricidade em Números’, do mês de julho, divulgado pela União da Indústria da Cana-de-Açúcar (UNICA), que também revela que a energia gerada pela indústria da cana equivale a 7% da capacidade instalada no Brasil, e a 77% da fonte biomassa.

Segundo a publicação, em 2017, a bioeletricidade ficou concentrada em cinco estados da Região Centro-Sul – Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná e São Paulo –, sendo que este último foi o que mais contribuiu para a rede: 47% do volume total. A geração sucroenergética paulista, no período, foi equivalente a 20% da produção de energia elétrica no Estado.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O boletim informa que a geração de bioeletricidade para o Sistema Interligado Nacional (SIN), de janeiro a junho deste ano, aumentou em 14% em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado foi impulsionado pelo início da safra da cana na Região Centro-Sul, em abril, mês também em que o gerado correspondeu a quase 5% do consumo de energia no País nos 30 dias. Ainda no primeiro semestre de 2018, estima-se que volume de bioeletricidade fornecido ao SIN evitou a emissão de 3,1 milhões de toneladas de CO2.

E é essa preocupação com a redução de emissão de gases de efeito estufa que o Brasil tem enxergado grande potencial no setor sucroenergético – inclusive, recentemente, teve sua importância reconhecida para a matriz energética nacional, enquanto gerador de energia limpa e renovável, através da implantação da Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio).

Para Zilmar Souza, gerente de bioeletricidade da UNICA, é necessário estabelecer uma política setorial de incentivo e de longo prazo também para a bioeletricidade. “Atualmente, aproveitamos apenas 15% do potencial técnico da bioeletricidade sucroenergética e uma política estimulante para esta fonte, juntamente com a operacionalização do RenovaBio nos próximos anos, devem impulsionar o avanço deste recurso renovável na matriz de energia do País”, avalia Souza.

Embora sejam notórios as possibilidades e benefícios da expansão do setor, ainda há muitos gargalos. Por isso, todo esse cenário será debatido por especialistas renomados durante o 8º Seminário CEISE Br/UNICA sobre Bioeletricidade, evento que integra a grade de conteúdos da 26ª FENASUCRO & AGROCANA – maior feira de tecnologia sucroenergética do mundo, que acontece de 21 a 24 de agosto, em Sertãozinho-SP.

Marcado para o dia 22, quarta-feira, o seminário já tem, entre os palestrantes confirmados, os nomes de Eduardo Azevedo, secretário de Planejamento Energético do Ministério de Minas e Energia; e João Carlos de Souza Meirelles, secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo. O evento vai trazer a discussão de como incluir na matriz energética do País o biogás e os biocombustíveis.

“À medida que a fabricação do etanol aumentar, visando atender às demandas do RenovaBio, será possível ampliar também a produção de bioenergia, incrementando o mix de receitas dos produtores e tornando-a ainda mais competitiva no mercado”, acrescenta Aparecido Luiz, presidente do Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis (CEISE Br).

A programação completa pode ser acessada em: http://bit.ly/2KRiqiT. As inscrições, gratuitas, estão disponíveis somente pelo link: http://bit.ly/2KCFvtm. As vagas são limitadas. O 8º Seminário CEISE Br/UNICA sobre Bioeletricidade também tem a organização da SM Consultoria Integrada.

O pré-credenciamento da 26ª FENASUCRO & AGROCANA já está disponível pelo site www.fenasucro.com.br.

arquivo pessoal

 

SERVIÇO

A FENASUCRO & AGROCANA acontece no Centro de Eventos Zanini, em Sertãozinho. Os eventos de conteúdo acontecem a partir das 08h até 18h. A visitação na plataforma comercial é das 13h às 20h. A feira é uma realização do CEISE Br (Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis), organizada e promovida pela Reed Exhibitions Alcantara Machado.

Edição: 26ª edição
Realização: 21 a 24 de agosto de 2018
Horário exposição: das 13h às 20h
Horário eventos de conteúdo: das 8h às 18h
Local: Centro de Eventos Zanini, Marginal João Olézio Marques, n 3.563, Sertãozinho – São Paulo – Brasil
Site oficial: www.fenasucro.com.br

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Startup de Ribeirão Preto tem apoio da ANVISA para avançar estudo de vacina contra COVID-19.

Empresa de Ribeirão Preto recebe o apoio da ANVISA para submeter os estudos no desenvolvimento de uma vacina contra o Coronavírus.

Mega-Sena pode pagar R$ 22 milhões neste sábado (23)

sorteio será realizado a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias CAIXA, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo.

Na brincadeira Ad aeternum Ribeirão deve voltar ao lockdown

Nova atualização acontece nesta sexta-feira (22) no palácio do imperador João Tranca rua, e salve-se quem puder.

Prefeitura inicia vacinação dos funcionários da saúde

A auxiliar de enfermagem Maria Aparecida recebeu a primeira dose da vacina nesta quinta-feira, dia 21 e representou os profissionais da saúde que se dedicaram ao enfrentamento da pandemia em Ribeirão Preto

Grood.me é selecionada para o Shark Tank Brasil

Escolhida entre mais de 2 mil empresas nacionais, Grood.me é a 1ª startuptecnológica de Ribeirão Preto a participar do programa
- PUBLICIDADE -