InícioEspeciaisFenasucroCompradores internacionais estão de olho na tecnologia brasileira apresentada na 25ª FENASUCRO...

Compradores internacionais estão de olho na tecnologia brasileira apresentada na 25ª FENASUCRO & AGROCANA

- continua após a publicidade -

Compradores de 45 países estão de olho na tecnologia desenvolvida pelo setor sucroenergético brasileiro. E durante a 25ª FENASUCRO & AGROCANA, as empresas nacionais ficam na vitrine mundial nas Rodadas Internacionais de Negócios.

São companhias estrangeiras interessadas em produtos, ideias inovadoras, na experiência e na qualificação no mercado nacional. “Eles vêm procurando tudo, em busca das nossas soluções. O Brasil não vende só equipamento, vende solução”, disse Flávio Castelar, diretor executivo do Apla (Arranjo Produtivo Local do Álcool), que promove a rodada em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

Compradores como Fernando Rodrigues Garcia, de Honduras, que participa da feira pela primeira vez, em busca de maior produtividade. “Busco produtos químicos para a produção de açúcar, para ampliar os resultados”, disse.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Países da América Central, América Latina e África estão entre os principais compradores, segundo Flávio. Somente nos dois primeiros dias de rodadas durante a FENASUCRO & AGROCANA, foram 320 reuniões e prospecção de US$ 90 milhões em negócios a serem desenvolvidos nos próximos doze meses. “As empresas estão contentes e os compradores estão vindo, buscando equipamentos. Estamos indo super bem e vamos ter uma surpresa muito boa com o balanço, quando terminar a feira”, disse Flávio. Ao todo, 60 empresas brasileiras vendem seus produtos nas rodadas.

Clive Wrench, de uma usina do Quênia, fechou negócios na rodada para fazer a mecanização da colheita. “Investimentos para modernizar processos.” As rodadas continuam nesta sexta-feira (25), a partir das 13h, no pavilhão da FENASUCRO, em Sertãozinho.

Conteúdo

E para discutir a modernização dos processos nos canaviais brasileiros, o 17° Encontro dos Produtores de Cana, nesta quinta-feira (24), discutiu inovações tecnológicas, ações de sustentabilidade e a capacitação dos produtores de cana.

“Temos o desafio de fazer o novo, sair na dianteira no processo produtivo. Ampliar resultados por meio do conhecimento. O Encontro de produtores provoca essa mudança de atitude”, disse Eduardo Romão, presidente da Orplana (Organização dos Plantadores de Cana do Centro-Sul).

O ex-ministro Aldo Rebelo também participou do encontro com uma análise de questões ambientais e importância da base produtiva da cadeia sucroenergética. “O setor é o mais inovador da nossa história.”

O projeto de qualificação contínua de produtores Muda Cana, lançado pela Orplana, também foi discutido no encontro, que reuniu ainda ABAG (Associação Brasileira do Agronegócio), ASSOBARI (Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Bariri), SOCICANA (Associação dos Fornecedores de Cana de Guariba) e AFCOP (Associação dos Fornecedores de Cana da Região Oeste Paulista).

Esta sexta-feira (25) é o último dia para participar dos eventos de conteúdo, das rodadas internacionais e conhecer as inovações das mil marcas em exposição na 25ª FENASUCRO & AGROCANA, em Sertãozinho.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

A economia a “gente vê depois” leva mais de 2 milhões a extrema pobreza

Pelo menos 2 milhões de famílias brasileiras tiveram a renda reduzida e caíram para a extrema pobreza entre janeiro de 2019 e junho deste...

Quem foi vacinado com coronavac continua proibido de entrar em países que aceitam turistas

A santa medicação do Doria, continua proibida em vários países que já abriram suas fronteiras. E como ficam os imunizados que precisam viajar?

‘Sofrimento global’ faz buscas por ajuda emocional e prevenção ao suicídio aumentarem

Psicológicos relatam aumento de transtornos alimentares e psicológicos na pandemia e falam em ‘crises potencializadas’; Centro de Valorização da Vida registrou 147 mil atendimentos a mais apenas em 2020

Dirigente do Botafogo esquece a tradição e coloca o time entre os da várzea

Agora a torcida vai precisar trocar os bumbos e tambores por rosário, bíblia e agua benta, se não quiser estar ao lado do Leão

Governo federal anuncia dose de reforço para profissionais de saúde

Aplicação extra ocorrerá a partir de seis meses da imunização completa
- PUBLICIDADE -