Início Educação Tenente Coimbra pede inclusão de escolas estaduais no Pecim

Tenente Coimbra pede inclusão de escolas estaduais no Pecim

Nas escolas cívico-militares, os professores são responsáveis por toda parte educacional, enquanto militares auxiliam na administração e na parte disciplinar.

- continua após a publicidade -

O deputado estadual Tenente Coimbra (PSL/SP) indicou ao governador João Doria a inclusão de escolas estaduais de Americana, Guarujá, Itapecerica da Serra, Olímpia, Pirassununga, Santos, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, São José dos Campos e São Vicente no Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim).

O deputado, que preside a Frente Parlamentar Pela Criação das Escolas Militares no Estado de São Paulo, apresentou projeto de lei que prevê ampliação do programa. Ele tramita em regime de urgência na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e, se aprovado, as escolas da rede pública estadual de ensino que tiverem interesse poderão entrar na disputa.

Nas escolas cívico-militares, os professores são responsáveis por toda parte educacional, enquanto militares auxiliam na administração e na parte disciplinar. As escolas que aderiram ao programa apresentaram aumento nas notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

“Temos muitos ganhos neste modelo de ensino. Nas escolas tradicionais, a média do Ideb é de 4,94, já nos colégios militares o índice chega a 6,99”, pontua o parlamentar.

As demais indicações do deputado são: Escola Estadual Monsenhor Magi (Americana); Escola Estadual Eduardo Gomes Marechal do Ar (Guarujá); Escola Estadual Professor Porcino Rodrigues (Itapecerica da Serra); Escola Estadual Anita Costa (Olímpia); Escola Estadual Professor Paulo de Barros Ferraz (Pirassununga); Escola Estadual Doutor Manoel Jacintho Vieira de Moraes (Pirassununga); Escola Estadual Nossa Senhora de Loreto (Pirassununga) ); Escola Estadual Maria Trujilo Torloni (São Caetano do Sul); Escola Estadual Rudge Ramos (São Bernardo do Campo) e Escola Estadual Rondon Marechal (São José dos Campos).

“Escolhemos algumas escolas após visitar as regiões e conversar com representantes dos municípios que manifestaram interesse em aderir ao programa. Quem quiser integrar ao projeto pode procurar nosso gabinete, estamos à disposição de toda a população”, diz.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Confirmadas
No ano passado, após intermediação do gabinete do deputado, o Ministério da Educação (MEC) anunciou a conversão de duas unidades municipais ao modelo cívico-militar. A primeira contemplada foi a escola Matheus Maylasky, em Sorocaba, e a segunda foi a Professor Jorge Bierrenbach Senra, em São Vicente.

“Em 2020 trabalhamos muito para conseguir adesão dos municípios e tivemos sucesso. Neste ano, queremos levar esse projeto para mais regiões do nosso estado”, finaliza o deputado.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

COVID-19 leva a escalada de mortes e colapso de hospitais no Peru

Uma onda brutal da doença atingiu o país nas últimas semanas, resultando em hospitais superlotados, enquanto o acesso à vacinação continua sendo um grande desafio

Prefeito Greca sofre derrame mas não tem nada com a coronavac

Este é o que criou projeto de lei para multar quem distribuir comida a sem-teto sem autorização em Curitiba. Esperamos que ele esteja se alimentando no Hopital.

Anvisa autoriza uso emergencial de coquetel contra a covid-19

estes medicamentos apresentaram uma redução de 70,4% na hospitalização e mortes.

Feriado de Tiradentes: veja o que abre e o que fecha em Ribeirão Preto

Serviços essenciais estão mantidos, assim como a vacinação contra a Covid-19 seguirá normalmente.

Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em julho

Trabalhadores informais nascidos em julho começam a receber hoje (20) a nova rodada do auxílio emergencial.
- PUBLICIDADE -