InícioEducaçãoRede municipal volta às aulas presenciais dia 8 de fevereiro

Rede municipal volta às aulas presenciais dia 8 de fevereiro

O calendário começará pelo ensino fundamental, e no dia 1 de março, as aulas voltam para a educação infantil; O retorno dos alunos é opcional

- continua após a publicidade -

A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, através da Secretaria Municipal da Educação, anunciou em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira, dia 25, no Salão Nobre do Palácio Rio Branco, a volta às aulas presenciais na rede municipal de ensino para os 45.781 alunos matriculados em 2021. O calendário começará pelo ensino fundamental, no dia 8 de fevereiro, e no dia 1 de março, as aulas presenciais retornam para a educação infantil, inclusive para as conveniadas. 


A Secretaria da Educação planejou toda a estrutura de trabalho, de acordo com os protocolos sanitários, que serão publicados no Diário Oficial do Município.

arquivo

“Seguiremos as normas relativas à covid-19 para o começo do ano letivo, com o uso de EPIs para os alunos, professores e funcionários”, explicou o prefeito Duarte Nogueira. “Quero deixar claro que o retorno dos estudantes para as unidades escolares neste primeiro momento é opcional, cabendo aos pais decidirem”, pontuou o prefeito. 


Para o secretário da Saúde, Sandro Scarpelini, o reinício das aulas presenciais está embasada em dados oficiais. “Trabalhamos em conjunto com a Educação e apoiamos o retorno do ano letivo presencial, com base em dados evidenciados na literatura científica, nacional e internacional”.


“O ano de 2020 foi cheio de desafios na área da Educação, onde vivenciamos uma pandemia nunca vista antes, e aprendemos a trabalhar de acordo com ela. O retorno das aulas presenciais tem como base vários estudos, evidenciando o agravamento na aprendizagem dos alunos que já tinham um rendimento baixo, além do comprometimento nos aspectos físico, psicológico, intelectual e social destes estudantes, que perderam o vínculo diário com seus professores e amigos”, apontou o secretário da Educação, Felipe Elias Miguel. 


Ainda de acordo com ele, as aulas presenciais seguirão as normas do Plano São Paulo, que dispõe sobre a retomada em consonância com as fases em que as cidades estão. “Ribeirão Preto se encontra na fase laranja do Plano São Paulo e, diante disso, as aulas seguirão o protocolo de até 35% de lotação em suas salas, com a divisão de três grupos, em dias alternados, completando sempre com o ensino remoto, através de videoaulas, aulas ao vivo em TV aberta (Escola na TV), Whatsapp, Facebook, Google Classroom e o centro de mídias da educação São Paulo”. 


“No 1º bimestre, teremos uma reparação das habilidades realizadas em 2020, dando sequência à complementação pedagógica. A partir do 2º, 3º e 4º bimestres as atividades já serão desenvolvidas de acordo com o planejamento escolar. Trabalharemos com o atendimento presencial com revezamento, presencial sem revezamento (para os alunos que não tem nenhum tipo de acesso à tecnologia), que serão acolhidos nas escolas, e com o atendimento exclusivamente remoto, para alunos com comorbidades e alunos optantes”, completou o secretário da Educação. 

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Plano de atendimento
Fase Vermelha – até 35%.
Fase Laranja – até 35%.
Fase Amarela – até 50%.
Fase Verde – até 100%.
Fase Azul – até 100%. 

arquivo

Organização do atendimento
Na fase vermelha e laranja, as salas se dividirão em três grupos, A, B e C, alternando os dias da semana; 

Já na fase amarela, serão dois grupos os que farão o revezamento. 

Critérios dos grupos para a volta segura
Ordem alfabética; 
Estudantes de mesmo convívio social (irmãos);
Uso de transporte escolar fretado pela Secretaria Municipal da Educação (limitado a 50%);
Os horários de entrada e saída serão deliberados pelos Conselhos de Escola;
Distribuição prévia de crachás coloridos aos estudantes conforme o grupo a que pertencem e; 
Máscaras de cores diferentes para alunos de educação infantil. 

Protocolos Sanitários


Medidas de Proteção
Preservação do distanciamento social;
Utilização de EPIs;
Higiene pessoal;
Sanitização de ambientes e materiais;
Comunicação;
Monitoramento e
Local reservado para isolamento de casos suspeitos.

Fiscalização
Fiscalização Geral;
Vigilância Sanitária e 
Supervisão de Ensino da Secretaria da Educação.

Recursos e Insumos
Máscaras para os alunos – 77.530 unidades;
Máscaras para os professores – 12.100 unidades;
Aventais – 2.800 unidades;
Face Shield – 3.599 unidades;
Termômetros infravermelhos – 322 unidades;
Fita zebrada – 221 unidades;
Sabonete líquido – 19.000 litros;
Água sanitária – 20.000 litros;
Álcool líquido – 3.000 litros;
Álcool em gel – 20.750 litros;
Chip para conexão de dados – 26.228;
Novos computadores para os laboratórios de informática – 1.500 unidades;
Expansão da rede de conectividade banda larga e sinal Wi-Fi nas unidades escolares;
Substituição do quadro de giz por lousas brancas.

Link para apresentação completa:

ribeiraopreto.sp.gov.br

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Confira a programação cultural do fim de semana em Ribeirão Preto

As Belezas Belezas meu Brasil um espetáculo de dança da EDALA, tem ainda Workshop Ho'oponopono, Sarau literário e muito mais confira.

Atlético-MG vence Bahia e volta a ser campeão brasileiro após 50 anos

O Atlético, já como campeão brasileiro de 2021, volta a campo no domingo (5), às 16h, para receber o Red Bull Bragantino no Mineirão, em Belo Horizonte, onde poderá celebrar o título ao lado da torcida.

Passaporte Não: Sob pressão da população Câmara arquiva projeto

Luís Antonio França (PSB) que é contra a liberdade pessoal, tentou emplacar este absurdo, mas a maioria votou pelo arquivamento.

Novas interdições atrapalham o transito na região norte e sul

Nas duas interdições, a Transerp orienta aos condutores que redobrem a atenção e diminuam a velocidade de seus veículos a fim de evitar acidentes.

27 cidades da região já decidiram cancelar o carnaval

Em Ribeirão se depender de alguns vereadores o carnaval devera ser cancelado, mas 8 deles querem o carnaval para comemorar as 3 mil mortes pela doença. Veja quem são.
- PUBLICIDADE -