InícioEducaçãoMuseu Casa da Memória Italiana promove oficina de Libras

Museu Casa da Memória Italiana promove oficina de Libras

Atividade é destinada para crianças surdas de 7 a 12 anos; oficina acontecerá aos sábados

- continua após a publicidade -

Com o objetivo de promover inclusão e acessibilidade, o Museu Casa da Memória Italiana realizará, a partir da próxima semana, uma oficina de Libras em Português, destinada às crianças surdas.

A oficina conta com 10 vagas; as inscrições já estão abertas e podem ser feitas por meio do whatsapp (16) 99760-9946. Atividades acontecerão aos sábados de manhã: 13, 20 e 27 de março e nos dias 10, 17 e 24 de abril, das 10 às 12h.

Devido à fase vermelha do Plano São Paulo, a oficina será praticada de forma remota, por meio da ferramenta Zoom. Após novas recomendações, poderá acontecer de forma híbrida: presencial e online, respeitando e seguindo todos os protocolos de segurança sanitária para seus funcionários e visitantes.

Serviço:

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Oficina Libras/Português

Público-alvo: crianças surdas de 07 a 12 anos de idade e seus responsáveis

Dias: 13, 20 e 27 de março e 10, 17 e 24 de abril – das 10h às 12h

Local: Museu Casa da Memória Italiana e virtual pelo Zoom

Inscrição: (16) 99760-9946

Gratuito – incluso material e lanche

foto arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve

Vereador esquerdista que defende mulheres deve cumprir medida protetiva com a ex-namorada

a vítima se sente perseguida e agredida moralmente e psicologicamente pelo autor

“Funcionário” recebe R$ 22 mil por mês da Câmara para estudar Direito na USP em período integral

Trabalhar por que? Se nem os vereadores fazem isso, o O acadêmico em questão é Saulo Wellington Marchiori Magron, lotado no cargo de agente de administração
- PUBLICIDADE -